UOL Esporte Futebol
 
19/01/2010 - 15h52

Sem sustos, Gana vence Burkina Fasso e avança na Copa Africana

Do UOL Esprote
Em São Paulo

Gana corria risco de sofrer um vexame na Copa Africana de Nações. A seleção, classificada para a Copa do Mundo-2010, estava ameaçada de eliminação logo na primeira fase do torneio continental. No entanto, os temores ficaram para trás. Nesta terça-feira, os Estrelas Negras venceram Burkina Fasso por 1 a 0 em Luanda (Angola), pelo grupo B, e asseguraram presença nas quartas de final.

Para o jogo contra Burkina Fasso, Gana sofreu um desfalque importante. O meio-campista Michael Essien, um de seus principais jogadores, lesionou-se e está fora da Copa Africana de Nações. Para se classificar, a seleção ganense tinha a obrigação de vencer. Para Burkina Fasso avançar às quartas, bastava um empate.

Nas quartas de final, Gana terá um desafio complicado. A seleção enfrenta a anfitriã Angola em Luanda, no domingo, às 14h (horário de Brasília). Costa do Marfim, que ficou em primeiro lugar no grupo B, entrará em campo no mesmo dia contra a Argélia, em Cabinda.

Aos sete minutos de partida, Burkina Fasso chegou com perigo pela primeira vez. Pitroipa cobrou falta, o goleiro Kingson espalmou e Kaboré, no rebote, errou o chute. No minuto seguinte, Pitroipa recebeu lançamento de Kaboré e cruzou; Kingson ficou com a bola antes da chegada de Bamogo.

Enquanto os burquinenses assumiam o domínio da partida, Gana limitava suas ações a lançamentos longos, que facilitavam o trabalho da defesa adversária. A seleção de Burkina Fasso mostrou imprecisão na hora de articular suas jogadas ofensivas e pagou caro por isso.

Em uma sobra de bola na direita, aos 30, Dramani cruzou; Ayew, livre no meio da área, nem precisou saltar para desviar de cabeça e abrir o placar para Gana. Com a vantagem, os ganenses conseguiram manter um pouco mais a posse de bola. Burkina Fasso levou perigo aos 45. Pitroipa foi lançado, mas não conseguiu o domínio e Kingson ficou com a bola.

Na segunda etapa, Burkina Fasso partiu para cima em busca do empate logo no primeiro minuto, mas Kingson evitou. O ímpeto dos burquinenses durou pouco tempo e logo Gana controlou o ritmo do jogo. Com maior solidez defensiva e uma marcação eficiente no meio-campo, os Estrelas Negras corriam poucos riscos.

A situação de Burkina Fasso se complicou aos 21. Em uma disputa de bola com Tall, Gyan caiu no gramado e alegou ter sofrido uma cotovelada. O juiz expulsou o burquinense. Com a vantagem no placar e em número de jogadores em campo, Gana se sentiu ainda mais à vontade em campo.

Dramani perdeu grande chance de fazer o segundo aos 31. Ele recebeu livre, mas mandou a bola na rede pelo lado de fora. Cansados, os jogadores de Burkina Fasso erraram muitos passes e não tiveram forças para buscar o empate que classificaria a seleção.

Costa do Marfim ficou em primeiro lugar no grupo B com quatro pontos, seguida por Gana (três) e Burkina Fasso (um). Togo também fazia parte da chave, mas a seleção deixou o torneio após sofrer um atentado em Cabinda. Três pessoas morreram no ataque.

BURKINA FASSO 0 x 1 GANA

Burkina Fasso
Daouda Diakité; Bakary Koné, Paul Koulibaly (Koffi), Hamadou Tall, Mady Pananadetiguiri; Mahamoudou Keré, Florent Rouamba, Charles Kaboré (Nikiema), Jonathan Pitroipa; Issouf Koné, Habib Bamogo (Dagano)
Técnico: Paulo Duarte

Gana
Richard Kingson; Lee Addy, Samuel Inkoom, Hans Sarpei, Isaac Vorsah; Emmanuel Agyemang-Badu, Dede Ayew, Haminu Dramani, Kwadwo Asamoah; Mathew Amoah (Adiyiah), Asamoah Gyan (I. Ayew)
Técnico: Milovan Rajevac

Data: 19/01/2010, terça-feira
Local: estádio 11 de novembro, em Luanda (Angola)
Árbitro: Eddy Maillet (Seychelles)
Cartões amarelos: Bamogo, Tall, Pananadetiguiri (Burkina Fasso), Sarpei, Badu (Gana)
Cartão vermelho: Tall (Burkina Fasso)
Gol: Ayew, aos 30min do primeiro tempo

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host