UOL Esporte Futebol
 
06/01/2010 - 19h09

Pedro Ken se inspira em ídolo Alex para obter sucesso no Cruzeiro

Gustavo Andrade
Em Belo Horizonte
  • Pedro Ken disse que se sente melhor atuando como 2º volante

    Pedro Ken disse que se sente melhor atuando como 2º volante

Apresentado oficialmente como jogador do Cruzeiro nesta quarta-feira, o meia Pedro Ken, revelado pelo Coritiba, espera seguir os passos de outro jogador da posição que iniciou a carreira no clube paranaense e brilhou na Toca da Raposa. Alex (atualmente no Fenerbahce, da Turquia), principal estrela da conquista da Tríplice Coroa em 2003, atuava, no entanto, como camisa 10, enquanto reforço celeste gosta de jogar como segundo volante.

“O Alex surgiu no Coritiba também e foi um ídolo para mim na época que ele estava lá, porque teve uma história muito brilhante no futebol e eu o via jogar lá”, afirmou Pedro Ken. O jogador de 22 anos assinou contrato com o Cruzeiro por cinco anos. Junto com dois investidores, o Cruzeiro adquiriu 80% dos direitos econômicos do atleta por R$ 3,75 milhões.

No Cruzeiro, Pedro Ken não deve disputar posição com Gilberto, o atual camisa 10 cruzeirense. “Eu atuo mais como o terceiro homem, vindo de trás com a bola, ou como segundo volante, que é onde eu me sinto melhor. Foi onde que joguei, praticamente, a minha carreira toda”, disse.

Ele, no entanto, se coloca à disposição do técnico Adilson Batista para exercer outras funções. “Onde precisar, eu sempre procurei jogar para o time. Se o Adilson precisar em outra posição, estou apto”, salientou.

No meio-campo, Pedro Ken sabe que terá forte concorrência. “Briga sempre vai ter, ainda mais no Cruzeiro com o elenco que tem. Se não fez muitas contratações é porque o grupo é forte e tem o entrosamento muito grande. A concorrência sempre vai existir, vou procurar fazer o meu melhor e buscar meu espaço no dia a dia”, ressaltou.

Com títulos apenas da Série B de 2007 e do Campeonato Paranaense de 2008 pelo Coritiba, o meia quer novas conquistas pelo Cruzeiro. “Minha expectativa é muito grande. É um clube que sempre está lá em cima, disputando títulos, tem uma estrutura enorme, uma torcida muito grande. Isso gera uma expectativa boa, espero me adaptar e vim para somar”, destacou.

Em Minas, Pedro Ken poderá ficar mais próximo de alguns familiares. “Meu pai nasceu em Barão (Barão de Cocais) e meu avô foi para Curitiba a trabalho. Tenho parentes em Barão e em BH também”, comentou. O avô do novo meia cruzeirense, apelidado Tulica, defendeu o Metaluzina, de Barão de Cocais, na década de 1940.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host