UOL Esporte Futebol

Confira cinco motivos para acreditar na classificação do São Paulo

O São Paulo recebe o Internacional nesta quinta-feira, às 21h50, no Morumbi, e precisa de uma vitória por dois gols de diferença para chegar à sua sétima decisão de Copa Libertadores e, consequentemente, garantir uma vaga no Mundial da Fifa, em dezembro (triunfo por 1 a 0 leva a disputa para os pênaltis). Confira cinco motivos que favorecem o time tricolor no duelo decisivo.

A força no Morumbi

Arquivo/Folhapress


O São Paulo participa pela 15ª vez de uma Libertadores. No Morumbi, foram 69 partidas, com 52 vitórias, 10 empates e apenas 7 derrotas - um aproveitamento de 80% dos pontos. Durante toda a semana, os jogadores convocaram a torcida. "A coisa mais significante que vou guardar da minha carreira para o resto da vida é subir o túnel do vestiário em um jogo decisivo de Libertadores com o Morumbi lotado", revelou o capitão Rogério Ceni. No seu estádio, a equipe paulista já conquistou duas vezes o torneio continental (1992 e 2005) - o título de 1993 veio fora de casa.


Ricardo Oliveira

Almeida Rocha/Folhapress


Ricardo Oliveira é a grande aposta do São Paulo no ataque. Contratado dias antes do primeiro confronto com o Internacional, o centroavante será titular ao lado de Dagoberto e Fernandão. Ele é considerado o dono do Morumbi - dos sete gols que marcou com a camisa tricolor (somando a passagem em 2006) em 14 partidas, todos ocorreram na casa são-paulina. Além disso, quando o clube paulista realizou uma contratação de última hora para as semifinais da Libertadores de 2005, Amoroso entrou no time, marcou dois gols em quatro jogos e ajudou a erguer o troféu continental. Oliveira almeja trilhar o mesmo caminho.


Melhor defesa da Libertadores

Vipcomm


A defesa do São Paulo tem sido o ponto forte nas últimas temporadas e apresenta números impressionantes nesta Libertadores. Sofreu apenas três gols em 11 jogos, média próxima de um gol a cada quatro partidas. No Morumbi, o goleiro Rogério Ceni não foi vazado ainda em cinco confrontos. Após a derrota por 1 a 0 para o Inter, no jogo de ida, Alex Silva chamou a responsabilidade para o seu setor. "Ainda não sofremos nenhum gol no Morumbi. Nós teremos que partir para cima, mas não podemos deixar espaços. O Internacional tem um time muito forte. Por isso, temos que ser perfeitos atrás", declarou o xerifão.


Últimos quatro jogos em casa contra o Inter

Arquivo/Folha Imagem


O retrospecto recente do São Paulo em casa contra o Internacional é favorável e apresenta resultados que colocam o time tricolor na briga pelo título. Em 2006 e 2008, vitórias por 2 a 0 e 3 a 0, respectivamente, placares que se forem repetidos nesta quinta-feira garantem a vaga na final. Em 2007, ocorreu um triunfo por 1 a 0, que levaria a decisão para os pênaltis. No último encontro, em outubro de 2009, o time do técnico Ricardo Gomes ganhou por 1 a 0, gol de Washington (foto), que se transferiu para o Fluminense na semana passada.


Mística da Libertadores, e Rogério Ceni decisivo em pênaltis

Arquivo/Reuters


O São Paulo é clube brasileiro com mais participações em Libertadores (15), com mais finais no currículo (6) e com mais títulos (3). O torcedor aposta na mística do clube no torneio continental e lançou a campanha "Eu acredito". Além disso, uma vitória simples leva a decisão para os pênaltis, e Rogério Ceni tem no currículo atuações memoráveis. Ele foi fundamental em 2004, na vitória sobre o Rosário Central, em 2006, diante do Estudiantes, e nas oitavas de final deste ano, contra o Universitario, do Peru.


Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host