UOL Esporte Futebol
 
14/01/2010 - 23h00

Entre suor e tumultos, Vasco aprova pré-temporada e se despede de Vila Velha com saudade

Bruno Rousso
Em Vila Velha (ES)

O Vasco se despede nesta quinta-feira de Vila Velha, no Espírito Santo. Os cerca de dez dias com sol forte na cidade foram de trabalho duro, muito suor, brincadeiras e também confusões com a fanática torcida capixaba. Apesar dos pesares, em uma avaliação geral do técnico Vagner Mancini, a preparação ocorreu da melhor maneira possível e superou suas expectativas.

“Para ser muito sincero, tudo aconteceu da forma como foi planejado. Valeu muito passar esse tempo aqui. Foi muito bom. Pudemos unir mais o grupo, trabalhar forte e desfrutar de um clima muito agradável”, avaliou Mancini.

Para completar, no intervalo entre os treinos e sessões de musculação, os jogadores puderam aproveitar a bela Praia da Costa, a mais famosa de Vila Velha. A areia amarelada e o mar esverdeado seduziram os atletas, que se hospedaram em frente à orla, acordando e dormindo diante de uma vista deslumbrante.

“Não pudemos aproveitar tanto, mas valeu, conseguimos dar uns mergulhos. Deu para curtir um pouquinho e apreciar um cenário muito bonito”, avaliou o zagueiro Fernando.

O elenco cruzmaltino treinou em dois períodos durante todos os dias e utilizou três diferentes locais para a preparação. O batalhão do Exército, em Vila Velha, o Clube dos Estivadores, em Serra, e uma academia localizada na Praia da Costa.

Os treinos no batalhão ocorreram sem qualquer problema. Na academia tudo caminhou tranquilamente também, apesar do assédio grande e da provocação de alguns rivais. Em determinadas ocasiões, sócios apareciam trajando camisas de clubes carioca. A mais vista era a do Flamengo.

Os dias no Clube da Estiva, porém, não foram tão amenos. No domingo e na segunda-feira, os torcedores ficaram revoltados com o fato de o treino não ser aberto ao publico, condição pré-estabelecida pela diretoria e comissão técnica, que precisavam de dois dias com maior privacidade e menos ‘oba-oba’.

Do lado de fora do portão, alguns membros da torcida xingaram o técnico Vagner Mancini, que preferiu não entrar em polêmica, mas explicou que não era sua intenção entrar em conflito e reiterou o fato de que a programação inicial já previa dois treinos mais reservados.

Na quarta-feira, para concluir a preparação, a equipe encarou um amistoso contra a seleção capixaba. Sem jogar um grande futebol, o Cruzmaltino encontrou dificuldades para empatar em 1 a 1. Fumagalli fez o gol que evitou um “vexame”.

Após a temporada em Vila Velha, o Vasco retorna ao Rio de Janeiro coberto de expectativas e responsabilidades. A estreia no Estadual será no próximo sábado, contra o Tigres do Brasil, em São Januário.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host