Para blogueiros, Messi desbancará brasileiros no Bola de Ouro

Do UOL, em São Paulo

Não tem para ninguém: Lionel Messi receberá a Bola de Ouro mais uma vez, na visão dos nossos blogueiros. Por unanimidade, eles apontaram o argentino como grande favorito para levar o prêmio na disputa com Cristiano Ronaldo e Neymar, em cerimônia nesta segunda-feira em Zurique (Suíça).

Quando o assunto é o premio Puskás para o gol mais bonito da última temporada, Messi também leva vantagem na opinião dos nossos blogueiros. Wendell Lira e Florenzi, concorrentes do atacante do Barcelona, até foram lembrados, mas a maioria preferiu a bela jogada do argentino contra o Athletic Bilbao.

Confira a opinião dos blogueiros do UOL Esporte sobre os prêmios da Fifa:

Quem deve levar a Bola de Ouro e por quê?

JUCA KFOURI

Messi. Porque ainda um degrau acima de Neymar, apesar do tempo inativo.

PVC

Messi. Porque foi o melhor jogador da Champions League e o melhor na maior parte do ano.

VITOR BIRNER

Messi. O melhor, com sobra, do Barcelona no primeiro semestre, quando o time cresceu muito e conseguiu os resultados para conquistar a Liga dos Campeões e o torneio nacional. Foi líder e referência em ambos os êxitos. Neymar e Cristiano atuaram em alto nível, mas não como o argentino.

MENON

Messi. Porque ele é Lionel Messi. Um dos três maiores da história do futebol mundial. Porque quando se aponta Messi como o melhor do ano, parece ser desnecessário e redundante explicar o motivo. Mas, se de motivo estamos falando, foram cinco títulos no ano. Foram 43 gols na Liga Espanhola. Foram 10 gols e seis assistências na Liga dos Campeões. Foram 58 gols em 57 jogos. Porque foi Garrincha e Pelé em um único lance, o gol contra o Athletic de Bilbao. Porque, um ano mais, ele foi, como Muhammad Ali, borboleta ao driblar e abelha ao picar, foi arco e flecha. Porque Messi foi Messi. E quando Messi é Messi, ele é o melhor do ano, da década, do século...

RODRIGO MATTOS

Messi. Teve um primeiro semestre excepcional, dando continuidade a mudança em seu estilo que recua mais para criar jogadas para Neymar e Suarez. Mostrou-se brilhantemente em lançamentos longos e nas suas tradicionais arrancadas, fora a precisão dos arremates. Embora Neymar tenha feito um segundo semestre melhor, ainda não é tão completo quanto Messi.

JÚLIO GOMES

Messi. Em outros anos, foi difícil decidir quem foi melhor entre Messi e Ronaldo. Neste ano, os dois pareceram mais "mortais". Messi teve companheiros à altura para levar o Barcelona à temporada tão vencedora. Mas acabou sendo, de novo, o mais decisivo e relevante. Sem Neymar ou Suárez, talvez o Barça tivesse sido campeão de tudo do mesmo jeito. Sem Messi, não.

ANDRÉ ROCHA

Messi. Porque nos melhores momentos do Barcelona em 2015 foi ponta, meia, camisa dez, "falso nove"... Quase tudo e muito bem assessorado. Gols, assistências, lançamentos. Tudo com o selo Messi de qualidade. O melhor de sua geração, disparado.

RAFAEL REIS

Messi. Depois de dois anos que davam a entender que já havia entrado em um declínio físico e técnico, Messi voltou a ser Messi em 2015. E quando Messi é Messi, não existe ninguém capaz de derrotá-lo no futebol atual, nem os gols de Cristiano Ronaldo ou a evolução de Neymar.

Quem fez o mais belo gol de 2015? Por qual razão?

JUCA KFOURI

Messi. Apesar de o de Florenzi ser verdadeiramente espetacular, pela visão e precisão de um chute dificílimo do meio de campo e encostado na linha lateral direita, ainda há um lado lotérico na façanha, ao passo que o do argentino revela o domínio de todos os fundamentos, o drible, o arranque, o faro e conclusão fatal.

PVC

Messi. Porque é o gol mais espetacular, com a ação individual.

VITOR BIRNER

Messi. O do Wendel Lira foi o único que teve contribuição direta coletiva. A finalização incomum, plasticamente elogiável, de improviso, exigiu raciocínio rápido e qualidade na execução. O italiano teve mérito por observar o goleiro e acertar o chute. Messi fez muito mais que isso. Recebeu o passe quase na linha de meio de campo e, com o sistema defensivo posicionado, driblou todos que tentaram marcá-lo, entrou na área, olhou o goleiro e colocou a bola onde quis, apesar da brecha para isso não ser das maiores. Como estética é algo subjetivo, escolho o dele por ser o mais difícil e que exigiu maior técnica na construção do lance.

MENON

Wendell Lira. Porque ele é Wendell Lira, um brasileirinho de Goianésia. Porque nunca mais vai se falar dele. Porque o gol foi lindo, um voleio inesperado, pois estava de costas para a bola. Porque um gol de Wendell Lira, do Goianésia, é a prova maior que o futebol é democrático. Que espalha belezas pelo mundo. Se você quer ver a Monalisa, precisa frequentar o Louvre. Se quer ver Guernica, precisa ir ao Museu da Rainha Sofia, em Madrid. No futebol, não. Se quer ver arte pura, basta ter sorte e estar em Goiânia no dia certo.

RODRIGO MATTOS

Messi. O chute de Florenzi é um feito extraordinário pela distância, mas o gol de Messi é mais um daqueles feitos no padrão do de Maradona na Copa de 1986. Driblar todos os rivais a partir do meio de campo demonstra uma técnica superior a um chute do meio de campo ou a uma semi-bicicleta como a de Wendel Lira.

JÚLIO GOMES

Florenzi. Foi o gol mais raro. E ainda por cima contra o campeão europeu e em um jogo de Champions League. O de Messi foi espetacular e em final de campeonato, mas ele já fez outros iguais. O de Florenzi ficará na memória por mais tempo.

ANDRÉ ROCHA

Messi. Porque fez um gol de Messi. E o paradoxo: deve vencer o prêmio porque é Messi, mas muitos menosprezam um gol antológico porque: "Ah, é o Messi".

RAFAEL REIS

Florenzi. A história mais bonita é a de Wendel Lira, mas o gol mais mágico é o de Florenzi. O cenário de Liga dos Campeões e o fato de o adversário ser o Barcelona, o time mais forte do mundo, ajudam. Mas não é só isso. O gol de Florenzi é inquietante. É lindo e estranho ao mesmo tempo. Por isso, tão especial.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos