Torcida do Real gosta de aplaudir rivais. Veja quem já teve essa honra

Do UOL, em São Paulo

Ser aplaudido pela torcida adversária não é para qualquer um. Ser aplaudido pela torcida do Real Madrid dentro de sua casa, o Santiago Bernabéu, é ainda mais histórico. E alguns craques já tiveram esse privilégio. Grandes atuações ou a possibilidade de não pisarem mais no gramado do estádio costumam render essa homenagem a um grupo seleto de jogadores.

Maradona foi um deles, em 1983, mesmo vestindo a camisa do arquirrival Barcelona. O mesmo aconteceu com Ronaldinho e Iniesta. Italianos que nunca atuaram no futebol espanhol também aparecem nessa lista restrita, como Pirlo, Del Piero e Totti.

Relembre os homenageados:

Danilo Verpa/Folhapress
Danilo Verpa/Folhapress

Maradona

Em junho de 1983, o argentino deixou o campo ovacionado pela torcida do Real Madrid, mesmo vestindo a camisa do rival Barcelona. Tudo porque fez um golaço no empate por 2 a 2. Recebeu em velocidade no meio-campo, em contra-ataque, driblou o goleiro Agustín, esperou Juan José chegar para deixá-lo no chão e então empurrou para a rede. Muitos o aplaudiram de pé naquele dia.
Getty Images
Getty Images

Ronaldinho

O brasileiro repetiu o feito de Maradona mais de 20 anos depois. Em 2005, no clássico pelo Espanhol, Ronaldinho fez dois belos gols para o Barcelona na vitória por 3 a 0 sobre o Real no Santiago Bernabéu. Ao anotar o segundo gol, a torcida merengue reconheceu sua grande atuação e o ovacionou de pé. Foi um dos momentos marcantes da carreira de Ronaldinho Gaúcho.
AFP PHOTO/ JOSEP LAGO
AFP PHOTO/ JOSEP LAGO

Iniesta

Autor do gol que deu à Espanha a Copa do Mundo de 2010, Iniesta também contou com a simpatia da torcida do Real. Depois de ser aplaudido no estádio do rival atuando pela seleção, o meia do Barça voltou a ganhar aplausos de torcedores do Real no ano passado, ao ser substituído durante a vitória por 4 a 0 dos catalães em pleno Bernabéu.
Reprodução/ ALEXANDER NEMENOV / AFP
Reprodução/ ALEXANDER NEMENOV / AFP

Totti

O último rival a ser reverenciado pelos merengues foi Totti, na semana passada. Ao entrar em campo pela Roma na partida pela Liga dos Campeões, o meia italiano recebeu muito carinho da torcida do Real. Apesar da eliminação, ele agradeceu. "É uma emoção enorme, será uma lembrança maravilhosa. Esse estádio é incrível", declarou Totti.
MARCO BERTORELLO / AFP
MARCO BERTORELLO / AFP

Pirlo

Outro italiano que não vestiu a camisa do Real e foi bem recebido pelos merengues como adversário. Na temporada 2014/15, pelas semifinais da Liga dos Campeões, Pirlo ajudou a Juventus a eliminar o time madrilenho, mas isso não impediu que os torcedores aplaudissem o experiente meio-campista.
Alex Livesey/Getty Images
Alex Livesey/Getty Images

Ryan Giggs

Perto de se aposentar quando visitou o Real pelo Manchester United na temporada 2012/13, também pela Liga dos Campeões, Giggs entrou começou a partida no banco de reservas, mas entrou em campo em grande estilo no segundo tempo, sendo muito aplaudido pela torcida merengue.
GIUSEPPE CACACE/AFP
GIUSEPPE CACACE/AFP

Del Piero

A Juventus ganhou do Real Madrid por 2 a 0 na temporada 2008/09 da Liga dos Campeões, mas para Del Piero tão importante quando o resultado foi o gesto dos fãs do Real. Em reconhecimento aos dois gols do meio-campista, eles não pouparam palmas para Del Piero quando ele foi substituído no fim da partida.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos