Topo

Liberado para buscar novo clube, uruguaio reage e tem chance no Atlético-MG

David Terans recupera espaço e volta a ter chances no Atlético-MG de Rodrigo Santana - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
David Terans recupera espaço e volta a ter chances no Atlético-MG de Rodrigo Santana Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

26/08/2019 04h00

David Terans foi liberado em junho passado pelo departamento de futebol do Atlético-MG para procurar novos clubes. Nacional e Peñarol, ambos Uruguai, foram atrás do jogador e quase o contrataram. As conversas, no entanto, não avançaram e ele seguiu na Cidade do Galo. Fora dos planos da comissão técnica, nem sequer atuou em junho e julho. Mas a vida do uruguaio de 25 anos mudou e ele deve ter novas oportunidades com Rodrigo Santana.

O estrangeiro foi acionado por 18 minutos, anteontem, durante a partida contra o Bahia, pela 16ª rodada do Brasileirão 2019. Foi a primeira atuação desde 21 de maio, quando ficou em campo por cinco minutos diante do Unión La Calera, do Chile, pela segunda fase da Sul-Americana.

A situação é bem diferente dos planos que o clube tinha para o atleta há alguns meses. Antes da paralisação do futebol brasileiro, Terans apareceu na lista de negociáveis da cúpula. No fim de junho, o seu agente, Flavio Perchman, falou sobre a situação em tom de despedida.

"O presidente do Nacional (do Uruguai) me chamou várias vezes para consultar a situação do David Terans. O Peñarol também me procurou e insistiu várias vezes. A ideia é de que ele siga jogando no Brasil. Existe uma possibilidade de atuar no Goiás e em outros times. A prioridade é ficar no Brasil. Se não der certo no Brasil, vamos decidir em qual dos grandes uruguaios Terans vai jogar. Acredito que vamos solucionar nesta semana", disse na ocasião.

David Terans foi quem fez a comissão técnica mudar de opinião sobre o seu futebol. O meia-atacante passou a render mais durante os treinos, sobretudo durante a paralisação para a Copa América, e já vinha aparecendo entre os suplentes. Ele ficou como opção diante da Chapecoense, pelo Brasileiro, e contra o Botafogo, pela Copa Sul-Americana. Entretanto, por opção do treinador, não foi acionado.

"Olha, é o que a gente fala. Muitos pedem titulares no banco, outros pedem mais chances para os jovens da base. O David [Terans] vem há tempos treinando muito bem. Ele precisava de uma oportunidade para a gente vê-lo dentro do jogo", declarou Rodrigo Santana.