Topo

Esporte


Nove jogadores que foram campeões mundiais e pouca gente se lembra

Reprodução
Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

19/03/2019 06h23

Na última semana, a Fifa anunciou que vem aí um novo formato para o Mundial de Clubes, um dos torneios mais desejados por clubes brasileiros a cada temporada. Com as mudanças, a competição passa a ser disputada de quatro em quatro anos e com muito mais times brigando pelo troféu.

Até 2018, foram 15 edições do Mundial chanceladas pela entidade. No torneio, muitos nomes foram consagrados, como Adriano Gabiru (Inter, 2006), Mineiro (São Paulo, 2005), Paolo Guerrero (Corinthians, 2012).

Mas pouca gente se lembra que, no seleto grupo dos campeões mundiais, há jogadores de renome que estavam lá e merecem tanto destaque quanto todos os outros que foram decisivos. Confira:

Eles também são campeões do mundo

  • Junior Lago/UOL

    Anderson Polga (Corinthians)

    Campeão do mundo com a seleção brasileira em 2002 tendo jogado pouco, o zagueiro era parte do elenco que levantou o troféu do Corinthians em 2012 contra o Chelsea. Diferentemente da campanha do penta com o Brasil, no Mundial corintiano Polga nem sequer entrou em campo.

  • Reprodução/Twitter

    William Arão (Corinthians)

    O volante raçudo do Flamengo estava lá no banco de reservas durante a campanha do Mundial de 2012 conquistado pelo Corinthians. Revelado na base do São Paulo, chegou bem novo ao Corinthians e, apesar de ter poucas oportunidades, estava no elenco campeão da Libertadores e do Mundial.

  • São Paulo FC/Site oficial

    Christian (São Paulo)

    O centroavante que rodou o mundo e jogou por vários clubes, ficando conhecido como "Jesus Christian" pela torcida do Internacional, desembarcou no Morumbi em agosto de 2005, logo depois da conquista da Libertadores, e estava no elenco que conquistou o tri para o Tricolor.

  • Folhapress

    Perdigão (Internacional)

    Apesar de participativo na conquista da Liberadores de 2006 pelo Internacional, Perdigão não entrou em nenhuma das partidas do Mundial do mesmo ano, no qual o Inter venceu o Barcelona de Ronaldinho Gaúcho na final. Ainda assim, esteve lá para celebrar o feito junto com o elenco.

  • Giampiero Sposito/Reuters

    Clarence Seedorf (Milan)

    O holandês é considerado um dos maiores nomes da história do futebol recente e não passou em branco no quesito "Mundial". Apesar de não ter chegado muito perto com a seleção de seu país, conseguiu em 2007 naquele Milan liderado por Kaká. Com muita classe, ele ajudou o time a passear na decisão contra o Boca Juniors.

  • Jon Super / AP

    Anderson (Manchester United)

    Um dos nomes mais lembrados da "Batalha dos Aflitos" de 2005, quando jogava no Grêmio, teria, alguns anos depois, longa carreira no Manchester United. Anderson era uma das peças mais importantes da equipe que venceu a Champions League e a decisão do Mundial contra a LDU em 2008.

  • Getty Images

    Zlatan Ibrahimovic (Barcelona)

    O polêmico sueco é falastrão - e com certa razão, já que pode ostentar que é campeão do mundo. Na época, era dele a maior transferência da história, e ele fez por merecer quando jogou muita bola no Barcelona. Ibra esteve naquele time que venceu o Mundial contra o Estudiantes em 2009, apesar de o foco estar em certo argentino chamado Lionel Messi.

  • CHRISTOF STACHE / AFP

    Dante (Bayern de Munique)

    Dante ficou muito conhecido por aqui na ocasião do fatídico 7 a 1 da Alemanha na Copa de 2014, no qual ele entrou com a responsabilidade de assumir o lugar de Thiago Silva, já que "conhecia os alemães". Mas o que pouca gente se lembra é que um ano antes, o zagueirão era um dos grandes nomes do Bayern que venceu o Mundial de 2013 contra o Raja Casablanca.

  • EFE/Alejandro García

    Douglas (Barcelona)

    Contestado no Brasil, especialmente pelos torcedores do São Paulo, Douglas esteve em um supertimaço do Barcelona que com méritos levou (entre outros títulos) a Liga dos Campeões e o Mundial de 2015 - este, contra o River Plate. Baita currículo do brasileiro.

Mais Esporte