Copa 2018

Oito craques que se lesionaram às vésperas de Copas do Mundo, mas jogaram

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / GEOFFROY VAN DER HASSELT

A situação de Neymar não é simples. A pouco mais de três meses da Copa do Mundo de 2018, o atacante do Paris Saint-Germain e da seleção brasileira irá se submeter neste sábado a uma cirurgia para se recuperar de uma fratura no quinto metatarso do pé direito.

A expectativa de recuperação é dois meses e meio a três meses, segundo o médico Rodrigo Lasmar, da seleção brasileira e que vai operar o atacante, o que permitiria ao jogador atuar na reta final da temporada europeia antes de disputar o Mundial na Rússia. Ainda assim, a situação assusta quem torce pelo Brasil e/ou pelo PSG.

O caso de Neymar, porém, não é inédito. Ao longo da história das Copas do Mundo, vários craques sofreram lesões poucos meses antes do torneio, mas conseguiram jogar a competição - ainda que nem sempre plenamente recuperados. Há casos até de fraturas de metatarso, como o caso de Neymar, a menos de dois meses da estreia na Copa.

O UOL Esporte separou oito casos de jogadores contundidos que conseguiram a recuperação antes da Copa do Mundo. Relembre:

Eles correram risco, mas foram à Copa do Mundo

Getty Images
Getty Images

2

Zico (1986)

Em agosto de 1985, Bangu e Flamengo se enfrentavam no Maracanã pelo Campeonato Carioca. Naquela partida, Zico acabou acertado por um carrinho desferido por Márcio Nunes e acabou lesionando o joelho direito. Um mês depois, recuperado, lesionou o joelho esquerdo e só voltou aos gramados no início do ano seguinte. Correu contra o tempo para se recuperar e acabou convocado por Telê Santana para disputar a Copa do Mundo de 1986 - conseguiu, mas ficou no banco de reservas nos dois primeiros jogos, contra Espanha e Argélia.
Compartilhe
Richard Heathcote/Getty Images
Richard Heathcote/Getty Images

3

Kaká (2010)

Ao longo da temporada 2009/2010, Kaká perdeu uma série de jogos do Real Madrid por conta de um problema na coxa - na verdade, uma condição que já vinha se arrastando desde 2008. No fim, acabou jogando a Copa do Mundo de 2010 - o Brasil caiu diante da Holanda nas quartas de final. No entanto, o próprio médico da seleção, José Luiz Runco, admitiu na época que o meia não teria entrado em campo caso se tratasse de um torneio menor.
Compartilhe
Arquivo/Reuters
Arquivo/Reuters

4

Zinedine Zidane (2002)

Símbolo da geração francesa que conquistou a Copa do Mundo de 1998, Zidane sofreu uma ruptura de quadríceps em um amistoso pré-Copa de 2002 contra a Coreia do Sul. O problema físico tirou o astro dos dois primeiros jogos da França no Mundial daquele ano (derrota por 1 a 0 para o Senegal e empate em 0 a 0 com o Uruguai), conforme previsão inicial, e fez com que o camisa 10 voltasse só no terceiro jogo (derrota por 2 a 0 para a Dinamarca)
Allsport UK/Allsport/Getty Images
Allsport UK/Allsport/Getty Images

6

Kevin Keegan (1982)

A Inglaterra ficou fora das Copas do Mundo de 1974 e 1978. Assim, quando garantiu a vaga para o Mundial de 1982, ninguém quis ficar de fora. Era o caso de Kevin Keegan, Bola de Ouro em 1978 e 1979. Vítima de dores crônicas nas costas, foi convocado para ir à Espanha, onde recorreu até mesmo a um médico particular para conseguir jogar. No fim, entrou em campo apenas em um jogo da segunda fase, saindo do banco no empate em 0 a 0 frente aos donos da casa.
AFP
AFP

8

Wayne Rooney (2006)

Em 29 de abril de 2006, a seis semanas da Copa do Mundo, Rooney fraturou um dos metatarsos do pé direito durante um jogo entre Manchester United x Chelsea. Os prognósticos colocavam o atacante fora dos jogos da Inglaterra na fase de grupos do Mundial, mas a recuperação ajudou, e Rooney saiu do banco já no segundo jogo dos ingleses na competição, frente a Trinidad e Tobago.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos