30 jogadores que o seu time está dando tchau e você não terá saudades

  • Ronny Santos/Folhapress

    Egídio ganha abraço de Moisés após perder pênalti contra o Barcelona

    Egídio ganha abraço de Moisés após perder pênalti contra o Barcelona

Sabe aquele jogador do seu time que está de saída e você não sentirá a menor saudade? O UOL Esporte preparou uma lista com vários desses exemplos: atletas que não foram bem em 2017 e não permanecerão em suas equipes na próxima temporada. Confira:

ATLETAS QUE ESTÃO DE SAÍDA E NÃO DEIXARÃO SAUDADE

Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Egídio (Palmeiras)

Principal alvo da torcida palmeirense após a eliminação na Libertadores - foi um dos que errou a cobrança de pênalti contra o Barcelona de Guayaquil. Já deixou o clube e defenderá o Cruzeiro a partir de 2018.
Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Muralha (Flamengo)

Teve um ano para ser esquecido. Falhou em momentos importantes quando precisou ser acionado e se tornou o principal alvo da torcida do Flamengo. Tem contrato até 2020 e será negociado.
Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Thiago Ribeiro (Santos)

Pouco utilizado pelo Santos na temporada 2018. Foram apenas 22 jogos - a maioria como reserva - e apenas dois gols, ambos pelo Campeonato Paulista. Teve seu contrato encerrado neste mês de dezembro.
Heuler Andrey/AFP Photo
Heuler Andrey/AFP Photo

Kayke (Santos)

Até teve alguns bons momentos com a camisa do Santos, mas no geral deixou a desejar. Foi reserva durante quase todo segundo semestre e marcou pela última vez no dia 5 de julho, em jogo contra o Atlético-PR pela Copa Libertadores. O jogador, que pertence ao Yokohama Marinos, do Japão, não teve o contrato renovado.
Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Moisés (Corinthians)

Retornou ao Corinthians como uma das esperanças para a atual temporada, mas o desempenho de destaque que havia tido pelo Bahia não se repetiu. Aos 22 anos, ele não lidou bem com a cobrança da torcida e falhou excessivamente. A saída do jogador ainda não foi consolidada, mas ele deverá ser emprestado no ano que vem.
Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Manga Escobar (Vasco)

Irreverente nas redes sociais, o colombiano tinha potencial para cair nas graças da torcida. O problema é que dentro de campo nada deu certo. Até foi bem em alguns jogos, como em um clássico contra o Fluminense, mas deixou muito a desejar em sua passagem pelo Vasco.
Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Rafael Marques (Vasco)

Zagueiro jamais conquistou o coração dos vascaínos. Firmou-se como reserva e fazia aparições esporádicas na equipe titular. Em fim de contrato, não deverá renovar.
John Raoux/AP
John Raoux/AP

Éder Luis (Vasco)

Após ser ídolo da torcida, o veloz atacante encarou uma série de lesões e não conseguiu reencontrar os bons momentos. Frequentou mais o departamento médico que os gramados.
Ale Cabral/AGIF
Ale Cabral/AGIF

Denílson (São Paulo)

Atacante que veio com aval de Rogério Ceni e como promessa pelo bom Estadual no Avaí, mas fez somente um gol em 12 jogos e ficou marcado por tentativa bizarra de afastar a bola em gol do Corinthians no Morumbi. Não terá contrato de empréstimo renovado.
Alexandre Loureiro/Inovafoto/Estadão Conteúdo
Alexandre Loureiro/Inovafoto/Estadão Conteúdo

Marcinho (São Paulo)

Outro atacante referendado por Ceni, teve início melhor, fez 22 jogos, marcou dois gols e deu duas assistências, mas um gol perdido contra o Coritiba e o abalo com a pressão o tiraram do time. Não renovará.
Tiago Caldas/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Tiago Caldas/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Lucas (Fluminense)

Titular o ano todo, não terá o empréstimo renovado e voltará para o Palmeiras, clube que detém seus direitos. O jogador nunca conseguiu ser unanimidade e foi dono da posição mais por falta de opções.
Vitor Silva / SSPress
Vitor Silva / SSPress

Renan Fonseca (Botafogo)

Um dos principais perseguidos pela torcida. Não jogou esse ano e recusou propostas de times da Série B ao longo da temporada. Está sem contrato e não renovará.
Victor Silva/SSPress
Victor Silva/SSPress

Jonas (Botafogo)

Perdeu espaço depois de sofrer uma lesão no joelho e não voltou mais ao time. Não renovará com o Botafogo.
Miguel Schincariol/Getty Images
Miguel Schincariol/Getty Images

Emerson Sheik (Ponte Preta)

Não teve seu contrato renovado e deixa a Ponte Preta "de mal" com a torcida por não ter atuado na maior parte dos jogos da reta final do Campeonato Brasileiro.
PontePress/ Rodrigo Ceregatti
PontePress/ Rodrigo Ceregatti

Rodrigo (Ponte Preta)

Tem sua rescisão de contrato praticamente acertada. A expulsão infantil no jogo que definiu o rebaixamento da Ponte Preta certamente fará com que os torcedores não sintam saudade do zagueiro. Pelo contrário.
Ivan Alvarado/Reuters
Ivan Alvarado/Reuters

Eduardo da Silva (Atlético-PR)

O experiente brasileiro naturalizado croata viveu entre lesões em 2017 e praticamente não foi aproveitado no segundo semestre: foram apenas quatro jogos (sendo só um como titular) e nenhum gol marcado.
Fabio Wosniak/Site Oficial CAP
Fabio Wosniak/Site Oficial CAP

Eduardo Henrique (Atlético-PR)

Volante disputou 17 jogos - a maior parte como reserva - e marcou dois gols, mas não convenceu. Voltará ao Internacional.
Clelio Tomaz Photo/AGIF
Clelio Tomaz Photo/AGIF

Wesley (Sport)

Um dos mais contestados pela torcida rubro-negra. Teve uma passagem para ser esquecida pelo Sport, com apenas nove partidas e nenhum gol. Um dos jogadores já dispensados pelo clube.
Marcello Zambrana/AGIF
Marcello Zambrana/AGIF

Osvaldo (Sport)

Fez 28 jogos com a camisa do Sport e marcou apenas três gols. Perdeu moral na reta final do Brasileiro e sequer foi aproveitado nos últimos quatro jogos. Negocia com o América-MG.
Mauricio da Matta/Vitória/Divulgação
Mauricio da Matta/Vitória/Divulgação

Carlos Eduardo (Vitória)

Emprestado pelo Atlético-MG na metade do ano, foi titular em apenas sete partidas do Vitória no Campeonato Brasileiro. Fez gol só na última rodada do Brasileiro, mas acabou expulso logo depois. Outro que não ficará.
Romildo de Jesus/Futura Press/Estadão Conteúdo
Romildo de Jesus/Futura Press/Estadão Conteúdo

Geferson (Vitória)

Passou metade do Campeonato Brasileiro no banco de reservas. Jogou a reta final da competição, mas não agradou. Não terá seu contrato renovado.
Felipe Oliveira/Divulgação/E.C. Bahia
Felipe Oliveira/Divulgação/E.C. Bahia

Matheus Sales (Bahia)

Sofreu com a forte concorrência na posição de volante e jogou apenas oito partidas como titular do Bahia no Campeonato Brasileiro. Volta ao Palmeiras e deve ser novamente emprestado.
Mauricia da Matta/Vitória EC
Mauricia da Matta/Vitória EC

Armero (Bahia)

Primeiro reforço do Bahia para 2017, o lateral colombiano sequer figurou no banco de reservas na reta final do Campeonato Brasileiro. Foram apenas cinco jogos na competição, sendo o último deles em agosto. Já está sem contrato.
Divulgação/Bahia
Divulgação/Bahia

Eduardo (Bahia)

Titular do Bahia durante toda temporada, mas bastante contestado pela torcida tricolor. Novo presidente já informou que ele não fica.
Cleber Yamaguchi/AGIF
Cleber Yamaguchi/AGIF

Tiago Real (Coritiba)

Titular na reta final do Brasileiro, não conseguiu ajudar o Coritiba a evitar o rebaixamento. Já acertou com a Ponte Preta para 2018.
Cleber Yamaguchi/AGIF
Cleber Yamaguchi/AGIF

Rafael Longuine (Coritiba)

Emprestado pelo Santos, meia não rendeu e fez apenas quatro partidas como titular com a camisa do Coritiba, mas não marcou nenhum gol.
Cleber Yamaguchi/AGIF
Cleber Yamaguchi/AGIF

Anderson (Coritiba)

O meia esteve afastado por boa parte do Brasileiro, fora do peso ou com lesões, conforme o período. Entrou no último jogo no desespero e não conseguiu evitar o descenso. Voltou para o Internacional.
Jeferson Guareze/AGIF
Jeferson Guareze/AGIF

Carlos (Internacional)

Não conseguiu se firmar no clube e voltará ao Atlético-MG.
Ricardo Duarte/UOL
Ricardo Duarte/UOL

Roberson (Internacional)

Contratado por indicação do técnico Antônio Carlos, passou mais tempo na reserva do que jogando. Será emprestado ao Juventude.
Ricardo Duarte/Internacional
Ricardo Duarte/Internacional

Carlinhos (Internacional)

Jogou pouco em 2017, passou o ano entre idas e vindas do departamento médico. Não terá seu contrato renovado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos