UOL Esporte Futebol
 
10/01/2010 - 14h02

Alecsandro quer 2010 com mais gols e menos críticas no Internacional

Jeremias Wernek
Bento Gonçalves (RS)

O atacante Alecsandro teve uma dura missão em 2009, substituir Nilmar. Um jogador de Seleção Brasileira e ídolo da torcida do Internacional. Conseguiu marcar gols, 28 ao todo, mas não caiu nas graças do torcedor. Pelo contrário, em muitos momentos foi o alvo da ira dos presentes no Beira-Rio.

Mesmo assim, o centroavante mostra tranquilidade e aguarda um 2010 melhor, onde espera superar a marca de 28 gols que alcançou no ano passado e de quebra, superar as críticas da torcida.

O começo de trabalho do técnico Jorge Fossati tem dois lados para Alecsandro, um bom e outro ruim. O bom é que Nei mostra-se um lateral com bom cruzamento, supri uma carência no lado direito do campo e pode ajudar, e muito, no jogo aéreo do goleador nesta temporada.

O outro é o desenho tático que Fossati está testando, com um só atacante. "Na verdade a gente ainda está se enquadrando ao esquema do treinador. É tudo novo pra gente como é novo pra ele também. Ele já mostrou que pode trabalhar com dois atacantes também", lembrou Alecsandro.

Mas a tendência, até para encaixar Giuliano e D'Alessandro no time, é o 3-6-1. Aí a coisa muda de figura e é preciso muito treino para que o camisa nove não fique sozinho.

"Quando você joga com um atacante só, e se o pessoal de trás não chegar, o atacante acaba ficando um pouco mais isolado. Mas quando você tem dois meias e dois alas que chegam simultaneamente como está acontecendo, você acaba tendo dois pontas abertos e mais dois meias, você não fica tão sozinho na frente", explicou o jogador.

Sempre querer mais, uma filosofia de vida que Alecsandro parece seguir. "O jogador que veste a nove do Internacional tem que sempre ter ambição de fazer gols e sempre querer estar brigado por artilharia. Ano passado eu pude fazer 28 gols na temporada, fiquei muito feliz. Sempre quando entra o ano a gente fala 'feliz ano novo e que o próximo seja melhor que o passado', então espero que esse ano eu possa fazer mais de 28 gols", brincou o titular do ataque do Internacional.

Os colegas de função de Alecsandro no grupo do Inter, nesta pré-temporada: Edu, Taison, Marquinhos, Tales Cunha. Ainda tem Walter, garoto do time B que deve ser integrado ao elenco principal no início da Libertadores da América, em Fevereiro. O centroavante Leandro Damião é um dos destaques da mesma equipe, mas não há previsão de ser utilizado por Jorge Fossati.

 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host