UOL Esporte Futebol
 
14/01/2010 - 14h11

Chocado, FH mostra-se solidário ao Haiti, país que já visitou com seleção

Bernardo Feital
Em Vitória (ES)
  • Tragédia no Haiti abalou o goleiro do Fluminense Fernando Henrique

    Tragédia no Haiti abalou o goleiro do Fluminense Fernando Henrique

O Haiti está em ruínas, depois dos terremotos que abalaram o país nesta terça-feira, e no Fluminense um jogador sentiu muito o acontecimento. Isto porque Fernando Henrique teve o prazer de levar um dia de alegria a um povo repleto de mazela. O goleiro esteve no país em 2004 com a seleção brasileira, no ‘jogo da paz’, e mostrou-se solidário com o acontecido.

“Fiquei chocado com os acontecimentos. A situação, quando passei por lá, era a inversa, de felicidade. Qualquer pessoa se abala e é tudo muito triste. Espero que todos possam ajudar e que o país se reconstrua”, declarou.

Porto Príncipe, capital do país, tem um significado todo especial para o arqueiro. Foi neste jogo, entre Brasil e Haiti, vencido pela seleção por 8 a 0, que Fernando vestiu pela primeira e única vez nos profissionais a camisa da seleção brasileira.

“Temos de esperar que tudo se melhore o mais rápido possível. Trata-se de um povo muito alegre e com uma vontade de viver muito grande. Presenciei este fato e sei que eles passarão por essa”, completou.

A catástrofe no Haiti deve alcançar números inimagináveis. Os mortos devem ultrapassar os 100 mil, segundo o Premiê Jean-Max Bellerive. Até agora, são 15 brasileiros que já morreram na tragédia.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host