UOL Esporte Futebol
 
20/01/2010 - 07h01

"Campeão da década", Cruzeiro defende hegemonia no Mineiro 2010

Gustavo Andrade
Em Belo Horizonte

O Cruzeiro abre o Campeonato Mineiro 2010 nesta quarta-feira, às 21h50 (horário de Brasília), contra o Uberlândia, no Mineirão, com a missão de confirmar seu domínio no estado neste início de século. Depois de se auto-intitular “campeão da década”, a equipe celeste tentará chegar ao tricampeonato estadual sob o comando de Adilson Batista, feito alcançado pela última vez entre 1996 e 1998.

A hegemonia celeste em Minas Gerais na primeira década deste século é evidenciada pelo número de conquistas. Enquanto o arquirrival Atlético obteve apenas um título (em 2007) no estado entre 2001 e 2009, o Cruzeiro foi campeão mineiro cinco vezes (2003, 2004, 2006, 2008 e 2009) nesse período.

A equipe da Toca da Raposa ainda levou o supercampeonato mineiro em 2002. Nesse ano os três times da capital (América, Atlético e Cruzeiro) disputaram a extinta Copa Sul-Minas. Com isso, a Caldense, de Poços de Caldas, sagrou-se campeã estadual. Os outros dois troféus da década ficaram com América (2001) e Ipatinga (2005).

Com a ascensão na década, o Cruzeiro diminuiu a diferença para o arquirrival em títulos estaduais: com 35 conquistas contra 39 do Atlético. Para se manter vitorioso no certame estadual, o time celeste apostou na permanência pelo terceiro ano consecutivo do técnico Adilson Batista, bicampeão em 2008 e 2009, e manteve a base da equipe.

Nas campanhas dos títulos estaduais com o treinador, o Cruzeiro perdeu apenas uma partida. Em 32 jogos sob o comando de Adilson no Mineiro, o time celeste venceu 23 vezes, empatou oito e perdeu somente para o Rio Branco, de Andradas, na primeira fase do Estadual de 2008, por 1 a 0, no Mineirão. O time celeste ainda impôs duas goleadas, por 5 a 0, sobre o Atlético nas finais das duas últimas edições.

Para tentar impedir o tri do arquirrival, o Atlético investiu na contratação de Vanderlei Luxemburgo, que dirigiu o Cruzeiro na conquista da tríplice coroa (títulos do Mineiro, Copa do Brasil e Brasileiro) em 2003, mas anunciou apenas três reforços até agora: o zagueiro equatoriano Jairo Campos, o meia-atacante Muriqui, destaque do Avaí, e o lateral-esquerdo Leandro.

Time principal

Embora dispute a Copa Libertadores, em que buscará o terceiro título continental (os outros dois foram em 1976 e 1997), o Cruzeiro acena, ao menos neste início de competição, com a utilização da equipe principal no Estadual. Adilson Batista disse, no entanto, que pode poupar atletas mais desgastado, como fez nos dois anos anteriores.

LISTA DE CAMPEÕES MINEIROS
ANO CAMPEÃO VICE-CAMPEÃO
2001 América Atlético
2002 Caldense Ipatinga
2003 Cruzeiro Atlético
2004 Cruzeiro Atlético
2005 Ipatinga Cruzeiro
2006 Cruzeiro Ipatinga
2007 Atlético Cruzeiro
2008 Cruzeiro Atlético
2009 Cruzeiro Atlético

 

“Eu vou trabalhar tentando vencer as três competições (Mineiro, Libertadores e Brasileirão). Vamos por etapa, nos preparar adequadamente. É claro que se entendermos que o grupo chegou desgastado, que em determinado jogo foi mais exigido, você vai segurar. Há o controle com fisiologista, enfim, para que a gente consiga conciliar e ir bem nessas duas competições (Mineiro e Libertadores) que temos no primeiro semestre”, afirmou Adilson Batista.

A equipe celeste tem como trunfo para a conquista do Estadual a permanência de todos os titulares de 2009, além da manutenção de grande parte dos reservas que estiveram na disputa do Brasileirão. Nos dois jogos-treinos que o Cruzeiro disputou na pré-temporada, contra Itaúna e Villa Nova, Adilson Batista apresentou como novidade o meia Pedro Ken, que ficou com a vaga do volante Fabrício, afastado para fazer reforço muscular, após encerrar a última temporada com lesão na panturrilha esquerda.

 

Presente nas conquistas de 2008 e 2009, o volante Marquinhos Paraná aponta o caminho para o tricampeonato estadual. “Temos de fazer o que fizemos no segundo turno do Campeonato Brasileiro, ou seja, ganhar os jogos fora, e dentro de casa procurar sempre vencer também. Se errarmos o mínimo possível dentro de casa, temos grandes chances de sermos campeões”, observou.

Grupo seleto

Frequentemente apontado como uma disputa particular entre Cruzeiro e Atlético, o Estadual tem sido valorizado na Toca da Raposa. “É um bom campeonato, com uma quota (de TV) muito boa, com bons jogos. A gente espera que o interior também se fortaleça e que a gente consiga agradar aos nossos torcedores e consiga mostrar um futebol vistoso e bonito para que o torcedor saia satisfeito. A minha intenção é vencer novamente”, ressaltou Adilson Batista.

Caso chegue ao tricampeonato estadual, Adilson entrará para um grupo que hoje conta com apenas três treinadores. Comandando o time celeste, somente Matturio Fabbi, entre 1928 e 1930, Airton Moreira, de 1965 a 1967, que ainda conseguiu chegar ao penta, vencendo também em 1968 e 1969, e Ilton Chaves, entre 1972 e 1974, foram tricampeões do Mineiro.

Para o capitão cruzeirense Leonardo Silva, 2010 será a vez de o Cruzeiro confirmar sua hegemonia no estado. “O desafio é maior. O título é sempre bom e, quando é conquistado em sequência, a sensação é de que se está fazendo um trabalho bom. Parabéns ao time pelos dois anos, mas tem de provar novamente que é o melhor”, ressaltou o zagueiro.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host