Como a Argentina se mobiliza para tentar manter Messi na seleção

Do UOL, em São Paulo

A decisão de Lionel Messi de abandonar a seleção argentina após a derrota na final da Copa América Centenário para o Chile - na qual ele perdeu um pênalti nas cobranças decisivas - pegou de surpresa os fãs de futebol do país. Tanto que há uma verdadeira mobilização para que o melhor jogador do mundo volte atrás em sua decisão e permaneça vestindo a camisa "albiceleste".

Uma estátua em Buenos Aires, vídeos de crianças e até um telefonema do presidente argentino Mauricio Macri. Tudo vale para convencer Messi, 29 anos, a não deixar a seleção após a terceira derrota seguida em uma final. Será que vai ser suficiente? Confira:

Como os argentinos tentam fazer Messi ficar

Martín Zabala/Xinhua
Martín Zabala/Xinhua

Cartazes no desembarque

Já no desembarque da delegação argentina em Buenos Aires, após a derrota na final nos Estados Unidos, a torcida deu seu recado. Vários cartazes e bandeiras com dizeres pedindo a permanência de Messi na seleção e apoiando o craque foram levados ao aeroporto e à sede da seleção argentina, em Ezeiza. Os jogadores viram tudo do ônibus.
Twitter/Reprodução
Twitter/Reprodução

Campanha até no metrô

A campanha #NoTeVayasLio ("Não se vá, Lio") foi iniciada pelo jornal esportivo Olé no dia seguinte à eliminação e se espalhou pela argentina. A hashtag dominou as redes sociais e inclusive já circula em estações de metrô de Buenos Aires. Pelo nível de compartilhamento, com certeza a iniciativa já chegou até Messi...
AFP
AFP

Pedido de Maradona

"Deixaram Messi sozinho e eu não quero deixá-lo só. Por isso, quero falar com ele: para lutar contra todos os que o deixaram sozinho, do primeiro ao último dirigente, seja quem for". O apoio é de ninguém menos que Diego Maradona, ídolo máximo do futebol argentino, que disse que Messi é essencial para a seleção na Copa de 2018.

Vídeos de crianças

Também viralizaram na internet vídeos de crianças pedindo para que Messi não abandone a seleção. Em um deles, o pequeno Piero aconselha o craque: "Mesmo que você tenha errado o pênalti, você não deixou de ser o melhor. Algumas vezes se ganha e outras se perde. Messi, não vá para sua casa. Você tem que vir para a seleção, porque te amamos. O que vamos fazer?".
Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter

Estátua em Buenos Aires

Messi ganhou uma estátua no Paseo de la Gloria, em Buenos Aires. O prefeito da capital argentina, Horacio Rodríguez Larreta, já pediu pelo Twitter: "Como fanático pelo futebol, te peço que não renuncies". Claro que a estátua mostra o melhor do mundo com a camisa da seleção argentina.
Nelson Almeida/AFP
Nelson Almeida/AFP

Carta de professora

Yohana Fucks, uma professora do ensino fundamental da província de Entre Ríos, escreveu uma carta aberta a Messi em que pede que o jogador dê exemplo às crianças que o têm como ídolo. "Por favor, não renuncie. Não faça as crianças acreditarem que neste país só importa ganhar e ser o primeiro. Não mostre a eles que, por mais sucesso que alguém consiga na vida, nunca conseguirá agradar aos demais. E pior ainda, não os faça sentir que eles devem viver para agradar os outros", diz um trecho.
Marcos Brindicci/Reuters - 11.dez.2015
Marcos Brindicci/Reuters - 11.dez.2015

Telefonema do presidente

Até o presidente da Argentina, Mauricio Macri, entrou na campanha para segurar Messi na seleção. Segundo um porta-voz, Macri telefonou para o jogador para pedi-lo que permaneça defendendo as cores do país e que não dê ouvidos às críticas. O presidente também manifestou seu orgulho pelo desempenho da seleção nos últimos anos. Agora só falta o Papa Francisco...

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos