Vale a pena conferir as camisas das seleções nas eliminatórias para 2018

Do UOL, em São Paulo

Acompanhar as eliminatórias continentais para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, é uma oportunidade para ver craques de diversos países em campo. Mas também é a chance rara de ver seleções menores em ação - e, com elas, seus uniformes.

Nos últimos dias, foram várias as oportunidades que estas equipes tiveram para desfilar suas camisas em campo. Algumas ajudaram a conquistar bons resultados; outras, nem tanto. Mesmo assim, chamaram a atenção do torcedor - e despertaram a cobiça dos colecionadores.

O UOL Esporte separou algumas das peças mais características dos últimos jogos nas eliminatórias. Confira:

As camisas das seleções

Paulo Duarte/AP Photo
Paulo Duarte/AP Photo

Andorra

A seleção é dona de resultados modestos, mas a camisa fabricada pela adidas é bastante arrojada. Com os ombros amarelos e faixas em amarelo e azul no peito e na barriga, a peça produz um degradê, já que os calções são azuis. Detalhes vermelhos completam a composição, aproveitando as cores da bandeira andorrana.
Peter Dejong/AP Photo
Peter Dejong/AP Photo

Belarus

A camisa branca de Belarus, também feita pela adidas, ganhou um faixa central com um detalhe bastante característico do país. A estampa é conhecida como rushniks e aparece também na bandeira do país.
Jure Makovec/AFP Photo
Jure Makovec/AFP Photo

Eslovênia

Historicamente, as camisas da Eslovênia trazem sempre referência no peito ao Monte Triglav, ponto mais alto do país (e presente inclusive no brasão de armas do país). No atual uniforme, a Nike conseguiu se reinventar para fugir do lugar-comum, arrojando na distribuição do verde.
Sergei Stepanov/Xinhua
Sergei Stepanov/Xinhua

Gibraltar

É sempre curioso ver os uniformes de seleções menores, e os de Gibraltar valem a curiosidade. A camisa branca fabricada pela Admiral traz detalhes assimétricos em vermelho, combinando-se com calções brancos e meias vermelhas.
Clodagh Kilcoyne/Reuters
Clodagh Kilcoyne/Reuters

Irlanda do Norte

Combinar verde e azul é raro em camisas de futebol. A Irlanda do Norte já usou o uniforme atual na Eurocopa 2016, na França, mas segue ainda com um dos fardamentos - mais um dos fabricados pela adidas - mais característicos do futebol mundial
Jason Cairnduff/Reuters
Jason Cairnduff/Reuters

Lituânia

Não é de hoje que a seleção báltica usa camisas amarelas e calções verdes fornecidos pela Hummel, fabricante conhecida por seus detalhes em V nos fardamentos. A novidade do uniforme atual dos lituanos são os detalhes pretos nas laterais das camisas.
Issouf Sanogo/AFP Photo
Issouf Sanogo/AFP Photo

Mali

Seleções africanas costumam se destacar positivamente entre os uniformes de seleções. E Mali não é diferente. As camisas atuais, fabricadas pela Airness, têm detalhes vermelhos nas laterais e faixas diagonais nas cores da bandeira do país (vermelho, amarelo e verde) no peito.
Stefan Wermuth/Reuters
Stefan Wermuth/Reuters

Malta

A seleção de Malta não é das mais competitivas com a bola nos pés, mas ninguém pode dizer que a equipe não se veste bem. O uniforme vermelho fornecido pela Givova conta com faixas diagonais em outro tom na camisa e com uma gola clássica. O distintivo da equipe dá um tempero classudo a mais.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos