Brasileiros pelo mundo: Jesus quebra jejum no Inglês e Jô vai mal no Japão

Do UOL, em São Paulo

Já teve decisão de título no futebol europeu neste fim de semana e, com a conquista do Paris Saint-Germain na Copa da Liga Francesa, tem brasileiros com faixa de campeão nesta segunda-feira (2). Destaque para Daniel Alves, que alcançou sua 36º conquista na carreira e se aproximou da marca de Pelé - de acordo com algumas contagens.

Outros jogadores que dividem o vestiário da seleção brasileira com Daniel Alves também jogaram bem. Caso de Gabriel Jesus, que saiu de uma seca no Campeonato Inglês já que durava desde novembro do ano passado. 

Entre aqueles que não mandaram bem estão dois selecionáveis. Paulinho, do Barcelona, e Willian, do Chelsea, deixaram a desejar no final de semana. Jô, artilheiro do último Campeonato Brasileiro, 'patinou' no Japão e até pênalti perdeu, contribuindo para a derrota de seu time.

Foram bem

AFP PHOTO / FRANCK FIFE
AFP PHOTO / FRANCK FIFE

Daniel Alves

O lateral-direito conquistou o 36º título da carreira ao vencer a Copa da Liga Francesa. Assim, aumenta a vantagem como jogador mais vitorioso em atividade - Iniesta é o segundo com 33. Como o PSG tem 17 pontos de vantagem no Campeonato Francês, é grande a chance de Daniel Alves ser campeão mais uma vez e igualar ninguém menos que Pelé.
Carl Recine/Reuters
Carl Recine/Reuters

Gabriel Jesus

O autor do gol da seleção brasileira contra a Alemanha voltou ao Campeonato Inglês rompendo um jejum de dez partidas sem marcar: o último gol havia sido em novembro do ano passado, contra o Leicester. Neste sábado, o atacante de 20 anos anotou um dos gols da vitória do Manchester City por 3 a 1 para cima do Everton. O gol de cabeça, após cruzamento de De Bruyne, ajudou a colocar o time mais perto do título nacional. Basta uma vitória no próximo fim de semana, contra o Manchester United, para se tornar campeão inglês.
Compartilhe

Talisca

Convocado, mas sem entrar em campo nos amistosos da seleção brasileira contra Rússia e Alemanha, o meia fez a diferença na vitória por 1 a 0 do Besiktas sobre o Alanyaspor, no sábado. Aos 28 minutos do primeiro tempo, o brasileiro recebeu a bola próximo à entrada da grande área pela direita, puxou para o meio tirando de dois marcadores e finalizou no ângulo adversário. Talisca já tem 16 gols na temporada e mostra que a escolha de Tite não foi tão estranha assim.
Compartilhe

Gilberto

Enquanto tenta sair do meio da tabela do Campeonato Turco, o Yeni Malatyaspor conta com um reforço que finalmente desencantou. No sábado, contra o Genclerbirligi, o atacante Gilberto marcou duas vezes na goleada por 4 a 1. O ex-jogador do São Paulo entrou em campo pela sétima vez na competição e enfim fez bonito. Ele tem contrato curto com o clube, somente até o meio do ano. Vale citar que Gilberto entrou em campo aos 24 minutos do segundo tempo e marcou aos 36 e aos 46.
Compartilhe

Foram mal

Divulgação
Divulgação

O artilheiro do último Campeonato Brasileiro vive má fase no Japão. Neste sábado, ele teve a chance de abrir o placar para o Nagoya Grampus de pênalti. Mas o atacante desperdiçou a cobrança. No final, a oportunidade fez falta porque a equipe perder de 3 a 2 para o Sagan Tosu. Em cinco partidas, Jô balançou as redes somente uma vez.
Stu Forster/Getty Images
Stu Forster/Getty Images

Willian

O meia atacante é o principal destaque do Chelsea na temporada e o desempenho discreto dele contribuiu bastante para derrota em casa por 3 a 1 diante do Tottenham. Com o resultado, caiu o maior tabu da história do Campeonato Inglês. Havia 28 anos que o Tottenham não batia o rival em Stamford Bridge. Com o resultado, o clube de Willian viu o adversário abrir oito pontos de vantagem e está longe da classificação para a Liga dos Campeões.

Paulinho

É bem verdade que Paulinho atuou fora de posição e jogou de forma mais defensiva por causa da ausência de Busquets. Desta maneira, não conseguiu usar a virtude da chegada na área. Para piorar, os dois gols do Sevilla foram de contra-ataques. Evitar a transição rápida do adversário era função que Paulinho deveria fazer e não conseguiu.
AFP PHOTO / Adrian DENNIS
AFP PHOTO / Adrian DENNIS

Lucas

O ex-são paulino foi resgatado do ostracismo no Paris Saint-Germain, mas segue sem espaço para jogar no Tottenham. Contra o Chelsea, mesmo com o time desfalcado do lesionado Harry Kane, começou no banco de reservas e por lá ficou. O treinador Maurício Pochettino ainda fez duas substituições e ignorou o brasileiro em ambas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos