UOL Esporte Futebol
 
25/01/2010 - 21h01

Bianchi recusa convite para ser técnico e é demitido do Boca Juniors

Das agências internacionais
Em Buenos Aires (Argentina)

O Boca Juniors confirmou nesta segunda-feira a demissão de Carlos Bianchi do cargo de diretor esportivo. A decisão ocorreu quatro dias após a saída do técnico Alfio Basile, que não resistiu aos maus resultados obtidos pela equipe, entre eles a derrota para o arquirrival River Plate por 3 a 1.

Bianchi tem uma história vitoriosa à frente do Boca Juniors. Como treinador, conquistou nove títulos com o time argentino, sendo três da Copa Libertadores e dois Mundiais Interclubes, entre 1998 e 2003. De volta ao clube para a função administrativa, ficou 383 dias como diretor esportivo.

O presidente do Boca, Jorge Ameal, revelou que fez um convite para que Bianchi voltasse ao banco de reservas em substituição a Basile. O dirigente, porém, recusou a proposta e acertou sua saída em comum acordo com a direção do clube.

Com a recusa de Bianchi, o Boca Juniors promoveu para o time principal o técnico Abel Alves, que trabalhava nas categorias de base. O treinador já havia assumido o cargo no ano passado, após a saída de Carlos Ischia.

O novo treinador terá a tarefa de comandar o Boca Juniors no Torneio Clausura do Campeonato Argentino. A equipe fez campanha ruim no Apertura, ficando apenas na 11ª colocação.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host