Desabafo, desculpa e "só treino": veja frases marcantes do dérbi paulista

Do UOL, em São Paulo

  • Rubens Cavallari/Folhapress

O primeiro clássico entre Corinthians e Palmeiras, deu o que falar. Na noite da última quarta-feira (22), o que não faltou foi polêmica dentro das quatro linhas da Arena Corinthians. Tudo começou com um erro do árbitro Thiago Duarte Peixoto, que expulsou um jogador alvinegro errado, resultando na revolta de Roberto de Andrade, presidente do Corinthians. A vitória corintiana também mexeu com os atuais campeões brasileiros.

As entrevistas depois da partida ainda contaram com Alecsandro chamando o Campeonato Paulista de "treino para Libertadores", lamentações de Jean e Dudu e, é claro, a felicidade de Jô, decisivo no triunfo por 1 a 0.

Confira as principais declarações do dérbi

Rodrigo Coca/Eleven/Estadão Conteúdo
Rodrigo Coca/Eleven/Estadão Conteúdo

Roberto de Andrade, presidente do Corinthians

"Ele não pode apitar nunca mais, nem em condomínio, nem em jogo de prédio. Ele não pode nem ser torcedor, nem assistir jogo. Tem que passar longe de um estádio de futebol pelo que ele fez. Não estou preocupado com a suspensão do Gabriel, isso vamos ver amanhã. Estou preocupado com ele (juiz), que vai prejudicar outro amanhã, isso que me deixa preocupado. Alguém que está trabalhando sério, jogadores trabalhando sério, vem um cara e fez um negócio desse? Deixa o moleque chorando no vestiário? Que culpa tem ele?"

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos