De gandula "folgado" a gol encolhido: bizarrices das súmulas dos Estaduais

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

Os campeonatos estaduais começaram e, com eles, vieram os primeiros casos pitorescos da temporada 2016. As súmulas das partidas mostraram algumas situações pelas quais os árbitros tiveram que passar nessa primeira rodada, e teve de tudo: árbitro ameaçado, chute na porta do vestiário, placas de substituição sem número e até trave que "encolheu". Confira:

Villa Nova 2 x 1 Tombense: Massagista enlouquecido

O massagista da Tombense não gostou muito da derrota no Campeonato Mineiro, como atesta o relatório do árbitro assistente na súmula - "Ao término do primeiro tempo de jogo, informei o árbitro da partida que o Sr. Cláudio Henrique Brito Batista, massagista da equipe da Tombense F.C., ao passar em minha direção, proferiu as seguintes palavras: 'Você está cego, seu filho da p...'. Sendo que as palavras proferidas por este cidadão me ofendeu (sic) moralmente e ofendeu minha honra".

Botafogo-SP 0 x 2 Palmeiras: Briga com gandula

O árbitro Marcelo Aparecido não se entendeu muito bem com o gandula na vitória do Palmeiras pelo Paulistão - "Aos 70 min. de jogo excluí dos arredores do campo de jogo o Sr. Paulo Roberto Gonçalves, que exercia a função de gandula, por dizer as seguintes palavras: 'aqui eu vou trabalhar do meu jeito, vocês apitam aí e eu aqui'. Imediatamente o mesmo foi excluído da sua função".

Santos 1 x 1 São Bernardo: TV "espiã"

O Santos pode ter tentado dar uma "ajudinha" ao técnico Dorival Júnior com imagens da TV, mas o árbitro José Cláudio Rocha Filho percebeu a tempo - "Informo que ao lado do banco de reservas da equipe mandante tem um camarote com monitor e sem o vidro de proteção, facilitando a comunicação externa com o banco de reservas. Foi solicitado para que o monitor deste camarote ficasse desligado durante o jogo, que foi de imediato aceito pela equipe do Santos".

Noroeste 3 x 3 Grêmio Osasco: Chutes na porta e falta de papel

Na Série A3 do Paulista, a confusão quase chegou às vias de fato. O árbitro Eduardo Pereira de Araújo relatou que o vestiário da arbitragem foi ameaçado. E esse não foi o único problema - "Informo que após o término da partida, quando já nos encontrávamos no vestiário, uma pessoa não identificada chutou a porta por várias vezes, dizendo as seguintes palavras: 'seus filhos da p..., vou esperar vocês aqui fora'. Informo ainda que a comunicação de penalidades foi feita de forma manual, pois a impressora estava sem a sua bobina de papel. Além disso, a placa eletrônica de substituições não estava em condições de ser visualizada a uma certa distância, devido às suas luzes fracas".

Fernandópolis 0 x 2 Atibaia: "Eu sei onde você mora"

Outra da Série A3 do Paulista. O Atibaia ganhou, mas o atacante Gueguel não gostou muito de ser expulso pelo árbitro Júnior César Lossávaro - "Expulso por após ser advertido com cartão amarelo, se dirigir à minha pessoa e proferir as seguintes palavras: 'você é um pipoqueiro, vai se f..., eu sei onde você mora'. Informo ainda que o mesmo teve que ser contido por seus companheiros para se retirar do campo de jogo".

Itapirense 0 x 2 Nacional: Faltou hino e energia

Mais Série A3: parece que o estádio em Itapira não teve uma de suas jornadas mais felizes, como relata o árbitro Alysson Fernandes Matias - "Não foi entoado o Hino Nacional Brasileiro, devido a problemas técnicos no sistema de som do estádio. Aos 85 minutos de jogo, houve paralisação de 14 minutos devido à falta de energia elétrica. O boletim financeiro da partida não foi entregue".

Inter de Limeira 0 x 1 São José: Placas sem número

O árbitro Cássio Luiz Zancopé não gostou muito das condições de trabalho no Limeirão, em mais um jogo válido pela Série A3 do Campeonato Paulista - "Placas de substituições se encontram em péssima condição e também faltando números".

Bahia de Feira 2 x 0 Feirense: A trave encolheu

E pelo Campeonato Baiano, o árbitro Florismar Costa de Jesus achou que alguma coisa estava estranha com o campo do Estádio Municipal Pedro Amorim, em Feira de Santana - "Informo que as marcações feitas no campo de jogo não estão nos padrões exigidos pela regra 01, foi observado que as mesmas estão com 17 centímetros de largura. Também informo que as traves estão com altura e largura inferior ao que se pede na regra 01 (campo de jogo)".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos