Um ano de Roger no Grêmio: Veja quem subiu ou desceu no elenco

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

Roger Machado completa um ano sob comando do Grêmio nesta quinta-feira. O treinador foi anunciado exatamente no dia 26 de maio de 2015, substituindo Luiz Felipe Scolari. Entre bons momentos, como a boa campanha no Brasileirão passado, e horas longe do ideal, nas eliminações no Gauchão e Libertadores, o técnico mudou elenco e programações no Tricolor.

Em comparação a seu antecessor, a mudança de rotina foi como da água ao vinho. Felipão fechava todos os trabalhos, deixava a imprensa na rua do CT ou mesmo da Arena, mantinha distância abissal com jornalistas ou mesmo torcedores e preferia trabalhos tradicionais. 
 
Roger não costuma esconder o time com frequência, cumprimenta a todos e conversa normalmente com jornalistas e alterou muito a rotina de treinos. Com trabalhos de posse, dinâmicos e inspirados em clubes europeus, apagou rapidamente os traços do ex-treinador. 
 
No elenco, mudanças substanciais aconteceram neste ano que se completa. Novas oportunidades a afastados ou mesmo o 'esquecimento' de jogadores dados como promessas por Scolari. A reportagem do UOL Esporte separou jogadores que ganharam ou perderam espaço com o treinador. 
 

SOBE: Quem ganhou espaço com Roger Machado

Lucas Uebel/Divulgação/Grêmio
Lucas Uebel/Divulgação/Grêmio

Luan

Luan já era titular com Enderson Moreira ou mesmo Felipão. Mas foi com Roger Machado que ele se tornou protagonista no Tricolor. Em 2015, utilizado como 'falso nove', foi artilheiro da equipe na temporada e se firmou na seleção olímpica do Brasil. Nesta temporada teve posição alterada, voltou a fazer a penúltima linha atuando pelos flancos ou mesmo centralizado, mas manteve o bom rendimento e a qualidade.
Lucas Uebel/Divulgação/Grêmio
Lucas Uebel/Divulgação/Grêmio

Walace

Walace recebeu a primeira chance no time de cima com Scolari, mas foi com Roger Machado que virou titular do time. Felipão repetidamente criticava o marcador, que deslanchou apenas a partir da chegada do ex-lateral esquerdo. Neste ano aprimorou o poder de conclusão e já marcou quatro gols na temporada. Tanto que teve valorização de R$ 39 milhões, custando R$ 500 mil na chegada e hoje avaliado em 10 milhões de euros (R$ 39,5 milhões).
Lucas Uebel/Divulgação Grêmio
Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Edinho

Talvez o principal nome de jogador 'resgatado' por Roger Machado é Edinho. O jogador estava afastado por Felipão e passou um semestre inteiro treinando isolado dos demais jogadores. Era uma imposição do técnico ter o marcador distante dos demais. A primeira atitude de Roger quando assumiu o time foi reconduzir o volante ao grupo. Muito querido entre os jogadores, Edinho virou 'homem de confiança' e renovou por dois anos.

Giuliano

Atrapalhado por dores no púbis, Giuliano só foi render o esperado pelo Grêmio quando Roger Machado assumiu o time. Depois de ser até vaiado pela torcida no ano anterior, o armador assumiu posto de titular e passou a ter boas atuações. Hoje é dono de posto no meio-campo e já foi utilizado até como volante. Além de ser considerado um dos líderes positivos do grupo.
LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA
LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Everton

Pouco utilizado por Felipão, Everton voltou para categorias de base e chegou a treinar no 'time B' do Grêmio. O rápido atacante só não foi negociado porque a direção apreciava suas qualidades. E tão logo Roger Machado assumiu, iniciou um processo de amadurecimento para ele. Jogou algumas vezes no primeiro ano, e acabou a temporada como titular. Assim começou em 2016 e até o momento oscila utilizações com retornos para a suplência. Mas está consolidado como uma das apostas do comandante.

DESCE: Quem perdeu espaço com Roger no Grêmo

Lucas Uebel/Divulgação Grêmio
Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Braian Rodríguez

Contratado por pedido pessoal de Scolari, Braian teve poucas chances com Roger Machado. O uruguaio perdeu algumas chances quando esteve em campo no ano passado, e no intervalo entre temporadas foi liberado pela direção para procurar outro destino. Não encontrou e permaneceu no elenco, mas não foi utilizado em um jogo sequer e cumprirá seu contrato até o fim do próximo mês relegado ao ostracismo.
Fernando Martinez/Aguante Comunicação
Fernando Martinez/Aguante Comunicação

Raul, Arthur e Araújo

O trio de jovens promessas era repetidamente elogiado no Grêmio. Todos com passagens por seleções de base, eram membros do grupo principal e considerados valiosos até a chegada de Roger. Tinham recebido oportunidades em jogos importantes do Campeonato Gaúcho e ensaiavam ganhar posto no Campeonato Brasileiro. Tão logo o comandante passou a gerir o grupo, o trio voltou para a base e hoje trabalham, todos, no 'elenco de transição', sem jamais terem sido relacionados por ele.
Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

Ramiro

Titular no meio-campo com Felipão, Ramiro se lesionou duas vezes e jamais voltou a ter a mesma importância no time. Depois de Roger assumir, o 'Gigante' - como é chamado pelo técnico - recebeu algumas chances, sempre durante os jogos. Mas não conseguiu voltar a ser protagonista. Recentemente foi utilizado como lateral direito, mas não demorou para ver Edílson ser contratado e mesmo com poucos treinos no clube já virar titular absoluto.
Divulgação/Panathinaikos
Divulgação/Panathinaikos

Yuri Mamute

Mamute seria dispensado pelo Grêmio, mas Felipão o resgatou. Viu o jovem marcar gols e fazer bons jogos e convenceu a direção a renovar por cinco anos e dar um aumento salarial ao jogador. Durou pouco. Quando Roger chegou Mamute passou a ser utilizado cada vez menos e acabou emprestado ao Panathinaikos, da Grécia, neste ano. Longe também não foi bem e pode ser devolvido.
Lucas Uebel/Divulgação Grêmio
Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Júnior

Lateral esquerdo das categorias de base ganhou oportunidades no time principal e era tido como aposta no setor. Ofensivo, tinha por principal característica o drible e a tentativa de buscar o gol adversário. Mas jamais foi utilizado por Roger. Mesmo quando encontrou problemas na posição, o treinador improvisou ou mesmo apostou em jogadores que já estavam no grupo, sem jamais cogitar a utilização de Júnior, que acabou emprestado ao Joinville.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos