Inglês 2017/18

Sete jogadores que Liverpool lucrou milhões após pagar "barato" no mercado

Rodrigo Trindade

Do UOL, em São Paulo

  • Josep Lago/AFP

    Philippe Coutinho foi um dos "investimentos" mais bem-sucedidos do clube

    Philippe Coutinho foi um dos "investimentos" mais bem-sucedidos do clube

O Liverpool coleciona uma série de erros em contratações nos últimos anos, mas nas apostas "baratas" - e mesmo em algumas mais ousadas - o ex-clube de Philippe Coutinho tem acertado em cheio no mercado da bola europeu.

A venda do meia brasileiro foi apenas mais um exemplo de uma tendência que o time de Anfield exibiu na atual década: contrata o jogador por um preço e o revende por dezenas de milhões a mais do que o valor original.

O UOL Esporte resgatou alguns dos principais negócios do Liverpool desde a venda de Xabi Alonso ao Real Madrid, a primeira de impacto nos últimos dez anos, durante os quais o clube inglês se mostrou incapaz de manter suas estrelas diante de investidas de rivais do futebol europeu.

Clive Brunskill/Getty Images
Clive Brunskill/Getty Images

Xabi Alonso

Após apresentar potencial na Real Sociedad, o volante espanhol foi contratado pelo Liverpool no meio de 2004, por 10,5 milhões de libras. Em cinco anos no futebol inglês, Xabi Alonso conquistou a Liga dos Campeões e a Copa da Inglaterra, para então se transferir ao Real Madrid por 30 milhões de libras na metade de 2009.
MigueI Riopa/AFP
MigueI Riopa/AFP

Fernando Torres

Ao contrário de Xabi Alonso, Fernando Torres chegou ao Liverpool como estrela. A revelação do Atlético de Madri custou cerca de 25 milhões de libras aos cofres do clube inglês em 2007. Três anos e meio anos depois, o atacante se transferiu ao Chelsea por cerca de 50 milhões de libras em janeiro de 2011.
REUTERS/Nigel Roddis
REUTERS/Nigel Roddis

Luis Suárez

Suárez chegou para preencher o espaço deixado por Torres. Contratado na mesma janela em que o espanhol se mudou para o Chelsea, o uruguaio chegou como a contratação mais cara da história do Liverpool: 22,8 milhões de libras pagas ao Ajax. Assim como Torres, Suárez teve três anos de sucesso em Anfield antes de deixar o clube por um valor ainda maior. No meio de 2014, o Barcelona chegou com uma proposta de quase 65 milhões de libras para contratar o atacante, que formaria o trio MSN no clube catalão.
REUTERS/Darren Staples
REUTERS/Darren Staples

Raheem Sterling

Contratado quando ainda era jogador das categorias de base do QPR, Sterling chegou ao Liverpool por módicas 600 mil libras no início de 2010. O jovem demorou até 2012 para estrear nos profissionais, então com 17 anos, e começou a se destacar progressivamente. Em 2015, com 20 anos completos, Sterling se transferiu para o Manchester City perante o pagamento de 49 milhões de libras.
Paul Ellis/AFP
Paul Ellis/AFP

Philippe Coutinho

Colega de Suárez e Sterling outrora, o meia brasileiro chegou ao Liverpool no meio de 2013 por apenas 8,5 milhões de libras. Sem destaque na Inter de Milão, ele vinha de um empréstimo no qual havia se destacado pelo Espanyol, outro clube de Barcelona na primeira divisão espanhola. Quatro anos e meio depois, o brasileiro foi vendido por 120 milhões de euros à vista, mais 40 milhões dependendo de metas estabelecidas no contrato. Na soma e conversão, o negócio beira os R$ 620 milhões.
Cathal McNaughton/Reuters
Cathal McNaughton/Reuters

Mamadou Sakho

O caso do zagueiro francês não é de tanto sucesso quanto o dos colegas de ataque, mas representou lucro para os cofres do Liverpool. Vindo do PSG, Sakho custou 18 milhões de libras em meados de 2013. Em seus primeiros anos no clube, o defensor era titular, mas perdeu espaço com a chegada do técnico Jürgen Klopp. Emprestado ao Crystal Palace no início de 2017, ele foi comprado em definitivo no último mês de agosto por cerca de 26 milhões de libras.
Gareth Copley/Getty Imagens
Gareth Copley/Getty Imagens

Jordon Ibe

Caso semelhante ao de Sterling, embora sem a mesma pompa. Ibe chegou ao Liverpool jovem, contratado em dezembro de 2011 por menos de 1 milhão de libras. A promessa eventualmente arrumou espaço no time profissional, em geral saindo do banco de reservas e sem nunca assumir a titularidade. Emprestado para o Birmingham e Derby County, Ibe foi vendido de forma definitiva ao Bournemouth no meio de 2016, por 15 milhões de libras.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos