UOL Esporte Futebol
 
19/01/2010 - 18h28

Além de Adilson Batista, 11 atletas do Cruzeiro buscam o tri estadual

Gustavo Andrade
Em Belo Horizonte
  • Marquinhos Paraná diz que será gratificante se tornar tricampeão

    Marquinhos Paraná diz que será gratificante se tornar tricampeão

O Cruzeiro começa nesta quarta-feira, contra o Uberlândia, no Mineirão, a sua caminhada pelo tricampeonato mineiro. No elenco celeste, 11 jogadores podem levantar a taça do Estadual pelo terceiro ano seguido. Os campeões de 2008 e 2009, sob o comando de Adilson Batista, jogam na defesa ou são volantes. Nenhum meia ou atacante é remanescente da campanha de 2008.

Entre os três goleiros do elenco celeste, Fábio e Rafael estiveram presentes nos grupos campeões nas duas últimas edições do Estadual. Os laterais Jonathan, Fernandinho e Diego Renan também foram campeões em 2008 e 2009, assim como os zagueiros Thiago Heleno e Leo Fortunato. O grupo de 11 bicampeões em sequência tem ainda os volantes Marquinhos Paraná, Henrique, Fabrício e Elicarlos.

Em busca do tricampeonato, Marquinhos Paraná, que já conquistou duas vezes o Campeonato Catarinense pelo Figueirense, avalia que a rivalidade no futebol mineiro aumenta a importância do título estadual. “É muito importante ser tricampeão por um clube de tamanha importância como o Cruzeiro. Aqui, a rivalidade é muito grande com o Atlético e ser tricampeão seria muito gratificante”, disse.

O goleiro Fábio contabiliza três estaduais pelo Cruzeiro. Além dos troféus das duas últimas edições, ele ajudou o time celeste a erguer o de 2006. O arqueiro defende o respeito aos adversários para conquistar novamente o título mineiro.

“Sabemos que é difícil em qualquer competição conseguir três títulos seguidos e temos essa possibilidade. Lógico que temos de fazer por onde, colocar em prática todo o trabalho que foi feito ao longo da pré-temporada, com respeito a todas as equipes. Esse vai ser o primeiro passo para comemorarmos o tricampeonato”, afirmou.

Já o lateral-direito Marcos é uma das revelações do Cruzeiro, mas ainda não disputou o Campeonato Mineiro pelo time profissional. Campeão da Copa São Paulo de juniores e do Campeonato Brasileiro sub20 em 2007, ele esteve emprestado ao Bahia na última temporada e quer ajudar o elenco comandado por Adilson Batista a alcançar o tricampeonato.

“O Cruzeiro é um dos maiores clubes do Brasil, tem um dos melhores elencos, e eu, junto com meus companheiros, espero conquistar esse Estadual, mas temos que trabalhar. A gente sabe que a caminhada é longa”, afirmou o lateral de 20 anos.

Em busca do tricampeonato, o Cruzeiro chegou às conquistas de 2008 e 2009 com campanhas expressivas. Nas duas edições, o time celeste perdeu apenas uma partida. Em 32 jogos sob o comando de Adilson no Campeonato Mineiro, o time celeste venceu 23 vezes, empatou oito partidas e perdeu apenas para o Rio Branco, de Andradas, na primeira fase do Estadual de 2008, por 1 a 0, no Mineirão.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host