Topo

Corinthians

Comprar ingresso
Comprar ingresso

Cássio vê Corinthians com condições de brigar pelo título do Brasileiro

Marcello Zambrana/AGIF
Cássio ergue a taça do Campeonato Paulista e vira o maior campeão da história do Corinthians Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

2019-04-22T18:39:11

22/04/2019 18h39

Um dia após conquistar o tricampeonato paulista, o goleiro Cássio afirmou que o Corinthians tem totais condições de brigar pelo título do Campeonato Brasileiro na sequência da temporada. De acordo com o capitão do Alvinegro, há equipes que, atualmente, jogam melhor, mas o Timão segue competitivo.

"Acho que temos sim elenco para sermos campeões, lógico que temos que trabalhar, evoluir, temos que ser regulares. Na minha opinião, no Campeonato Brasileiro, você ser regular na sua casa é muito importante, perder o menor número de pontos. Temos que entender que alguns jogos, principalmente fora de casa, não dá para ganhar, mas você não pode perder. Tem que trazer ponto, no final isso vai fazer diferença. Temos que achar regularidade pois elenco temos para brigar pelo título", disse o goleiro.

De acordo com Cássio, o Corinthians possui um elenco maior e melhor do que aquele que disputou o Brasileirão no ano passado. Além da força do time em sua casa, a presença de jogadores mais experientes pode ajudar o clube nas 38 rodadas da competição nacional. Apesar disto, o goleiro afirmou que há equipes em um estágio mais avançado neste momento da temporada.

Confira a entrevista completa do capitão do Corinthians:

Sensação no dia seguinte ao título

Muito feliz por esse título, chegar ao nono título. Persistência de acreditar no título e que era possível, independente de ter perdido alguns jogos ou não ter feito boas partidas. Persistência, pois desde o primeiro jogo a gente (sabia que) poderia ser campeão, o time acreditou sempre.

Você foi o craque do Paulistão?

Vocês que tem que decidir, eu tentei fazer o meu melhor pelo Corinthians, me dedicar ao máximo. Ninguém chega a lugar nenhum sozinho. Se consegui fazer um bom campeonato devo muito aos meus companheiros, aos preparadores de goleiros, meu treinador. Acho que o mais importante, independente de quem foi o melhor jogador, o melhor goleiro ou atacante, foi o Corinthians ser campeão.

O Corinthians mereceu ser campeão?

Acho que merecer, nós merecemos. Ninguém é campeão sem merecer. Talvez o Corinthians tenha sido mais sólido do que em outras partidas, de repente foi isso que ele (Fábio Carille em entrevista coletiva após o título) não se expressou bem, mas fomos merecedores. Em alguns jogos, a gente não foi tão bem. Não é porque veio bastante bola e eu defendi, mas contra o Santos foi um jogo que a gente foi bem abaixo, mas ganhou porque tem grupo e porque acreditou sempre. De repente faltou técnica, mas não faltou vontade, empenho, dedicação. É difícil, no futebol brasileiro você vai falar de competência, passar de fase, regularidade de jogos.

Na sua opinião, qual é o time que joga o melhor futebol no Brasil hoje?

O Cruzeiro é quem vem jogando melhor futebol e sendo efetivo. O Santos contra nós fez um grande jogo, agora contra o Vasco na Copa do Brasil também. Fez grandes jogos, mas acabou sendo eliminado já de duas competições. Acho que é um time que vai brigar no Brasileiro, é um dos times que têm grandes chances de brigar. Mas é difícil pegar uma equipe que seja competitiva o ano inteiro, não oscile, e no final das contas a única torcida que está comemorando em São Paulo é a do Corinthians, mesmo sendo irregular.

Vai na festa do Paulistão?

Vou na festa, é um momento legal, a gente foi campeão, é a primeira vez que entro na seleção do paulista, é um momento legal, lógico que o objetivo é ser campeão. Mas é um momento legal, vou com minha esposa na festa.

Quase no último minuto do jogo, você tentou dominar uma bola na coxa e errou. O que você tentou fazer naquele lance?

Nem eu sei o que quis fazer (no domínio). Eu tentei que a bola fosse... Sei lá, a bola varia tanto (risos). Era para ela ficar no meu controle, mas quando vi ela caiu, bateu no meu joelho, deu um desespero. Ainda bem que tava o Love e o pessoal ali, chutaram a bola para longe. É algo para aprender e não fazer mais.

Você acha que tem o mesmo nível que Alisson e Ederson, os outros dois goleiros da Seleção? E como está a expectativa para a convocação do Tite para a Copa América?

É difícil você falar dos outros ou fazer uma comparação. Tenho tido um bom começo de temporada, sido regular no meu clube, acabamos de ser campeões. Quando você é campeão, está em evidência, as chances aumentam de estar na seleção. Mas é com o Tite, ele que vai decidir quem vai. Mas se você me perguntar se eu gostaria de ir para a Copa América, é lógico que eu gostaria, seja Copa América ou amistosos. Gostaria de estar na competição, ainda mais que será no Brasil, mas tenho um respeito muito grande pelo pessoal que está na Seleção. Se eu for, vou ficar feliz, se não for, vou estar na torcida para o Brasil sair campeão.

Momento mais marcante

O jogo contra o Palmeiras foi difícil, teve o gol do Avelar. Por todas as críticas que sofreu, ele é um cara que eu respeito muito, pelo fato de apesar de todas as críticas nunca abaixou a cabeça, sempre foi um cara que trabalhou, se dedicou. Por ele ter feito o gol e também acho que depois daquele momento começaram a ver ele de outra maneira. O elogio e a crítica foram de outra forma. Acho que aquele foi um jogo bem com o estilo do Corinthians, uma equipe sólida e defensiva que quando pôde foi lá e fez o gol.

Quais as diferenças desse time para o do ano passado?

É difícil, no ano passado ficamos abaixo. Temos que ser inteligentes, não cometer os mesmos erros do ano passado. Temos um time mais experiente que o do ano passado. Temos de dois a três times, é diferente do ano passado, quando tínhamos muitos meninos. Neste ano, os meninos do ano passado têm mais experiência. É um time mais cascudo, mas temos que olhar para trás para não repetir erros.

Você foi um dos jogadores que criticou o gramado da Arena Corinthians no começo do ano. Percebeu alguma mudança recentemente?

Melhorou muito. Teve uma melhora bem legal. Ele está bem melhor mesmo.

(Nesse momento, o atacante Vagner Love senta-se ao lado dos jornalistas, pede a palavra e faz uma pergunta ao goleiro Cássio)

Como é ser o maior vencedor da história do Corinthians?

Eu e você, não é? Você ganhou bastante título comigo aqui. Espero que a gente possa ganhar mais títulos e você possa ajudar a gente a ganhar mais (risos).