Topo

Futebol


Bombou nos estaduais: pane no VAR, provocação contra Chape e Ceni x Lisca

Reprodução
Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

2019-04-15T04:00:00

15/04/2019 04h00

O fim de semana foi de finais pelo Brasil. Em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, um fator em comum: a arbitragem desagradou. Nem o árbitro de vídeo (VAR) deu fim às discussões de lances polêmicos.

E teve mais. No Cearense, o Fortaleza, de Rogério Ceni, largou na frente na final contra o Ceará, de Lisca.

A má notícia ficou por conta da provocação de torcedores do Figueirense no duelo contra a Chapecoense. Eles imitaram um avião em alusão ao acidente aéreo de 2016.

Pelo Brasil

  • Matheus Sebenello/AGIF

    Torcida do Figueirense imita avião da Chape

    Dois torcedores do Figueirense imitaram aviões em alusão ao acidente aéreo que matou 71 pessoas, a maioria da delegação da Chapecoense, em 2016. O gesto foi feito após a vitória da equipe de Chapecó por 1 a 0 na semifinal do Campeonato Catarinense. Após o fim do jogo na Arena Condá, torcedores da Chape provocavam os rivais com gritos de "Série B" quando um torcedor do Figueirense fez o gesto de um avião caindo, enquanto outro abriu os braços e imitou um avião. Leia mais

  • Divulgação/Sport

    Torcedor é atropelado por cavalo

    A final do Campeonato Pernambucano entre Náutico e Sport ficou marcada pelos confrontos fora de campo. Torcedores do Náutico entraram em conflito com a polícia; um deles chegou a ser atropelado por um cavalo da cavalaria da PM, mas não se machucou.

  • Thiago Ribeiro/AGIF

    Pane no VAR

    Na final do Carioca, o Flamengo venceu o Vasco por 2 a 0, mas Bruno Henrique, autor dos dois gols do jogo, ainda marcou outro, que foi anulado pelo VAR. "Fiz três para valer dois, né?", declarou. E teve mais: uma pane elétrica fez com que o dispositivo parasse de funcionar. Leia mais

  • Daniel Vorley/AGIF

    Lugano dispara contra arbitragem

    Na final do Campeonato Paulista, o São Paulo empatou sem gols contra o Corinthians. Diego Lugano, agora membro da diretoria tricolor, reclamou de uma expulsão, uma mão na bola e do VAR. "Uma não expulsão no início do jogo. Uma mão que não foi vista na área adversária. Uma tentativa de encontrar um pênalti pelo VAR aos 50 do segundo tempo. Isto tudo diante de 60 mil São-Paulinos", escreveu o ex-zagueiro em sua conta oficial no Twitter. Leia mais

  • Vinnicius Silva/Cruzeiro

    Bronca também em MG

    A situação foi pior no Campeonato Mineiro, com vitória do Cruzeiro por 2 a 1 contra o Atlético-MG. Elias, do Galo, reclamou do lance que acarretou em gol de Léo, no segundo tempo do confronto, e por conta da expulsão de Adilson. "Aí vem o juiz de fora, faz esta merda e volta para a sua casa", disparou. Do outro lado, o técnico Mano Menezes reclamou de gol anulado de Fred. Leia mais

  • Jeferson Guareze/AGIF

    Inter reclama do árbitro

    No Campeonato Gaúcho, Grêmio e Inter não saíram do 0 a 0, mas não faltaram polêmicas. O vice de futebol do Inter, Roberto Melo, reclamou do técnico rival, Renato Gaúcho, por ter discutido com Cuesta e pela não expulsão do atacante André. "O árbitro morre de medo dele (Renato)", disse. Leia mais

  • Divulgação/Fortaleza Esporte Clube

    Rogério Ceni vence Lisca

    Com dois gols de Edinho, o Fortaleza venceu o Ceará por 2 a 0 e se aproximou do título do Campeonato Cearense. Agora, a equipe de Rogério Ceni joga por um simples empate. Já o clube comandado por Lisca tem que vencer por dois gols. A volta será no próximo domingo, na Arena Castelão. Leia mais

  • Divulgação/Bahia

    'Zebras' na Bahia e no Paraná

    As finais de estaduais também tiveram "zebras". No Campeonato Baiano, o Bahia de Feira deu trabalho ao Bahia, que alcançou o empate por 1 a 1 somente nos minutos finais do duelo de ida. Já no Paranaense, o Toledo estreou na final com vitória contra o Athletico por 1 a 0 no primeiro jogo da decisão. Leia mais

Mais Futebol