Topo

Palmeiras


Comentaristas de arbitragem concordam com anulação de pênalti do Palmeiras

Do UOL, em São Paulo

2019-07-20T22:27:14

20/07/2019 22h27

O Palmeiras visitou o Ceará hoje (20), pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, e conheceu sua primeira derrota na competição: 2 a 0 para os mandantes. No segundo tempo da partida, quando o time paulista ainda perdia por 1 a 0, o árbitro Rodrigo D'Alonso Ferreira marcou pênalti para o Alviverde. Após consultar o VAR, porém, ele voltou atrás na decisão. Os comentaristas de arbitragem do Grupo Globo e do Esporte Interativo concordaram com a decisão.

Na opinião de Péricles Bassols, comentarista do Esporte Interativo, dois elementos caracterizaram a jogada como legal: o fato de a bola ter batido no braço de apoio do zagueiro Luiz Otávio, e de ter tocado a perna do zagueiro antes de bater no braço.

"O que ele vai ter que analisar é que a mão é de apoio. Além disso, toca primeiro na perna do jogador. Então, o jogador consegue tocar com uma parte legal, antes de tocar na mão. Ele deve revisar e anular a marcação por conta desses dois elementos", afirmou Péricles.

Paulo César de Oliveira citou os mesmos elementos como determinantes para a não-marcação da penalidade máxima.

"Concordo com a decisão final. A bola bate primeiro na perna do Luiz Otávio, depois no braço. Teve alteração recente na regra que, quando bate no braço, mesmo que não esteja apoiado no solo ainda, mas vai servir de apoio, não deve ser marcado penalidade", declarou.