Qual brasileiro protagonizará a próxima grande transferência no mercado?

Do UOL, em São Paulo

Os clubes europeus já estão abrindo os cofres para reforçar seus elencos para a próxima temporada. O goleiro Ederson, ex-Benfica, por exemplo, se tornou o segundo goleiro mais caro da história (por R$ 145 milhões) ao ser comprado pelo Manchester City de Pep Guardiola. Já o Flamengo vendeu Vinícius Júnior para o Real Madrid por R$ 164 milhões, transformando o garoto de 16 anos no segundo jogador sub-20 mais caro da história. Esses não devem ser, porém, os únicos jogadores nascidos por aqui assediados. Veja quem pode protagonizar a próxima grande transferência entre atletas brasileiros:

AFP PHOTO / PAUL ELLIS
 AFP PHOTO / PAUL ELLIS

Philippe Coutinho (Liverpool)

Após a definição do destino de Ederson, o futuro do meio-campista do Liverpool deve ser o que mais vai agitar o mercado de jogadores brasileiros. Desde o ano passado, Coutinho é tratado como a possível solução para os problemas do meio-campo do Barcelona e jornais de Espanha e Inglaterra já estão cansados de falar da negociação. O acordo pode ser complicado, mas já foram noticiados valores (R$ 314 milhões), jogadores usados como moeda de troca (Arda Turan e Rafinha) e até problemas de adaptação (nível salarial teria de superar o de Iniesta).
Clive Brunskill/Getty Images
Clive Brunskill/Getty Images

Marquinhos (PSG)

O zagueiro do PSG já esteve muito mais em evidência no mercado do que agora, mas segue como o defensor brasileiro com maior mercado no futebol europeu. Após ser cotado no Barcelona, agora são os times ingleses que tentam tirá-lo do Parque dos Príncipes. Segundo os jornais ingleses, o Manchester United, que sofreu nesta temporada para montar uma dupla de zaga confiável, pode fazer uma oferta de R$ 257 milhões pelo ex-Corinthians. Marquinhos renovou recentemente o contrato com os franceses, mas a possível chegada de Pepe, ex-Real Madrid, ao time pode indicar que o PSG está se preparando para perder um de seus zagueiros.
Shaun Botterill/Getty Images
Shaun Botterill/Getty Images

Willian (Chelsea)

O ponta revelado pelo Corinthians não terminou bem a temporada europeia, reserva no esquema de Antonio Conte. Mesmo assim, suas atuações na campanha do título inglês de 2015 o mantém como um dos brasileiros mais valorizados na Europa. A imprensa inglesa fala que o Chelsea pode pedir até 70 milhões de libras (R$ 246 milhões) para liberá-lo. Pode parecer um número muito alto para um jogador reserva, mas José Mourinho, técnico do Chelsea naquela conquista, é um dos interessados em seu futebol, apoiado pelo poderio econômico do Manchester United.
PHILIPPE HUGUEN/AFP
PHILIPPE HUGUEN/AFP

Fabinho (Monaco)

Entre os brasileiros, só Daniel Alves, da Juventus, e a dupla do Real Madrid (Casemiro e Marcelo) terminou mais em alta no futebol europeu do que o volante Fabinho, do Monaco. Seu time foi uma das surpresas da Liga dos Campeões e conquistou o título francês. Fabinho, deslocado da lateral, virou um dos destaques no meio-campo, dando consistência defensiva para o time de Leonardo Jardim ao lado do francês Bakayoko. A Juventus, em busca de um jogador para a função, já analisa a contratação do atacante - uma proposta de R$ 110 milhões foi cogitada nos últimos dias. Além disso, Inter de Milão (com dinheiro dos novos donos chineses) e Manchester City também estão na corrida pelo jogador.
Franck Fife
Franck Fife

Lucas Moura (PSG)

O ex-jogador do São Paulo chegou a um ponto decisivo na carreira: já são quatro temporadas na Europa e o meia-atacante, comprado 40 milhões de euros, não explodiu como o PSG esperava. Além disso, nesta temporada ele perdeu a posição de titular justamente no melhor jogo do time na temporada (contra o Barcelona, na Liga dos Campeões) e viu seu espaço diminuir no elenco. Ele chegou a ficar muito perto do Atlético de Madri, mas o time de Diego Simeone foi proibido de fazer contratações. Com isso, os times ingleses aparecem como opção. Liverpool e Arsenal são candidatos a contratá-lo. O preço, para padrões dos gigantes europeus, não é tão alto: jornais ingleses dizem que o jogador poderia chegar por cerca de 30 milhões de libras (R$ cerca de R$ 130 milhões).
Albert Gea/Reuters
Albert Gea/Reuters

Rafinha (Barcelona)

A situação de Rafinha no Barcelona é parecida com a de Lucas Moura: está há algum tempo no clube, todos o consideram talentoso, mas ele ainda não decolou. Por isso, as especulações já começaram a aparecer sobre uma possível saída - inclusive servindo como moeda de troca. O Liverpool, por exemplo, teria interesse nele, assim como clubes da Itália - o Marca já falou em sondagens de Roma e Liverpool. O valor de 30 milhões de euros (cerca de R$ 110 milhões), porém, está assustando os interessados.
AFP PHOTO / MIGUEL RIOPA
AFP PHOTO / MIGUEL RIOPA

Felipe (Porto)

O zagueiro foi, provavelmente, a maior surpresa do Porto na temporada. Ele chegou a Portugal com atuações ruins, mas, depois que se adaptou, foi o grande destaque de uma das melhores defesas da Europa. O ex-jogador do Corinthians virou alvo de todos os clubes que estão buscando reforços para a defesa. Um deles era o Real Madrid - e alguns veículos da imprensa espanhola chegaram a noticiar que ele já tinha um acordo verbal com o clube merengue. Depois, o jogador foi colocado na Juventus, em um negócio de R$ 110 milhões. As duas negociações, aparentemente, esfriaram.
Kirill Kudryavtsev/AFP
Kirill Kudryavtsev/AFP

Douglas Costa (Bayern de Munique)

Provavelmente, o meio-campista que Pep Guardiola trouxe para o Bayern de Munique foi o jogador brasileiro que mais espaço perdeu na temporada. Douglas Costa foi a grande sensação do time alemão na temporada de despedida do técnico espanhol, mas falhou com a troca de comando. Reserva de Robben e Ribery, e sofrendo com uma sequência de lesões, ele foi um dos jogadores colocados no mercado nos últimos dias pela diretoria do Bayern. O valor é o menor de nossa lista: R$ 91 milhões. A Juventus, buscando mais opções para as lados de campo no ataque, é um dos interessados - o time italiano, porém, tentaria um pacote com o meio-campista português Renato Sanches.
Federico Gambarini/EFE
Federico Gambarini/EFE

Felipe Anderson (Lazio) e Malcom (Bordeaux)

Para completar, dois jogadores que já estiveram em destaque em janelas de transferências passadas, mas hoje perderam espaço. Felipe Anderson foi sondado por clubes ingleses como Manchester United e Arsenal, mas saiu do radar. Desde o início da temporada, ele foi usado mais recuado, chegando a entrar em campo para atuar como lateral-direito da Lazio. A imprensa inglesa ainda cita o ex-Santos, mas os R$ 152 milhões que o time italiano chegou a pedir pela transferência hoje assusta muito os interessados. Malcom, ex-Corinthians, está sendo mais comentado, com Liverpool e Manchester United citados como possíveis destinos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos