Nome errado, desmaio e até pum. As gafes dos boleiros em apresentações

Do UOL, em São Paulo

Paulo Miranda foi a mais nova vítima de uma cilada comum no dia em que um clube decide apresentar o seu novo reforço para a temporada: a gafe.

Na primeira entrevista como jogador do Grêmio, o zagueiro quis fazer um elogio aos defensores do atual campeão da Copa Libertadores e citou o maior rival, chamando o Tricolor de "Inter".

Não faltam episódios tragicômicos com os vacilos dos jogadores na hora de deixar a primeira impressão nos clubes que os contrataram. Acredite, a folclórica lista de gafes nas apresentações tem até caso de flatulência, o popular pum.

Relembre, e divirta-se, com algumas gafes inesquecíveis dos boleiros brasileiros pelo mundo.

Ricardo Nogueira/Folha Imagem
Ricardo Nogueira/Folha Imagem

Sociedade Esportiva?

Reforço do Timão em 2006, o atacante Amoroso gerou constrangimento ao explicar um detalhe de seu contrato e citar o nome do rival, a Sociedade Esportiva Palmeiras, na hora de se referir ao novo clube. "A multa é mínima porque não tenho a intenção de sair. Não vim por dinheiro, tanto que nem assinei com a MSI, só com a Sociedade Esportiva Corinthians", disparou. Na tentativa de consertar a falha, justificou que se confundiu por ter atuado fora do país. "Essas coisas acontecem, fiquei por muito tempo na Europa e lá é comum as equipes serem chamadas de Societá."
Fernando Santos/Folhapress
Fernando Santos/Folhapress

Bicampeão em troca de nome

Em 2005, Gustavo Nery foi outro reforço corintiano que fracassou miseravelmente quando quis falar o nome completo do clube na apresentação. "A cada dia, a torcida vai esquecer que passei pelo São Paulo. Venho para jogar no Corinthians Futebol Clube", disse o ex-lateral, confundindo com o rival tricolor. Ele ainda cometeria outra gafe similar, em 2008, quando passou pelo Internacional. "Fico muito feliz com o acerto com o Grêmio... com o Inter."
Moacyr Lopes Junior/Folhapress
Moacyr Lopes Junior/Folhapress

Saco vazio não para em pé

Reforço do São Paulo em 1999, o zagueiro Paulão estava tão nervoso no dia de sua apresentação que passou dez horas sem se alimentar. Na hora da entrevista, o jogador teve uma hipoglicemia (queda brusca de açúcar no sangue) e caiu desacordado na frente das câmeras de TV. Por conta do episódio, o jogador ficou maldosamente conhecido entre os torcedores como Paulão Desmaio.
EFE/EPA/MIGUEL A. LOPES
EFE/EPA/MIGUEL A. LOPES

Ops, escapou!

Lateral-esquerdo com passagem pouco marcante pelo Palmeiras, Jefferson chegou ao Sporting de Portugal, em 2013, e ao que parece não estava passando bem do estômago. Enquanto era apresentado aos jornalistas por um dirigente, ele tentou se aliviar soltando um pum, mas a flatulência veio mais forte que o calculado, provocando um barulho constrangedor.
Ricardo Ayres/Photocamera
Ricardo Ayres/Photocamera

Vai desta para uma melhor (ou pior)

Tem jogador que até pensa em exaltar o novo clube, mas acaba falando exatamente o contrário. Como o zagueiro Valdson, em 2004, afirmando que o Corinthians era "uma ponte para chegar a um grande clube". Mais um caso envolvendo o Timão: em 2005, o atacante Nilmar, ao desembarcar no Parque São Jorge, comemorou por "finalmente jogar em time grande no Brasil". Detalhe: o atleta foi revelado pelo Internacional. Contratado pelo Fluminense em 2009, emprestado pelo Hamburgo, da Alemanha, o meia Thiago Neves afirmou que o retorno ao clube significava um retrocesso. "Acho que estou dando um passo para trás agora para depois poder dar dois passos para frente."
Reprodução/ Facebook EC Vitória
Reprodução/ Facebook EC Vitória

Confusão em Salvador

Mais um caso de citação involuntária ao maior rival no dia da apresentação, desta vez em Salvador. Em 2016, o meia Serginho, com passagem pelo Santos, disse a seguinte pérola em sua primeira entrevista como jogador do Vitória: "Chego aqui no Bahia para ajudar o grupo."
Luiz Pires/VIPCOMM
Luiz Pires/VIPCOMM

Livrou-se do "naufrágio"

Em 2006, Ilsinho "pulou o muro". Trocou o Palmeiras pelo São Paulo. Na época, o Verdão vivia período de muitas incertezas e poucos resultados, enquanto o Tricolor era o atual campeão mundial. Na chegara ao novo clube, não faltou provocação. "Saí de uma fria. Pulei do Titanic quando ele estava afundando", disse.
AFP PHOTO/JOSEP LAGO
AFP PHOTO/JOSEP LAGO

Reis das embaixadinhas, só que não

Douglas e Paulinho sofreram com as cornetas catalãs quando passaram pelo ritual de apresentação de reforços no Barcelona. Na hora de fazer embaixadinhas para as câmeras no gramado do Camp Nou, ambos erraram e não mantiveram o controle de bola por muito tempo.
Wallace Teixeira/Photocamera
Wallace Teixeira/Photocamera

Troca letras

Na hora de apresentar o novo técnico do Corinthians, em 2004, o presidente do clube na ocasião, Alberto Dualib, encontrou certa dificuldade para pronunciar o nome de Paulo Cesar Carpegiani na conversa com os jornalistas. "É com muito prazer que apresento aqui o Paulo César Carpegiano", enrolou-se o dirigente. Já Roberto Horcades, presidente do Fluminense em 2009, conseguia pronunciar qualquer nome, menos Fred, na hora de dar a nova camisa ao atacante, que virou Celso e, depois, Fábio. Em seguida, o cartola exaltou Fred como campeão mundial, sendo que ele havia jogado a Copa de 2006, em que o Brasil foi eliminado pela França nas quartas de final.
Reprodução
Reprodução

Cadê?

Contratado em 2016, o meia peruano Cueva quis fazer aquele moral com a torcida do São Paulo e, em frente às câmeras, resolveu dar aquele clássico beijo na camisa. Habituado a uniformes com o símbolo do clube do lado esquerdo do peito, o jogador ficou alguns segundos perdido antes de descobrir que o escudo do Tricolor fica no meio da camisa, e um pouco para baixo da posição usada pela maioria. Já em 2008, o meia Carlos Alberto chegou ao Tricolor e deveria receber a camisa das mãos de Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, hoje presidente e na época vice de futebol. Mas o dirigente simplesmente esqueceu de entregar o uniforme, deixando o jogador esperando por vários segundos com aquele sorriso amarelo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos