De Cantona a Romário, relembre brigas surreais entre jogadores e torcida

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Daily Mail

    Evra dá chute em torcedor do Olympique de Marselha antes mesmo de a partida começar

    Evra dá chute em torcedor do Olympique de Marselha antes mesmo de a partida começar

Se toda e qualquer violência no futebol precisa ser condenada, a confusão se torna ainda mais surreal quando envolve jogadores e torcedores. O caso mais recente aconteceu com o lateral esquerdo francês Patrice Evra, que conseguiu a proeza de ser expulso durante o aquecimento, após chutar o rosto de um torcedor do Olympique de Marselha antes da partida contra o Vitória de Guimarães, na quinta-feira passada, pela Liga Europa.

A lista de ocorrências deste tipo é extensa e já envolveu nomes famosos, como Romário, o belga Eden Hazard e o francês Eric Cantona. Relembre abaixo oito brigas surreais protagonizadas por atletas e torcida:

Reprodução
Reprodução

Voadora clássica

A mais conhecida tentativa de agressão de um jogador contra um torcedor foi protagonizada pelo ex-atacante francês Eric Cantona, ídolo do Manchester United. Em 25 de janeiro de 1995, ele perdeu a compostura após ser expulso na partida contra o Crystal Palace, pelo Campeonato Inglês. Ao caminhar para o vestiário, Cantona se irritou com as provocações de Matthew Simmons, que estava à beira do gramado, e desferiu uma voadora no torcedor rival. Caído, o jogador ainda tentou acertar um soco. Punido pelo clube e pela federação local, ele foi condenado a duas semanas de detenção, mas converteu a pena em 120 horas de serviços comunitários.

Baixinho estressado

Em 2003, torcedores do Fluminense protestaram contra a má fase do time atirando galinhas no campo das Laranjeiras durante um treinamento, o que irritou Romário. O ex-atacante dirigiu-se à arquibancada e tentou expulsar um deles a tapas. Sozinho, o torcedor precisou pular uma escada para escapar do Baixinho e de outros funcionários do clube que também partiram para a agressão.
Rebecca Naden/REUTERS
Rebecca Naden/REUTERS

Gandula catimbeiro

Torcedor do Swansea, o britânico Charlie Morgan ganhou alguns minutos de fama no futebol em 2013, durante a semifinal da Copa da Liga Inglesa. Ele atuava como gandula do clube do País de Gales, que empatava sem gols com o Chelsea e, com o resultado, estava se garantido na final do torneio. Morgan aproveitou um ataque errado do adversário para retardar a reposição de bola. Revoltado, o meia belga Eden Hazard perdeu a cabeça e chutou o gandula, que começou a ser contorcer no chão. O camisa 10 do Chelsea foi expulso, e o Swansea se garantiu na partida decisiva da Copa da Liga.

Expulsos do ônibus

Irritados com a campanha fraca do Joinville na Série C do Campeonato Brasileiro, torcedores do Joinville tentaram depredar o ônibus que levava a delegação para a partida contra o Mogi Mirim, em setembro. Um deles conseguiu entrar no veículo e trocou socos com alguns jogadores, que decidiram descer e partir para cima do agressor. Restou a ele fugir para não apanhar.
AFP PHOTO/PAUL FAITH
AFP PHOTO/PAUL FAITH

À força

Em 1993, o ex-goleiro Peter Schmeichel defendia o Manchester United, em jogo contra o Galatasaray pela Liga dos Campeões, quando dois torcedores do clube turco invadiram o campo. Indignado, o dinamarquês agarrou um deles pela roupa e o colocou para fora aos empurrões.

Com o bebê no colo

A vitória do Lyon por 2 a 1 sobre o Everton, pela Liga Europa, em 18 de outubro, foi manchada por uma briga entre os jogadores na linha de fundo, quando os franceses venciam por 1 a 0. A confusão ocorreu próxima à arquibancada e rendeu uma imagem surreal: um torcedor do clube inglês, carregando um bebê no colo, se aproximou do empurra-empurra e atingiu atletas do Lyon com socos.

Contragolpe

O clássico de Tel Aviv de 4 de novembro de 2014, pelo Campeonato Israelense, teve Eran Zahavi como personagem. Formado pelo Hapoel, o meia causou revolta no clube por ter se transferido para o maior rival, o Maccabi. Em seu primeiro jogo contra o time pelo qual foi revelado, os torcedores do Hapoel não pouparam palavrões. Um deles se exaltou, invadiu o campo e partiu para cima de Zahavi, que revidou e ainda foi expulso pela arbitragem.

Carateca

Em 2011, quando defendia o AZ Alkmaar, da Holanda, o goleiro costarriquenho Esteban Alvarado percebeu que seria agredido pelas costas por um fã do Ajax que havia invadido o campo e se defendeu desferindo chutes no invasor. A arbitragem optou por expulsar o jogador assim que a situação foi controlada pela segurança.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos