Palmeiras tem chances de encerrar tabu de 21 anos? Veja os trunfos do time

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras

    Cuca voltará a disputar o Brasileirão depois de duas edições longe do torneio

    Cuca voltará a disputar o Brasileirão depois de duas edições longe do torneio

O Palmeiras dará início neste sábado à missão de pôr ponto final a um jejum de 21 anos sem título do Campeonato Brasileiro. O time do técnico Cuca receberá o Atlético-PR no Allianz Parque, às 16h, na abertura da competição.

Nesta sexta-feira, após a última atividade da equipe antes da partida, o treinador admitiu que voltar a ser campeão nessa condição tornará a conquista mais especial. Segundo Cuca, existe um peso em relação ao tabu -- a última taça foi garantida em 1994, depois de vitória sobre o Corinthians na final.

"Pesa, mas é bom. Você tem a condição de entrar para história do clube. Todo campeão entra, mas quando é um título que há muito tempo não vem é muito mais festejado e comemorado. Se a gente tem essa possibilidade, tem um time forte e confiança, tem que ter confiança e buscar o campeonato. Tem um gosto a mais sair de uma fila grande", disse Cuca.
 
Além da confiança em alta e das diversas opções no elenco, o Palmeiras conta com outros trunfos para ser considerado um dos favoritos ao título. Cuca, inclusive, tem repetido nas últimas semanas que o time alviverde será campeão. 
 
"Não assusta (ser favorito). Trabalhamos em um time grande e temos de lutar pelo campeonato. Os jogadores têm de ter isso na cabeça. É uma coisa natural (pensar em ser campeão), eu não posso entrar em um campeonato dizendo que luto para não cair. A gente luta para ser campeão e nós seremos se deus quiser", afirmou o treinador.

Confira os pontos fortes do Palmeiras

Cesar Greco/Ag Palmeiras
Cesar Greco/Ag Palmeiras

Intertemporada de 19 dias

O Palmeiras é, entre os 12 maiores times do Brasileirão, a equipe que está há mais tempo sem entrar em campo. Depois das eliminações no Paulistão e na Libertadores, o elenco palmeirense teve 19 dias de preparação intensa para o campeonato. Cuca dividiu as três semanas em atividades físicas, técnicas e táticas.
Eduardo Knapp/Folhapress
Eduardo Knapp/Folhapress

Invencibilidade na temporada

Cuca assumiu o Palmeiras no dia 14 de março e comandou o time em 11 jogos. Depois de quatro derrotas seguidas nos primeiros jogos, o time alviverde emendou uma boa sequência, com cinco vitórias e dois empates. A equipe não perde desde o dia 27 de março, quando foi goleado por 4 a 1 pelo Água Santa.
Cesar Greco/Ag Palmeiras
Cesar Greco/Ag Palmeiras

Elenco com opções

O Palmeiras hoje conta com 39 jogadores no grupo. Cuca já deixou claro que pretende diminuir esse número para 30. O inchaço, em contrapartida, dá opções para o treinador, que é conhecido por dar preferências às constantes trocas de posições durante as partidas.
Cesar Greco/Ag Palmeiras
Cesar Greco/Ag Palmeiras

Mescla entre jovens e experientes

Desde da chegada de Cuca, o Palmeiras tem passado por um processo de rejuvenescimento do elenco. Chegaram, por exemplo, Róger Guedes, 19 anos, e Tchê Tchê, 23, além de Mina, 23 (o zagueiro poderá atuar apenas em junho). Matheus Sales e Thiago Martins viraram titulares. O grupo de jovens se junta aos jogadores experientes do time, como Cleiton Xavier, Jean, Barrios e Fernando Prass.
Cesar Greco/Ag Palmeiras
Cesar Greco/Ag Palmeiras

Retorno de Cleiton Xavier

O meio-campista voltou ao time do Palmeiras na última partida da fase de grupos da Libertadores, depois de oito meses sem jogar. Em seguida, o camisa 10 atuou na semifinal do Paulista, diante do Santos. Totalmente recuperado de uma lesão muscular na panturrilha direita, Cleiton passou à titularidade da equipe nos treinos desta semana. Com ele em campo, o Palmeiras ganha mais criatividade no meio-campo.
Cesar Greco/Ag Palmeiras
Cesar Greco/Ag Palmeiras

Experiência de Cuca na competição

O treinador do Palmeiras tem conseguido levar seus times a boas campanhas no Brasileirão. Em 2010, com o Cruzeiro, ele ficou com o vice-campeonato, atrás do Fluminense. Dois anos depois, o time carioca voltou a ser campeão, com o Atlético-MG de Cuca na segunda colocação. Em 2013, o técnico levou a equipe mineira à oitava colocação em meio à preparação para o Mundial de Clubes. Nas últimas duas edições, Cuca não disputou o torneio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos