Rodada é marcada por violência entre torcidas e 'show' de pênaltis perdidos

Do UOL, em São Paulo

A rodada dos campeonatos estaduais pelo Brasil guardou boas histórias para o fã de futebol, como o show de defesas dos goleiros país afora, mas a violência entre torcidas antes e depois do clássico Palmeiras e Corinthians roubou a cena. Teve 27 torcedores presos e até uma vítima fatal. O UOL Esporte preparou uma lista dos destaques do fim de semana.

9+ dos estaduais

Adriano Wilkson/UOL
Adriano Wilkson/UOL

2 - PM prende 27 da Gaviões após espancamento de palmeirenses

A PM de São Paulo prendeu 27 membros da Gaviões da Fiel, maior torcida organizada do Corinthians, acusados de espancarem três torcedores do Palmeiras, após derrota por 1 a 0 do alvinegro contra o alviverde. Segundo o coronel Luiz Gonzaga, responsável pelas operações de segurança do clássico, três torcedores do Palmeiras, que não vestiam uniforme de torcida organizada, foram alvo de agressão dos corintianos. Um deles feriu-se mais gravemente e foi encaminhado ao pronto-socorro do Hospital das Clínicas. Os 27 torcedores detidos foram levados à 23ª Delegacia de Polícia, em Perdizes.
Eduardo Knapp/Folhapress
Eduardo Knapp/Folhapress

3 - Goleiros brilham nos pênaltis

A rodada de fim de semana dos campeonatos estaduais pelo Brasil ficou marcada por grandes atuação dos goleiros, que infernizaram a vida dos atacantes pegando vários pênaltis país afora. Foi o caso de Lucca, do Corinthians, que parou em Prass, do Palmeiras; de Maicon, que desperdiçou no jogo do São Paulo; de Rodrigo Lindoso, do Botafogo, que esbarrou em Paulo Vítor, do Flamengo; e Nenê, que perdeu seu primeiro pênalti pelo Vasco. Sem contar Marquinhos, do Inter, que parou das duas traves, e Tiago Cardoso, do Santa Cruz, que pegou pênalti do Ceará nas quartas da Copa do Nordeste.
Robson Ventura/Folhapress
Robson Ventura/Folhapress

6 - A polêmica dos pênaltis no São Paulo

O São Paulo venceu o Oeste por 2 a 1 com um gol de Maicon no finzinho, mas o próprio zagueiro poderia ter poupado a torcida do sofrimento se tivesse convertido um pênalti quando teve oportunidade. O erro criou um problema. Na saída de campo, Ganso disse que o companheiro não respeitou a "ordem" dos batedores do time, criando mais uma situação tensa no elenco. Maicon reconheceu o erro. E Bauza colocou "panos quentes" na história.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos