Cinco confrontos mostram como Grêmio x Palmeiras se tornou um clássico

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

Grêmio e Palmeiras abrem nesta quarta (28) a decisão por uma vaga na semifinal da Copa do Brasil. E ao entrarem em campo, tricolores e alviverdes carregarão uma rivalidade gigante. Mesmo em cidades distantes, gremistas e palmeirenses viveram duelos que igualam-se a confrontos regionais, com disputas físicas, pancadaria, pressão e emoção de sobra. 

A rivalidade se consolidou em 1995 e 1996, quando quatro duelos por Copa do Brasil, Brasileiro e Libertadores foram carregados de tensão para as equipes, comandadas em sua maior parte por Vanderlei Luxemburgo e Luiz Felipe Scolari. Um time acusado de ser violento, o outro respaldado pelo investimento da Parmalat. Em campo, partidas que não fogem da memória dos torcedores. 

Em 2012, como os bons filmes do cinema, um 'remake' foi produzido. O enredo não fugiu do contexto de expulsões, brigas e dramaticidade. E com tantos argumentos, Palmeiras e Grêmio é um duelo que não pode ser descrito de outra forma que não clássico. 

Confira cinco confrontos que antecederam o desta quarta, mas confirmam o peso do enfrentamento que inicia às 21h45 (horário de Brasília), na Arena do Grêmio. 

CONFRONTOS MEMORÁVEIS ENTRE GRÊMIO E PALMEIRAS

cyr Lopes Junior/Folhapress
cyr Lopes Junior/Folhapress

Copa do Brasil de 1995 - Grêmio avançou

Grêmio e Palmeiras se enfrentaram nas oitavas de final da Copa do Brasil daquele ano. E foi o primeiro de uma série de duelos marcantes nos campeonatos seguintes. No primeiro encontro, em Porto Alegre, empate em 1 a 1, com gols de Dinho, para o Grêmio, e Rivaldo, para o Palmeiras. E no jogo de volta, uma guerra. Em São Paulo, o Grêmio abriu 2 a 0, com Luiz Carlos Goiano e Paulo Nunes, mas o Palmeiras buscou o empate com Lozano e Rivaldo. Foram quatro expulsões: Mancuso, do Palmeiras, Dinho, Goiano e Arílson do Grêmio. E mesmo com 8 atletas em campo, o Tricolor segurou a vaga na próxima fase devido ao saldo qualificado. Atual coordenador técnico gremista, Valdir Espinosa, treinava o clube paulista. Felipão era o técnico do Grêmio.

Libertadores de 1995 - Grêmio avançou

Depois da batalha da Copa do Brasil, os times voltaram a se enfrentar no encontro mais marcante entre eles. As quartas de final da Libertadores. Os dois já tinham se enfrentado na primeira fase do torneio, e avançaram juntos no grupo. Carregavam uma bagagem de desavenças por um pênalti não marcado para o Grêmio. E tudo veio à tona na eliminatória. No Olímpico, logo de cara, expulsão de Rivaldo, mais adiante uma briga entre Dinho e Válber que foi além do campo. Com ambos expulsos, socos foram trocados do lado de fora. Danrlei também participou da pancadaria, que acabou no polícia. No placar: 5 a 0 para os gaúchos. No duelo de volta, o clima de rivalidade foi ainda ampliado. Precisando vencer por seis gols de diferença, o Palmeiras foi para cima. De cara, porém, levou gol de Jardel, aos 8 minutos. Não se entregou, começou a empilhar gols e mais gols. Aos 40 do segundo tempo, Cafu marca o quinto do Palmeiras. Faltava apenas um gol. Não aconteceu. O Grêmio avançou perdendo por 5 a 1 e acabou campeão daquela edição do torneio.
Jorge Araujo/Folha Imagem
Jorge Araujo/Folha Imagem

Copa do Brasil de 1996 - Palmeiras avançou

Um ano depois, mas com os mesmos técnicos (Luxemburgo e Felipão) e elencos semelhantes, o Palmeiras deu o troco. Na Copa do Brasil, em jogo de ida, excepcionalmente ninguém foi expulso. Em casa, o Palmeiras aplicou logo 3 a 1, gols de Djalminha, Rivaldo e Muller. O Grêmio descontou com Paulo Nunes. Mas tudo estava indefinido para o compromisso de volta, em Porto Alegre. O Palmeiras tratou de igualar 'na vontade' o Grêmio. Levou cinco cartões amarelos e ainda teve Sandro Blum expulso. No placar, foi a vez dos gaúchos ficarem a um gol de seguir na competição. Vitória gremista por 2 a 1, gols de Jardel e Zé Alcino. Claudio fez o gol palmeirense.
Antônio Gaudério/Folhapress
Antônio Gaudério/Folhapress

Campeoato Brasileiro de 1996 - Grêmio avançou

Ainda em 1996, o destino reservou outro duelo entre Grêmio e Palmeiras: o Campeonato Brasileiro. Depois de terminar a primeira fase do torneio em terceiro, o Verdão recebeu o Tricolor, que foi sexto. Mais uma vez, a rivalidade foi além do futebol. Sobraram pancadas e jogadas fortes. Foram 56 faltas no jogo de ida. O Palmeiras saiu na frente com Luizão, mas o Grêmio virou com Émerson, Goiano e Zé Afonso. Novamente cartões vermelhos pautaram a disputa. Leandro levou por falta. Cleber acertou uma cabeçada em Paulo Nunes e foi expulso. O atacante gremista, que havia cometido falta no zagueiro, também levou vermelho. Precisando vencer, o Palmeiras saiu ao ataque no compromisso de volta. Em casa, porém, não conseguiu reverter o placar. Ganhou por 1 a 0, gol de Elivélton, mas acabou eliminado. E só para não fugir à regra, Saulo foi expulso pelo Grêmio.

Copa do Brasil de 2012 - Palmeiras avançou

E 16 anos depois, um reencontro curioso para Palmeiras e Grêmio. Em 2012, novamente a Copa do Brasil, novamente Vanderlei Luxemburgo e Luiz Felipe Scolari, mas em lados opostos. Agora Luxa comandando o Grêmio e Felipão no Palmeiras. A semifinal daquela competição foi marcada pela tensão. Em jejum de conquistas importantes desde 2001, o Grêmio vivia ótimo momento e tinha boas esperanças. Já o alviverde oscilava. No duelo de ida, o Tricolor desperdiçou várias chances e, aos 43 do segundo tempo viu Mazinho marcar em um contra-ataque. As mais de 43 mil pessoas que lotaram o Olímpico, incrédulas, ainda viram Barcos marcar aos 47 o 2 a 0 que definiu o placar. Mas o Grêmio não se deu por vencido. Tinha uma aposta de peso para o jogo de volta: Kleber Gladiador, que voltava de lesão e enfrentaria seu desafeto, Felipão, e seu ex-clube. Não adiantou. Sobraram brigas, para não romper com a tradição do duelo. Henrique foi expulso no Palmeiras, Edílson e Rondinelly pelo Grêmio, e o empate em 1 a 1 levou o Verdão adiante, para depois levantar a taça.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos