Por que Alex Teixeira despertou atenção de gigantes ingleses e da China

Rodrigo Garcia

Do UOL, em São Paulo

O atacante Alex Teixeira foi um dos jogadores brasileiros mais cobiçados da janela de transferências de janeiro. Liverpool e Chelsea foram duas das equipes que demonstraram interesse na contratação do atleta, mas esbarraram na alta pedida do clube ucraniano.

Porém, um mercado que vem mostrando cada vez mais força conseguiu levar o jogador. O Jiangsu Suning, da China, conseguiu atender o pedido do Shakhtar e investiu 50 milhões de euros (aproximadamente R$ 215 milhões) na contratação do atacante, que fará parceria com Ramires e Jô. Com isso, o brasileiro tornou-se a negociação mais cara da atual janela de contratações.

Entenda os pontos que levaram diversos clubes a brigarem pela contratação do jogador.

Alto aproveitamento nas duas últimas temporadas

Aos 26 anos, o brasileiro vive a melhor fase da sua carreira, o que pode ser comprovado com a alta quantidade de gols marcados nas duas últimas temporadas. Coincidentemente, a média de gols de Alex Teixeira aumentou vertiginosamente após a temporada 2014/2015, quando outras estrelas deixaram o clube, dando a ele papel de protagonista. Entre as temporadas 2010/2011 e 2013/2014, Alex Teixeira atuava como meio campista na equipe ucraniana. Atuando mais distante do gol, o brasileiro atingiu sua melhor marca de gols em 2012/2013, quando marcou 16 gols em 41 jogos e teve média de 0,39 gol por jogo.

Nas duas últimas temporadas, Teixeira foi deslocado para o comando do ataque, já que Luiz Adriano foi negociado com o Milan e Douglas Costa deixou o clube rumo ao Bayern de Munique. Com isso, o jogador a 48 gols em 63 jogos. Na atual temporada, o jogador possui média de um gol por jogo, e só não está na briga pela Chuteira de Ouro do futebol europeu pois os gols marcados na Ucrânia tem peso menor do que os tentos marcados nas maiores ligas europeias.
Arte/UOL Esporte
Arte/UOL Esporte

Jogadores que deixaram o clube se destacaram na Europa

O técnico romeno Mircea Lucescu já declarou, em diversas oportunidades, ser fã confesso do futebol brasileiro. Não à toa, aposta forte em talentos do futebol brasileiro e os contrata ainda jovens, para que ele possa moldar os jogadores de acordo com as características que ele preza.

Por ter um treinador que está acostumado a trabalhar com brasileiros, a adaptação dos jogadores ao estilo de jogo europeu acaba sendo facilitada. Por isso, os jogadores costumam se encaixar rapidamente em outros esquemas de jogo quando deixam o Shakhtar e se transferem para equipes europeias, como aconteceu com Willian e Douglas Costa.

Até o momento, já passaram pelo Shakhtar: Jadson, Elano, Fernandinho, Luiz Adriano, Willian, Ilsinho, Alex Teixeira, Douglas Costa, Alan Patrick, Dentinho, Ismaily, Fernando, Bernard, Fred, Wellington Nem e Marlos.
André Mourão/AGIF/Folha Imagem
André Mourão/AGIF/Folha Imagem

Jogador se destacou desde as categorias de base

O atacante sempre se destacou pela categoria de base do Vasco, tanto que integrou as principais seleções infantis enquanto se desenvolvia no clube carioca.

Segundo Celso Roth, que treinou o clube em 2007, ano em que Alex Teixeira foi promovido ao elenco profissional, o jovem atacante já era tido como uma das maiores promessas da categoria de base ao lado de Philippe Coutinho.

?Eu subi o Philippe Coutinho quando tinha de 16 a 17 anos. O Alex fez alguns treinamentos comigo e já era o grande destaque da base. Se você pegar o histórico dele, ele já era tido como um grande talento para a equipe profissional?, declarou o treinador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos