Oito episódios que deixaram clubes furiosos com Sandro Meira Ricci

Do UOL, em São Paulo

O árbitro Sandro Meira Ricci se envolveu em uma grande polêmica no final da partida entre Flamengo e Fluminense nesta quinta (13) ao validar e depois anular um gol do Flu, o qual daria o empate à equipe no clássico. Mas essa é só mais uma polêmica envolvendo o nome do juiz.

O UOL Esporte relembrou alguns episódios marcantes de Sandro Meira Ricci em campo:

Gol anulado do Flu após confusão

Nesta quinta (13), na partida entre Flamengo e Fluminense, o árbitro validou um gol de Henrique no final do jogo, o qual daria o empate ao Flu. No entanto , o bandeirinha já havia assinalado o impedimento. A confusão se deu por conta da indecisão de Meira Ricci, que decidiu anular mesmo o lance depois de várias pessoas entrarem no gramado e o jogo ficar paralisado por 13 minutos. O Fluminense acusa o árbitro de ter recebido informação interna sobre o impedimento, o que é ilegal, e estuda pedir a anulação do duelo.
Lucas Figueiredo / MOWA Press
Lucas Figueiredo / MOWA Press

Mais um Fla-Flu e xingamento de presidente

Não é só o Fluminense que reclamou do árbitro nos últimos tempos após um Fla-Flu. No Brasileirão de 2015, foi o Flamengo que teve sua ira despertada por causa de Sandro Meira Ricci. No jogo entre Flamengo e Fluminense no começo do Brasileiro de 2015, o time tricolor venceu por 3 a 2 novamente com Ricci se envolvendo em polêmica. O árbitro marcou um pênalti para o Flu em uma disputa de ombros de Pará. Além disso, ele deu cartão vermelho direto para Giovanni, do Flu, em uma falta. Na ocasião, o presidente do Flamengo Eduardo Bandeira de Mello xingou o árbitro após a partida. O episódio foi relatado na súmula e o dirigente foi suspenso por 15 dias.
EFE/Mario Ruiz
EFE/Mario Ruiz

Dedada de Jara em Cavani

Em 2015, durante a Copa América, Sandro Meira Ricci chegou a ser afastado pela Conmebol após a partida entre Chile e Uruguai na competição, jogo marcado pela famosa dedada de Jara em Cavani. Na ocasião, o árbitro brasileiro expulsou os jogadores uruguaios Cavani e Fucile, além do técnico Oscar Tabárez. O problema maior foi que ele deixou de assinalar qualquer irregularidade na provocação do chileno Jara.
Ricardo Nogueira/Folhapress
Ricardo Nogueira/Folhapress

Expulsões na Libertadores em Corinthians x São Paulo

Na Libertadores de 2015, o clássico Corinthians x São Paulo também foi marcado por polêmicas com o árbitro. Sandro Meira Ricci expulsou Emerson Sheik aos 18 minutos do primeiro tempo em um lance polêmico com o zagueiro Rafael Tolói. No começo do segundo tempo, mais dois vermelhos: para Mendoza, por conta de uma disputa de bola, e Luis Fabiano, por reclamação.
Flávio Florido/UOL
Flávio Florido/UOL

Polêmica em 2010 deixou juiz sem apitar jogos do Cruzeiro por seis anos

Um jogo apitado por Sandro Meira Ricci em 2010 fez com que o árbitro deixasse de apitar partidas do Cruzeiro por seis anos. No Brasileiro de 2010, o adversário dos mineiros era o Corinthians. No duelo, o zagueiro Gil, então no Cruzeiro, se chocou com Ronaldo Fenômeno dentro da área e Ricci marcou pênalti. Além de afastar o juiz de partidas do Cruzeiro, o lance deixou o então técnico Cuca revoltado - o treinador chegou a socar a mesa durante sua entrevista no dia.
Débora Amorim/Jornal de Brasília
Débora Amorim/Jornal de Brasília

Dois cartões amarelos e ninguém expulso

As trapalhadas vão além dos jogos mais badalados. No Campeonato Brasiliense de 2011, Sandro Meira Ricci conseguiu dar dos cartões amarelos para um jogador e não expulsa-lo. Foi para o volante Kássio, do Formosa. Para se explicar depois, o árbitro falou que o primeiro amarelo havia sido para o zagueiro Luan.
Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Expulsão de Bressan e derrota do Grêmio

Em junho de 2016, o Grêmio teve sua ira despertada pelo árbitro na derrota dos gaúchos para o Vitória por 2 a 1. A equipe reclamou muito principalmente de um lance entre o zagueiro Bressan e o atacante Dagoberto e disse que faria um dossiê contra o árbitro. No episódio, o zagueiro foi expulso por ter cometido pênalti no adversário. Os gremistas reclamaram que Dagoberto se jogou e era ele quem merecia ter sido expulso.
Ricardo Nogueira/Folhapress
Ricardo Nogueira/Folhapress

Neymar xingou o juiz após jogo

Após uma derrota do Santos para o Vitória em 2010, Neymar se revoltou com um pênalti marcado por Sandro Meira Ricci e escreveu em seu Twitter pessoal: "juiz ladrão, vai sair de camburão". A mensagem foi apagada rapidamente, mas Ricci viu e processou o atacante, que foi condenado pela justiça a pagar R$ 15 mil para ressarcir moralmente o árbitro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos