1. River Plate RIV
    Trujillanos (VEN) TRU

Quinta-feira 21/04/2016 - 21:45

Hernando Siles, La Paz

6ª rodada

1
The Strongest The Strongest
  • Ernesto Cristaldo
Pós-jogo
1
São Paulo São Paulo
  • Calleri

Matéria de teste para preview da ficha

Webmaster UOL

Do UOL, em São Paulo

Muricy Ramalho colocou em campo diante do Corinthians a sexta escalação do São Paulo em seis jogos em 2015. Por um misto de opção tática, preservação de jogadores e oportunidade aos jovens, o treinador são-paulino não repetiu o time na temporada. Nesta quarta, uma equipe surpreendente, com algumas mudanças inéditas para o clássico, não deu certo: o time foi dominado e derrotado sem contestação em Itaquera.

Na estreia, defesa com Toloi e Edson Silva, Thiago Mendes no meio e Kardec e Luis Fabiano no ataque. Depois, Lucão ganhou lugar na defesa, Pato no ataque; Ganso voltou ao meio. No clássico com o Santos, chance para o garoto Ewandro. Contra o Bragantino, última partida, esquema com três zagueiros, estreia de Doria e Centurión, com o garoto Boschilia entre os titulares.

Diante do Corinthians, foram três mudanças inéditas: pela primeira vez no ano, Michel Bastos atuou na lateral esquerda; Doria, que só havia atuado com três zagueiros diante do Bragantino, jogou em uma formação com dois defensores. O meio com Denilson, Souza, Maicon e Ganso também apareceu pela primeira vez em 2015.

As surpresas vieram depois de uma semana repleta de mistérios: enquanto Tite revelou a escalação corintiana na terça, Muricy fechou os treinamentos, e deixou claro desde a semana passada que não revelaria a escalação. A estratégia não deu certo.

Um dos principais destaques do time na temporada, Michel Bastos não repetiu as boas atuações na lateral. Após o jogo, repetiu um discurso adotado já no começo do ano, de que rende mais no meio de campo. "Eu sei jogar, lógico, mas acho que hoje eu posso dar um pouco a mais em outra posição. Hoje o Muricy optou por isso para dar possibilidade a outro jogador, tentei dar meu máximo. A gente sempre quer jogar na nossa função", disse.

Dória também não foi bem, e vacilou em alguns lances. Na saída de campo, se irritou com perguntas sobre seu preparo físico. "Com certeza, estou preparado sim", disse, antes de deixar a zona mista.

O meio até trocou mais passes do que o Corinthians, mas, com dois centroavantes de pouca velocidade, Maicon e Ganso não encontraram espaço para enfiar as bolas. Cássio praticamente não trabalhou no Itaquerão.

Depois da partida, o próprio Muricy Ramalho reconheceu que as mudanças não surtiram efeito. "Quis liberar os dois laterais, os dois atacantes e o Ganso, mas não surtiu efeito. Não teve penetração, não teve jogada de fundo do campo. Para classificarmos na Libertadores, é muito pouco. Só com isso não tem condições".

O São Paulo volta a campo no sábado, diante do Audax, no Morumbi. Possivelmente, terá a sétima escalação da temporada. A missão, agora, é encontrar o time ideal antes de voltar a atuar pela Libertadores, diante do Danubio, na quarta-feira.
 

Fases do jogo

  • Primeiro tempoA proposta de Edgardo Bauza sem Ganso foi clara: fechar os espaços do Strongest e segurar o empate. Funcionou parcialmente: o São Paulo de fato conseguiu impedir que os bolivianos chegassem perto do gol de Denis, mas apresentou falhas. Em cobrança de falta de longe do Strongest, Denis saiu mal do gol e viu Cristaldo completar de cabeça, livre no segundo pau, para abrir o placar. Mesmo com o resultado desfavorável, Bauza manteve Ganso no banco e viu o empate sair com Calleri. Kelvin cobrou escanteio e o argentino marcou de cabeça.
  • Segundo tempoO São Paulo voltou do intervalo sem Ganso, e Bauza manteve a proposta de jogo de se fechar para segurar o empate. Depois do intervalo, porém, o São Paulo teve ainda mais problemas para criar jogadas. No início, uma falha defensiva fez Matías Alonso sair na cara do gol e perder a chance mais clara do jogo - seria o segundo gol do Strongest. Ganso foi a campo antes da metade do segundo tempo no lugar de Michel Bastos. Durante a segunda etapa, assim como no primeiro tempo, o destaque são-paulino foi para Hudson, sempre bem posicionado e decisivo no bloqueio aos bolivianos. Nos últimos 20 minutos o Strongest passou a pressionar muito e chegou perto do gol em cabeceio de Neumann. Nos acréscimos, o zagueiro Maicon teve de virar goleiro depois da expulsão de Denis.

Destaques

  • Toca no Calleri que é golJonathan Calleri chegou ao 7º gol desde o início da fase de grupos da Libertadores e se manteve na artilharia do torneio - marcou oito, no total, se o gol na pré-Libertadores for contabilizado. Ele marcou oito dos dez últimos gols do São Paulo nas últimas partidas.
  • Contra marca negativaO São Paulo não é eliminado na fase de grupos da Libertadores desde 1987.
  • Denis culpa a zaga após falhaAinda no intervalo, depois da falha cometida no primeiro gol da partida, Denis culpou os companheiros. Em entrevista à Fox Sports, disse: "Faltou defesa acompanhar, não podemos ficar com dois jogadores livres"

Melhores

  • Hudson, São PauloUm dos destaques do time no ano, o volante foi decisivo principalmente no primeiro tempo ao bloquear jogadas do Strongest. Foi o exemplo de comprometimento e empenho em campo
  • Calleri, São PauloDecidiu contra o Cesar Vallejo, contra o Trujillanos, contra o River e agora contra o Strongest. O São Paulo deve ao argentino boa parcela da classificação às oitavas

Piores

  • Denis, São PauloNão foi a primeira falha nesta edição da Libertadores. E também não foi a primeira vez que o goleiro não assumiu a culpa. Nesta quinta, na Bolívia, culpou os companheiros de defesa
  • Alonso, The StrongestO atacante teve a chance mais clara do jogo quando o placar marcava 1 a 1, escorregou e finalizou muito fraco, facilitando defesa sem riscos para Denis

Melhores notas

  • The Strongest
  • São Paulo
Avaliação
dos usuários
do Placar UOL
1
6,7
Pablo Escobar
1
8,5
Calleri
 
8
6,5
Luis Maldonado
5
7,7
Paulo Henrique Ganso

Próximos Jogos - São Paulo

  1. Palmeiras PAL
    São Paulo SPA
  2. São Paulo SPA
    Ponte Preta PON
  3. Vitória VIT
    São Paulo SPA
  4. São Paulo SPA
    Corinthians COR

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos