UOL Esporte Futebol
 
11/01/2010 - 18h23

Jonathan revela os objetivos de jogar na seleção brasileira e na Europa

Do UOL Esporte
Em Belo Horizonte
  • Lateral-direito Jonathan quer vestir a camisa amarelinha ainda que seja em um amistoso

    Lateral-direito Jonathan quer vestir a camisa amarelinha ainda que seja em um amistoso

Apesar de reconhecer que a seleção brasileira está muito bem servida em sua posição, com Maicon e Daniel Alves, o lateral-direito Jonathan, do Cruzeiro, não esconde que vestir a “amarelinha” é um de seus objetivos. Ele admite que outra meta individual é conseguir a transferência para um grande clube da Europa.

“Tenho de buscar objetivos como a seleção brasileira, a chance de jogar numa grande equipe da Europa. Sei que a seleção está muito bem servida de laterais-direitos, mas a esperança é a última que morre, quem sabe até mesmo uma convocação para algum amistoso, que possa estar surgindo, vou ficar na expectativa”, comentou Jonathan, em entrevista veiculada pelo site oficial do clube celeste.

Embora afirme estar muito bem no Cruzeiro, Jonathan reconhece que está trabalhando para ter chance de jogar no futebol europeu. Ele acredita que defender a seleção brasileira possa ser um fator facilitador para uma transferência internacional.

“Estive conversando com um amigo meu, que me disse estar faltando um pedigree, ou seja, vestir a amarelinha. Eu sei que estou no caminho certo, que o trabalho está sendo bem feito”, comentou Jonathan, que foi eleito o melhor lateral-direito na promoção Craque do Brasileirão.

“Gostaria de agradecer muito aos meus companheiros por esse prêmio, também o Adilson e a comissão técnica. Sem eles não ganharia. Qualquer atleta gostaria de receber esses prêmios, estou muito feliz, espero ganhar mais prêmios este ano”, afirmou.

Jonathan comemorou também o fato de ter sido sondado pelo real Madri, como revelou o presidente do Cruzeiro, Zezé Perrella. “Ter sido lembrado pelo Real Madri, isso para mim já é muito gratificante. É uma das maiores equipes do mundo, onde qualquer jogador gostaria de jogar. Mas não aconteceu e continuo fazendo o meu trabalho, não posso esmorecer nunca, tenho de continuar sempre trabalhando com os pés no chão”, ressaltou.

Apesar disso, Jonathan destaca que não está com a cabeça na Europa, mas sim focado em seu trabalho no Cruzeiro e em ajudar o clube a conquistar o título da Libertadores. “Quero deixar bem claro que não estou com cabeça na Europa. Sou um cara muito sincero, não só eu como todos os atletas, quer jogar na Europa, para melhorar a condição financeira, ganhar em euro e poder ajudar a minha família”, enfatizou.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host