Sertanejo, preços inflados e abraço de Tite: o que você não viu do clássico

Thiago Fernandes e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em Belo Horizonte

A vitória do Brasil por 3 a 0 sobre a Argentina no Mineirão foi vista por todos os ângulos possíveis. Quem foi ao estádio, quem permaneceu em casa ou preferiu se acomodar em bares pôde assistir ao confronto pelas inúmeras câmeras posicionadas no local. Mas o UOL Esporte preparou uma lista do que não pôde ser acompanhado por todos os espectadores.

Nos tópicos preparados pela reportagem, há pelo menos três pontos destacáveis. No estacionamento VIP do Gigante da Pampulha, havia caçambas, entulhos e um trator. O jogo ainda contou com apresentações de Jorge & Mateus e Israel Novaes em um dos camarotes.

Thiago Fernandes/UOL
Thiago Fernandes/UOL

Caçambas e trator no estacionamento

No estacionamento G3, local destinado a convidados da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), havia duas caçambas com entulhos, um trator vermelho e a carroceria de um caminhão. Os aparelhos foram utilizados na manutenção do estádio para a partida entre Brasil e Argentina, pela 11ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo.
AFP PHOTO / DOUGLAS MAGNO
AFP PHOTO / DOUGLAS MAGNO

Tite abraça assessor em entrevista coletiva

Embora tenha se contido durante a entrevista coletiva, Tite demonstrou felicidade ao adentrar a sala de coletiva do Mineirão. O treinador deu um abraço forte em seu assessor de imprensa (Luciano Signorini) para celebrar o resultado obtido na partida válida pela 11ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo.

Brasileiros provocam argentinos no intervalo

Os torcedores argentinos ficaram acomodados no setor roxo superior, entre a imprensa e os brasileiros que se localizaram no laranja superior. No intervalo, a torcida local foi à grade e começou a provocar os adversários. A música provocando o fato de Vampeta ter vencido a Copa do Mundo 2002 e Messi, melhor jogador do Planeta em cinco oportunidades, jamais ter faturado o torneio foi a mais cantada no local.Depois do jogo, os argentinos continuaram sofrendo com a música para deixar o estádio.
Thiago Fernandes/UOL
Thiago Fernandes/UOL

Inflação dos preços e aumento de 67% da cerveja

O jogo entre Brasil e Argentina inflacionou os preços no Mineirão. O valor da cerveja foi o que sofreu maior alteração, com aumento foi de 67%. A Minas Arena, empresa responsável pela gestão do estádio, não soube informar o motivo da mudança dos valores, mas enviou à reportagem uma tabela dos preços praticados durante a Copa do Mundo de 2014. A cerveja, por exemplo, manteve o preço: R$ 10 o copo de 350 mililitros. Em jogos dos clubes, a bebida custa R$ 6. O UOL Esporte conversou com gerentes de dois bares do Gigante da Pampulha. Ambos alegaram que a recomendação foi da organização da partida, no caso a CBF - que negou essa informação através de sua assessoria de imprensa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos