UOL Esporte Futebol
 
08/06/2009 - 19h31

Real Madrid encerra novela e confirma contratação do meia Kaká

Do UOL Esporte
Em São Paulo
Depois de uma semana de boatos e desencontros, o Real Madrid encerrou o mistério e confirmou a contratação do meia Kaká em comunicado divulgado no site oficial do clube nesta segunda-feira. O jogador, que está com a seleção brasileira em Recife, fez exames durante a tarde e foi aprovado antes do anúncio oficial.

Arte UOL
Os valores não foram divulgados, mas os jornais italianos e espanhóis informaram que o time espanhol desembolsará cerca de 65 milhões de euros (cerca de R$ 177 milhões). Segundo as publicações, Kaká assinará um contrato por seis temporadas e deve receber cerca de nove milhões de euros por ano, livres de impostos.

A negociação, porém, esteve ameaçada por uma proposta feita pelo Chelsea na terça-feira da última semana. O clube inglês teria oferecido um valor maior ao Milan, o que não foi confirmado pelos times, mas o Real Madrid acabou tendo a proposta aceita pelos italianos.

A favor do Real Madrid contou a hesitação de Kaká de jogar no futebol inglês, o que havia acontecido desde o forte assédio do Manchester City na janela no meio da temporada europeia.

Ricardo Izecson dos Santos Leite, Kaká, já é jogador do Real Madrid após o acordo acertado com o A.C Milan. O jogador brasileiro foi aprovado nesta segunda-feira satisfatoriamente em todas as provas de reconhecimento médico. Kaká firmou com o Real Madrid um contrato para as próximas seis temporadas.
ÍNTEGRA DO COMUNICADO OFICIAL DO REAL MADRID
O constante interesse do Milan em vender o jogador para 'fazer caixa' também desagradou o meia brasileiro, que chegou a falar repetidas vezes do seu desejo de jogar por muitas temporadas no time italiano assim como o zagueiro Paolo Maldini, que se aposentou recentemente.

Esta é a primeira contratação de Pérez em seu segundo mandato pelo clube. Segundo a imprensa espanhola, o dirigente ainda pretende trazer o meia-atacante Cristiano Ronaldo, do Manchester United, o meia Iniesta, do Barcelona, e o atacante Ibrahimovic, da Internazionale. Porém os três clubes já negaram a possibilidade de negociarem seus atletas.

Pérez foi o dirigente responsável por formar os "galácticos" do Real, como ficou conhecido o time montado no início deste século. Em seis anos no poder da equipe, ele trouxe nomes como Ronaldo, Figo, Zidane, Beckham, Robinho, Michael Owen e Makelele. Ele gastou mais de 422,5 milhões de euros no período, mas o time não teve o sucesso esperado em campo, tendo um título da Liga dos Campeões (2002) e dois do Campeonato Espanhol (2001 e 2003).

No novo clube, Kaká terá a companhia de apenas um brasileiro (o lateral-esquerdo Marcelo), mas chega para uma posição deficiente do elenco. Nesta temporada, Guti e Robben foram as principais opções do setor. Entretanto, o holandês, inclusive, já teria sido inclusive oferecido ao Milan na negociação por Kaká, porém o clube italiano descartou.

Logo após o comunicado oficial divulgado no site do Real Madrid, o site do Milan também colocou uma nota no seu site oficial. Confira a íntegra da nota:

"Na próxima temporada Kaká jogará no Real Madrid. O A.C Milan enaltece o homem Kaká e o grande campeão Kaká pela sua contribuição decisiva tem tantas vitórias conquistadas no seu império rossonero.

A perda técnica, mesmo grave, poderá ser preenchida. Mas será muito difícil substituir a perda do homem Kaká, exemplo de seriedade, empenho e profissionalismo.

O AC Milan, que engloba os dirigentes, os jogadores e a torcida rossonera, lhe envia o mais cordial agradecimento e a torcida pelo bom prosseguimento da sua carreira.
MILAN EMITE COMUNICADO
O meia brasileiro deixa o Milan após seis anos vestindo a camisa da equipe. Ele chegou ao clube no segundo semestre de 2003, disputou 267 partidas, marcou 96 gols e conquistou cinco títulos (uma Liga dos Campeões, um Campeonato Italiano, uma Supercopa da Itália, uma Supercopa Europeia e um Mundial de Clubes).

No período, ele também foi o artilheiro da Liga dos Campeões em 2007 e tornou-se também o melhor do mundo daquela temporada. Mas em 2009 a saída de Kaká tornou-se uma alternativa para o Milan. Em janeiro, o clube considerou "irrecusável" uma proposta de 100 milhões de euros do Manchester City, porém o jogador decidiu continuar em Milão, após a torcida fazer vigília em frente à casa do atleta para pedir sua permanência.

"Kaká saiu do mercado, ele não tem preço. Ele continua conosco. Tenho orgulho de ter um campeão como ele", disse o acionista majoritário do Milan, Silvio Berlusconi, após a recusa de Kaká. Porém, seis meses depois, o clube acabou aceitando a oferta do Real Madrid. Agora, a luta do Milan é para segurar o atacante Alexandre Pato, que já estaria na mira do Chelsea, segundo os jornais ingleses.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host