O que fizeram até agora os jogadores mais caros de 2016 no Brasil?

Do UOL, em São Paulo

Chegando à metade da temporada 2016, já é possível fazer uma análise do que apresentaram até aqui as contratações mais caras do ano no futebol brasileiro. Quem vem justificando o esforço feito pelos clubes e quem ainda está devendo?

O UOL Esporte listou e avaliou os 10 investimentos mais altos do futebol nacional. Confira se algum deles está no seu time.

Como estão os jogadores mais caros de 2016?

Gilvan de Souza/ Flamengo
Gilvan de Souza/ Flamengo

10

Cuéllar (Flamengo): R$ 8 milhões

O volante colombiano chegou com status de titular, e assim foi nos primeiros meses de Muricy Ramalho no comando do Flamengo. Com boa saída de bola, ele começou bem na equipe rubro-negra. Mas a saída de Muricy e uma lesão no tornozelo fizeram com que ele perdesse espaço. Hoje ele é reserva de Márcio Araújo e não tem perspectivas de voltar ao time sob o comando do interino Zé Ricardo.
NELSON PEREZ/FLUMINENSE F.C.
NELSON PEREZ/FLUMINENSE F.C.

9

Henrique (Fluminense): R$ 8,8 milhões

O zagueiro veio do Napoli e começou o ano criticado pela torcida tricolocar. Após a chegada de Levir Culpi, ele se entendeu bem com Gum para formar uma parceria experiente na defesa do Fluminense. Titular absoluto na equipe das Laranjeiras, Henrique tem feito bons jogos e mostrado que o investimento valeu a pena.
BRUNO HADDAD/FLUMINENSE F.C.
BRUNO HADDAD/FLUMINENSE F.C.

8

Richarlison (Fluminense): R$ 10 milhões

Uma fratura no pé e uma lesão de tornozelo fizeram com que o rápido e técnico atacante, destaque do América-MG no ano passado, estreasse pelo Flu somente em maio. Desde então, ele vem ganhando espaço no elenco e já se candidata a xodó da torcida tricolor. Não teve tempo ainda para justificar o valor investido, mas parece estar no caminho certo.
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

7

Marquinhos Gabriel (Corinthians): R$ 10,5 milhões

O meia canhoto chegou só em abril, mas já vem sendo um dos melhores e mais importantes jogadores do Corinthians nas últimas partidas. Após passagem pelo Al Nassr, da Arábia Saudita, Marquinhos voltou bem e acrescentou um pouco mais de criatividade ao meio-campo da equipe alvinegra.
Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

6

Mancuello (Flamengo): R$ 12 milhões

A situação do argentino é parecida com a de Cuéllar: de jogador titular e importante com Muricy, hoje ele é um reserva de luxo com Zé Ricardo. Canhoto e com bom passe, Mancuello ainda não conseguiu apresentar uma sequência consistente no Fla, que garanta seu status de titular absoluto, mas vem sendo aproveitado nos jogos.
Divulgação/Palmeiras
Divulgação/Palmeiras

5

Erik (Palmeiras): R$ 13 milhões

Contratado como promessa após ótimas temporadas no Goiás, o veloz atacante ainda não mostrou a que veio no Palmeiras. Nas poucas chances que teve com Marcelo Oliveira e Cuca, jogou mal, quase sempre preso à beirada do campo, e não convenceu. Hoje, é uma das últimas opções para o ataque alviverde, atrás inclusive de Luan, que vem de 19 meses sem jogar.
Bruno Cantini/Atlético-MG
Bruno Cantini/Atlético-MG

4

Clayton (Atlético-MG): R$ 13 milhões

Destaque do Figueirense, o atacante foi contratado após disputa no mercado com o Corinthians, mas ainda não se firmou no time do Atlético-MG. Com o técnico Diego Aguirre, ele passou por um período de adaptação complicado e teve poucas oportunidades. Recentemente, com Marcelo Oliveira, um estiramento na coxa também atrapalhou seu desenvolvimento. Ainda falta se tornar o jogador decisivo dos tempos de Figueira.
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

3

Felipe (Corinthians): R$ 13,2 milhões

Felipe já jogava no Corinthians, mas foi no início de 2016 que o time desembolsou mais de R$ 13 milhões para comprar a metade dos direitos econômicos do jogador que pertencia ao banco BMG. Agora pertencendo 100% ao Corinthians, o zagueiro seguiu sua tendência de alta e fez um excelente primeiro semestre, sendo até convocado à seleção brasileira. Oscilou e cometeu algumas falhas no início do Brasileirão, mas se recuperou, e agora está próximo de ser vendido para o Porto.
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

2

Giovanni Augusto (Corinthians): R$ 15 milhões

O investimento foi alto para tirar o meia do Atlético-MG, e ele correspondeu logo de cara, fazendo ótimos jogos aberto pela direita, na função ocupada por Jadson no ano passado. Depois, suas atuações oscilaram, e em abril, uma lesão o tirou de ação por pouco mais de duas semanas. Desde o retorno, porém, vem sendo titular e tendo quase sempre boas apresentações no time de Tite.
Lucas Uebel/Divulgação Grêmio
Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

1

Miller Bolaños (Grêmio): R$ 19 milhões

O atacante equatoriano pode ter sido o reforço mais caro do Brasil em 2016, mas conseguiu justificar em campo. Destaque do Grêmio na temporada, ele rapidamente conquistou a torcida tricolor. Mas uma fratura na mandíbula sofrida após entrada violenta de William, em clássico contra o Inter, o tirou de campo por 45 dias, e agora ele defende o Equador na Copa América, desfalcando seu clube. Os gremistas não veem a hora de seu retorno, para que o saldo de sua contratação fique ainda mais positivo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos