Melhor da rodada: Grafite "imparável", chuva de pênaltis e Casão cornetado

Do UOL, em São Paulo

Atacante e líder do Santa Cruz, Grafite esteve mais uma vez "imparável" na última quarta-feira (25) – anotou dois gols, agora contra o Cruzeiro, e brilhou novamente no Brasileirão. É "o cara" da competição, pelo menos até aqui. Mas teve mais: confira abaixo o que de melhor aconteceu nas primeiras partidas da 3ª rodada.

Não tem só lance bonito na nossa lista, não. Um exemplo: Marinho, do Vitória (aquele da entrevista supersincera, lembra?), pisou na bola. E desta vez não foi com microfone na mão, foi literalmente mesmo.

Aconteceu na rodada

Chuva de pênaltis

Os sete jogos de quarta-feira (25) registraram seis lances de pênaltis. Figueirense x Santos, em Florianópolis, foi recordista: os visitantes tiveram duas cobranças (bem assinaladas), e um pênalti claro foi negado aos anfitriões. A Chape abriu o placar contra o Fla com infração dentro da área mal marcada: Juan não tocou no rival (vídeo acima). Mas chumbo trocado não dói, diz o ditado: o rubro-negro empatou com pênalti polêmico, no minuto final. O 6º tiro da marca da cal ocorreu a favor do Santa Cruz, de Fábio em Grafite: bem visto pelo juiz e bem batido pelo artilheiro.

A bizarrice de Marinho

O atacante do Vitória Marinho fintou um adversário e carregou a bola pela ponta direita com classe, em partida contra o América-MG, até que desabou no chão. Não teve falta e nem mais ninguém envolvido no lance. Ele tropeçou sozinho, protagonizando a bizarrice de quarta-feira. Páreo duro com uma outra cometida pelo zagueiro santista Gustavo Henrique, que ergueu demais a perna em disputa com o atacante do Figueirense Dudu e acertou o peito do rival.
Gilvan de Souza/ Flamengo
Gilvan de Souza/ Flamengo

Muricy saiu. Vem Abelão?

Está definido. Muricy Ramalho não voltará a dirigir o Flamengo. A decisão será anunciada pelo rubro-negro nesta quinta-feira (26). O treinador pediu para deixar o clube por conta dos recentes problemas de saúde. Abel Braga é o favorito da diretoria para ocupar o cargo. Após a bateria de exames complementares realizados em São Paulo para avaliação da fibrilação atrial - espécie de arritmia cardíaca - que sofreu, Muricy decidiu, ao lado da família, interromper o vínculo com o Fla. A decisão era esperada e foi amadurecida nos últimos dias em meio ao momento delicado do futebol.

Nova regra "contra" o Figueirense

Agora vale: segundo as novas regras do futebol, um time pode reiniciar a partida tocando a bola em qualquer direção, como nas peladas. O Figueirense resolveu inovar, logo depois de levar o primeiro gol: em vez de se reunirem dois jogadores no meio de campo, um atleta do time catarinense quis esticar o passe na ponta direita. E aí fez isso que se vê no vídeo acima. Entregou a redonda nos pés do santista Paulinho – pior: no ataque originado pelo lance, os paulistas quase viraram o jogo.
Divulgação
Divulgação

Opinião: blogueiros analisam jogos de quarta

Juca Kfouri, assim que terminaram os dois primeiros jogos da rodada, sentenciou: “Eta juizada ruim”. Referia-se, especialmente, à arbitragem de Santos e Figueirense, em Florianópolis, que deixou de dar pênalti aos anfitriões. Mais tarde, o comentarista se empolgou com a goleada do líder e avaliou: “ninguém segura o Santa Cruz”. Menon, do Blog do Menon, também exaltou a campanha do time pernambucano, e disse que Grafite poderia comandar os ataques de São Paulo e Palmeiras, que fazem clássico no próximo domingo. Já Mauro Beting destacou o triunfo do alviverde paulista, equipe que “tem cara que vai longe”.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos