UOL Esporte Futebol
 
20/12/2009 - 07h01

Em ano de mudanças na zaga, Leonardo Silva se firma no Cruzeiro

Do UOL Esporte
Em Belo Horizonte
  • Leonardo Silva, que se firmou no Cruzeiro em 2009, quer dar sequência ao trabalho ano que vem

    Leonardo Silva, que se firmou no Cruzeiro em 2009, quer dar sequência ao trabalho ano que vem

O zagueiro Leonardo Silva, que terminou a temporada deste ano em alta, como capitão e titular do Cruzeiro, teve de superar a desconfiança inicial por parte do torcedor do clube mineiro. Ao contrário da outra posição na zaga, que foi marcada por alta rotatividade em 2009, o ex-jogador de Palmeiras e Vitória conseguiu se firmar no time de Adilson Batista.

Leonardo Silva fez 49 jogos pelo Cruzeiro, desde que foi contratado este ano, marcando oito gols. Ele teve sete companheiros diferentes ao longo de 2009, sendo Thiago Heleno o mais constante, com 14 atuações, seguido de Gil, com 12 e Leo Fortunato, com nove. Completaram as duplas, Anderson, Caçapa, Gustavo e até o volante Henrique, que jogou improvisado como zagueiro.

Mais quatro atletas foram utilizados na zaga do Cruzeiro pelo técnico Adilson Batista, embora não tenham atuado ao lado de Leonardo Silva, pelo menos não começando as partidas: Luisão, Vinícius, Neguete e Fabinho, outro volante, improvisado na zaga.

“A gente procura fazer o trabalho e se manter. No Cruzeiro, joga quem está melhor no momento. Eu procurei sempre estar nessa situação, claro que é uma nova temporada, novo começo e os que chegarem vão procurar ajudar e deixar o Cruzeiro mais forte ainda para a Libertadores, para o Brasileiro”, observou Leonardo Silva, que tem contrato com o Cruzeiro até 31 de dezembro de 2010.

“Foi um presente para mim ter participado desta temporada pelo Cruzeiro. A gente procura sempre fazer o nosso trabalho e retribuir a confiança que nos é dada. Procurei fazer isso nessa temporada, trabalhar bastante e poder jogar meu futebol, com a confiança que seu sempre tive”, comentou Leonardo Silva.

Segundo ele, foi possível conquistar a confiança dos companheiros, integrantes da comissão técnica e torcedores. Ele cita o fato de ter assumido a condição de capitão da equipe e pretende manter o posto em 2010.

“Ele resolveu ter um jogador dentro de campo que pudesse ter proximidade maior com ele, não que o Fábio não tenha, já que é uma referência, mas um jogador que pudesse interagir mais e graças a deus via em mim essa situação, procurei corresponder”, comentou Leonardo Silva.

O capitão celeste destaca a importância de uma boa preparação para o confronto contra o Real Potosí, que vale vaga na fase de grupos da Libertadores. “Sem dúvida, temos de nos preparar, fazer boa pré-temporada, um bom trabalho, sabendo que temos essa batalha logo aí para passarmos à fase de grupos”, analisou.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host