UOL Esporte Futebol
 
14/01/2010 - 07h01

Em meio à 'rebelião' de jovens, São Paulo vê juras de amor dos profissionais

Bruno Thadeu
Em São Paulo

O São Paulo vive situação curiosa. A quantidade de atletas insatisfeitos vindos da base aumenta gradativamente. Depois que Oscar, 18, desafiou o clube e tentou anular o vínculo, outros dois novatos seguiram caminho idêntico: Diogo, 20, e Lucas Piazon, 15. Na contramão dos jovens, André Dias, 30, e Miranda, 25, receberam ofertas de clubes de ponta da Europa, mas dizem não haver motivos para deixar o Morumbi.

PENSAMENTOS DIFERENTES NO CLUBE

  • Folha Imagem

    Miranda e Oscar: um pretende permanecer no clube; outro continuará após liminar ser cassada

  • Folha Imagem

    Zagueiro André Dias conta ter ficado orgulhoso em saber que o São Paulo rejeitou ofertas da Lazio

  • Folha Imagem

    Diogo seguiu caminho de Oscar e acionou Justiça para invalidar contrato feito com o São Paulo

Seguindo a linha “amor eterno” ao São Paulo, que tem como símbolo o goleiro Rogério Ceni, André Dias afirmou ter sido procurado pela Lazio. O São Paulo, porém, recusou a oferta. A Lazio surgiu com contraproposta. O time do Morumbi enviou outro “não” aos italianos.

André Dias jura não ter se incomodado com a postura do São Paulo, que descartou acordo com a Lazio. Ao contrário. Diz que a conduta dos dirigentes é sinal de que ele é importante para o clube.

“Quando me disseram que não me venderiam para a Lazio, fiquei muito feliz em saber que sou valorizado aqui. Isso que eu sempre busquei. Já falei que pretendo encerrar minha carreira aqui. Só espero que o São Paulo me trate da mesma maneira quando meu contrato chegar ao final”, disse André Dias.

O discurso de Miranda é parecido com de André Dias. O Wolfsburg ofereceu proposta de contratação ao zagueiro, que optou por continuar no São Paulo. Segundo o superintendente de futebol do clube, Marco Aurélio Cunha, Miranda procurou a diretoria na quarta-feira para comunicar a resposta dada ao time alemão.

Cunha conta que a proposta do Wolfsburg para Miranda foi de US$ 20 milhões, embora o próprio jogador não confirme à imprensa. Ele ficou porque se sente muito bem no São Paulo, acrescenta o cartola.

“Pela primeira vez na minha vida vi um jogador recusar uma proposta tão alta. Mas vindo do Miranda não me surpreende, pois ele tem caráter, é um homem esclarecido. Ele apontou boas razões para continuar no São Paulo”, declarou o dirigente.

Paralelamente aos planos dos zagueiros, novatos do São Paulo acionaram a Justiça para romper contrato. A Justiça cassou liminar obtida por Oscar, que é esperado para essa quinta.

Experiente, André Dias conta que o trio da base adotou caminho errado devido às más influências e por imaturidade.

“Eu já joguei no Paraná, no Paysandu, e sei o que é dificuldade. Já passei fome. Eles não sabem o que é isso. Nunca sofreram na vida. Nunca tiveram problemas com salários atrasados. Acham que todos outros clubes são como o São Paulo, que dá tudo do bom e do melhor. Talvez preferiram seguir esse rumo porque ouvem demais seus empresários”, criticou Dias.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host