Como o torneio no Uruguai vai ajudar o Palmeiras na Libertadores

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras

    Jogadores do Palmeiras ouvem as orientações do técnico Marcelo Oliveira

    Jogadores do Palmeiras ouvem as orientações do técnico Marcelo Oliveira

O discurso é o mesmo no Palmeiras, seja qual for o jogador do elenco: a conquista da Libertadores é o maior objetivo do time na temporada 2016. A estreia alviverde na competição só ocorrerá no próximo dia 16, mas a equipe terá uma prévia do que encontrará a partir do mês que vem.

Nesta quarta-feira, o Palmeiras enfrentará o Libertad-PAR em partida válida por um quadrangular amistoso. No sábado, o time medirá forças com o vencedor do duelo entre Nacional-URU e Peñarol. Em jogo, o título do torneio ou o terceiro lugar.

O Palmeiras retorna ao Brasil no domingo. Uma semana depois, disputará o primeiro jogo oficial da temporada: diante do Botafogo, em Ribeirão Preto. Depois, até o jogo inicial da Libertadores, o time alviverde terá pela frente mais três jogos do Campeonato Paulista, contra São Bento, Oeste e Linense. 

Aspectos positivos na ida do Palmeiras ao Uruguai

Possível confronto com o Nacional-URU

O time uruguaio será um dos adversários do Palmeiras na luta por uma vaga nas oitavas de final da Libertadores, além do Rosario Central-ARG e do vencedor do confronto entre River Plate-URU e Universidad de Chile. O time paulista enfrentará o Nacional na terceira rodada, dia 9 de março, no Allianz Parque. Oito dias depois, o Palmeiras volta ao Uruguai para enfrentar a equipe, no quarto jogo da fase de grupos.

Duelo com o River Plate-URU

Além da possibilidade do confronto direto, outros fatores ainda irão servir como experiência para o Palmeiras na passagem pelo Uruguai. O time, por exemplo, fará um jogo-treino com o River Plate-URU. A equipe uruguaia disputará a pré-Libertadores e pode integrar a chave alviverde. A estreia do Palmeiras na competição será contra o vencedor do confronto entre River-URU e Universidad de Chile.

Estreia de Matheus Sales, Vitor Hugo e Gabriel Jesus

Os três titulares disputarão uma partida internacional por um clube pela primeira vez na carreira, em um bom teste para a Libertadores. O volante Matheus Sales fará apenas seu oitavo jogo no time profissional. Gabriel Jesus, apesar da experiência nas seleções brasileira de base, ainda não teve a oportunidade de defender o Palmeiras fora do país. Já o zagueiro Vitor Hugo, destaque da temporada 2015, jogará uma partida internacional depois de defender o Palmeiras em 58 partidas.

Primeiro jogo internacional de Marcelo Oliveira no Palmeiras

Marcelo Oliveira chegou ao Palmeiras em junho e comandou o time em 40 partidas e fará sua estreia pelo Palmeiras no exterior. Em 2013 e 2014, o treinador comandou o Cruzeiro na Libertadores e foi no máximo até as quartas de final. Em entrevista, o comandante alviverde disse que o possível confronto com o Nacional no sábado pode ajudar o time. "Apenas uma coincidência, mas (os times) acabam se conhecendo. As coisas se resolvem na hora do jogo, mas os adversários vão se conhecer um pouco, pode ser importante para a sequência", disse.

Contato com a torcida adversária

O Palmeiras jogará as duas partidas no Estádio Centenário. No local, os jogadores terão a chance de sentir a pressão da torcida uruguaia. No sábado, o time terá contato com os torcedores do Nacional de qualquer maneira, já que a decisão do terceiro lugar ocorrerá antes da final. O confronto contra o time na Libertadores ocorrerá no Parque Central, estádio mais acanhado e com mais pressão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos