Barça coleciona fiascos nas contratações de janeiro. Tem até ex-gremista

  • Kin Cheung/AP

O Barcelona promete agitar a janela de transferências do inverno europeu com grandes reforços, a começar por Philippe Coutinho. Mas faz um bom tempo que eles não contratam ninguém nesta época do ano. Talvez porque não tenham muita sorte com os jogadores que chegam em janeiro. Dos dez últimos, poucos se destacaram. Veja a lista: 

Getty Images
Getty Images

1

Ibrahim Afellay

A última investida do Barcelona no mercado de janeiro foi em 2011, quando Pep Guardiola apostou no promissor meia holandês do PSV. Ele até começou bem, mas sofreu com uma série de lesões e não conseguiu se firmar no time. Foi emprestado duas vezes antes de sair de graça para o Stoke City.
Getty Images
Getty Images

2

José Manuel Pinto

O goleiro espanhol chegou ao Barcelona em janeiro de 2008 para ser reserva de Victor Valdés e participou do elenco que ganhou quatro títulos espanhóis e dois da Liga dos Campeões. No fim do contrato, em 2014, deixou o clube e anunciou aposentadoria.
AP
AP

3

Maxi López

Chegou ao Barcelona em janeiro de 2005 como promissor atacante argentino do River Plate, mas não se firmou como titular e disputou poucos jogos, marcando apenas dois gols. Passou pelo Mallorca antes de ser vendido para o FC Moscou, que mais tarde o cederia por empréstimo ao Grêmio.
Getty Images
Getty Images

4

Demetrio Albertini

O volante italiano foi contratado de graça em janeiro de 2005 e disputou apenas cinco jogos com a camisa do Barcelona antes de anunciar aposentadoria. Foi o suficiente para participar da conquista do Campeonato Espanhol e da Supercopa da Espanha.
Getty Images
Getty Images

5

Edgar Davids

Talvez a contratação mais bem sucedida do Barcelona no mercado de inverno, o meia holandês chegou emprestado pela Juventus no começo de 2004 e marcou o início da "Era Ronaldinho". Davids colocou ordem no meio-campo e deu espaço para o brasileiro jogar. Mas sua passagem durou pouco, e no meio do ano ele foi para a Inter de Milão.
Firo Foto/Getty Images
Firo Foto/Getty Images

6

Sorín

No começo de 2003, sem receber salários na Lazio, o lateral argentino voltou ao Cruzeiro. Mas o time mineiro também não tinha condições de bancá-lo, então negociou um empréstimo para o Barcelona. Sorín foi útil na segunda metade da temporada e até fez gol, mas deixou o clube no meio do ano e foi para o PSG.
Gustau Nacarino/Reuters
Gustau Nacarino/Reuters

7

Irmãos De Boer

Frank e Ronald de Boer chegaram juntos ao Barcelona em janeiro de 1999, vendidos pelo Ajax. Frank, o zagueiro, conseguiu se firmar como titular e disputou quase 150 jogos pelo clube até sair em 2003. Ronald, o meia, passou mais tempo no banco e acabou sendo vendido para o Rangers no final de 2000.
Getty Images
Getty Images

8

Winston Bogarde

Em janeiro de 1998, o técnico Louis Van Gaal trouxe mais um reforço para a legião holandesa do Barcelona: o zagueiro Winston Bogarde, que estava no Milan. Ele até começou bem, mas foi perdendo espaço e mais tarde seria cedido ao Chelsea, onde encerrou a carreira.
Divulgação
Divulgação

9

Emmanuel Amunike

O atacante que aterrorizava as seleções adversárias da Nigéria jogava no Sporting quando chamou a atenção do Barcelona, que o contratou no final de 1996. Sua passagem pelo futebol espanhol foi comprometida por lesões. Em três temporadas no Barça, disputou apenas 26 jogos e marcou um gol.
Reprodução
Reprodução

10

Roberto Dinamite

No começo de 1980, o Vasco vendeu seu maior ídolo ao Barcelona por 34 milhões de cruzeiros. Mas a passagem de Roberto pela Espanha durou muito pouco. Logo na estreia, marcou duas vezes, mas parou por aí. Perdeu espaço com o novo técnico, Helenio Herrera, e voltou ao Vasco quatro meses depois. Reestreou fazendo cinco gols na vitória sobre o Corinthians por 5 a 2 no Maracanã.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos