UOL Esporte Futebol
 
11/01/2010 - 12h58

Para volante Adilson, Grêmio de Silas é mais ofensivo do que o de Autuori

Marinho Saldanha
Em Bento Gonçalves (RS)
  • Para Adilson, o Grêmio tem de dar prioridade para a Copa do Brasil no primeiro semestre

    Para Adilson, o Grêmio tem de dar prioridade para a Copa do Brasil no primeiro semestre

Remanescente do time de 2009, o volante Adilson fez uma comparação entre as duas equipes. Analisando a qualidade individual de cada um e o aspecto tático, o volante ressaltou as diferenças existentes entre os dois times.

“Chegou bastante gente nova, mas o importante é que são jogadores de qualidade. Tanto os que chegaram como os que estavam ano passado também. Ficamos com o grupo mais forte. Eu acabei ficando na mesma posição, pelo lado esquerdo, só mudou um pouco a chegada na frente, que estou com um pouquinho mais de liberdade”, disse o volante.

Silas Pereira mudou a estrutura do meio de campo gremista. Em vez de losango ou linha de quatro jogadores, dois triângulos são formados, englobando o ataque. Ferdinando, Adilson e Souza formam o primeiro. Um pouco mais na frente, Leandro, Hugo e Borges formam o segundo. Com 3 gols marcados na primeira vez que esta forma foi utilizada, a analise foi completamente satisfatória.

“Muda o comando, muda a forma de jogar, o time está mais ofensivo, mais ágil. Todo o mundo ali já sabe o que tem que tem ser feito. O professor está mudando o esquema, mudando a forma de jogo, mas não vai mudar a qualidade e a inteligência. Todos sabem o que tem de fazer dentro de campo”, falou.

Titular desde o início no primeiro treinamento do ano, o atleta justifica a oportunidade pelo bom aproveitamento no ano anterior. “É tudo conseqüência do ano passado. Um ano bem feito e o professor acompanhou o meu trabalho. Ele está confiando mas cabe a mim dar a resposta para manter a seqüência neste ano”, explicou.

A Copa do Brasil é a prioridade do primeiro semestre gremista. Entretanto, Adilson descarta a falta de atenção com o Estadual. “A nossa idéia é ganhar o Gauchão e a Copa do Brasil também. Mas acho que pelo tamanho, pelo que representa a Copa do Brasil, pelo que a gente tem deixado a desejar em matéria de títulos, ela é importante. A gente tem que dar esta prioridade para a Copa do Brasil mas na podemos deixar de prestar atenção no Estadual que também é um preparatório para o restante do ano. Ganhando este Gauchão dá um acréscimo de moral no restante do ano”, finalizou.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host