UOL Esporte Futebol
 
16/01/2010 - 07h15

Novamente com 'supermando' e promessa de equilíbrio começa o Paranaense

João Carlos de Santa
Em Curitiba

Com dois jogos neste sábado, entre Corinthians-PR x Cianorte e Coritiba x Serrano, começa o Campeonato Paranaense de 2010. Com 14 participantes, o torneio repete a contestada fórmula do ano passado, que instituiu o chamado "supermando", pelo qual o vencedor do primeiro turno tem direito de jogar todas as partidas em casa, no turno final.

Além disso, a campeonato começa novamente ameaçado por ações judiciais, que podem paralisá-lo. Uma representação do Arapongas deverá ser julgada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva e pode "melar" a competição, caso o clube do interior, que reivindica uma vaga, obtenha sucesso.

Dentro de campo, a promessa é de equilíbrio na disputa pelo título, especialmente entre o s três grandes da capital. Único representante do Estado na Série A do Brasileiro, o Atlético-PR é apontado com favorito, por ter mantido a base do 2010. Adversários na Série B deste ano, Coritiba e Paraná tentam contornar orçamentos reduzidos para montar times competitivos o suficiente para enfrentar o Furacão.

Dos três, o Paraná foi o que mais contratou. Depois de promover um desmanche do elenco de 2009, o clube da Vila Capanema trouxe 12 novos jogadores, a maioria desconhecidos. Destacam-se o lateral-esquerdo Guaru, ex-Coritiba, e o zagueiro Alessandro Lopes, que foi revelado pelo Atlético-PR.

O Atlético fez apenas contratações pontuais, para repor perdas em alguma posições. Chegaram até agora o zagueiro Vanegas e o atacante Serna, ambos colombianos, o meia Tartá e o atacante Bruno Mineiro.

O Coritiba foi o que menos contratou e optou por apostar nas categorias de base, da qual promoveu dez jogadores. Apenas duas novidades apareceram no CT da Graciosa: o meia Rafinha, que passou pelo Paraná Clube no ano passado, e Enrico, também meia, emprestado pelo Vasco. O clube ainda tenta novos reforços e espera fechar com o volante Andrade, do Sport Recife e o lateral-direito Fabinho Capixaba, que pertence ao Palmeiras.

Do interior, a principal novidade é a volta do Operário de Ponta Grossa, após anos de ausência da primeira divisão. Como boa parte das agremiações de fora da capital, o clube dos Campos Gerais enfrenta dificuldades já na estreia. Terá que mandar seu jogo contra Cascavel, domingo, no Eco-Estádio, em Curitiba. O Germano Kruger não não passou na vistoria e foi vetado para a partida.

Confira a primeira rodada do Paranaense:
 

Sábado

16h40
Corinthians Paranaense x Cianorte

18h30
Coritiba x Serrano

Domingo

16h40
Operário x Cascavel
Iraty x Eng. Beltrão

16h50
Toledo x Atlético-PR
Nacional x Paranavaí

18h30
Paraná x Rio Branco


 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host