UOL Esporte Futebol
 
28/01/2010 - 19h24

Egito goleia Argélia e tenta 7º título da Copa Africana na final contra Gana

Do UOL Esporte
Em São Paulo

O Egito venceu a Argélia nesta quinta-feira por 4 a 0 e avançou para a final da Copa Africana de Nações. Os argelinos tiveram três jogadores expulsos (Halliche, Belhadj e o goleiro Chaouchi) e as coisas ficaram mais fáceis para os Faraós. Na decisão, o Egito enfrentará Gana para tentar alcançar o sétimo título da competição. Os ganeses superaram a Nigéria na semifinal por 1 a 0.

O Egito, além de ser o atual bicampeão, é o maior campeão da competição, com seis conquistas (1957, 1959, 1986, 1998, 2006 e 2008). Enquanto isso, a seleção ganense tentará conquistar seu quinto título continental. Os Estrelas Negras já foram campeões da CAN em 1963, 1965, 1978 e 1982. A final será disputada neste domingo, às 14h, em Luanda. No sábado, em Benguela, às 14h, a Nigéria decidirá o 3º lugar contra a Argélia.

O duelo entre os dois países é marcado por muita rivalidade. Em novembro do ano passado, três jogadores argelinos ficaram feridos após a torcida egípcia atirar pedras contra o ônibus da Argélia na fase classificatória para a Copa do Mundo. Desta vez, as duas equipes não abusaram tanto das faltas, mas os argelinos perderam a cabeça no final.

No primeiro tempo, o Egito foi superior ao rival. A Argélia não conseguiu desenvolver o seu jogo e ficou presa na marcação egípcia. Enquanto isso, os egípcios levavam muito perigo com jogadas rápidas e muita movimentação. Em uma delas, aos 36min, E. Meteeb invadiu a área pela direita e foi derrubado por Rafik Halliche, que foi expulso. Hosni cobrou com paradinha e abriu o marcador.

Apesar da superioridade egípcia na primeira etapa, foram os argelinos que chutaram mais vezes ao gol, seis arremates contra quatro do adversário. No entanto, o Egito foi mais eficiente e acertou dois chutes ao alvo, contra apenas um do rival.

Na segunda etapa, a Argélia sofreu por ter um jogador a menos. O time até que tentou se lançar ao ataque, mas ficou exposto na defesa e o Egito levava muito perigo. Os argelinos arriscavam muitos chutes de fora da área e aproveitaram bastante as bolas paradas. No entanto, o goleiro El-Hadary se apresentou sempre muito seguro.

Aos 20min, o Egito aproveitou mais um contra-golpe e selou a vitória com o segundo gol. Zidan recebeu a bola na intermediária, cortou um marcador e bateu forte, sem chances para o goleiro adversário. No final, os egípcios ainda fizeram mais dois gols, um com M. Abdel-Shafy, tocando na saída do arqueiro Chaouchi, e outro com Gado.

ARGÉLIA 0 x 4 EGITO

Argélia
Chaouchi; Belhadj, Halliche, Bougherra, Yahia; Yebda, Mansouri, Meghni (Laifaoui), Ziani; Ghezzal (Zemmamouche) e Matmour (Abdoun)
Técnico: Rabah Saadane

Egito
El Hadary; Al-Muhamadi, Goma'a, Fathallah (Nagy Gedo), Moawad (Abdel-Shafy); Fathy, Said, Hassan e Hosni; Zidan e Moteb (Ghaly)
Técnico: Hassan Shehata

Data: 28/01/2010, quinta-feira
Local: Complexo da Sr. da Graça, em Benguela (Angola)
Árbitro: Daniel Bennett (África do Sul)
Cartões amarelos: Fathalla (Egito); Halliche e Chaouchi (Argélia)
Cartões vermelhos: Halliche, Belhadj e Chaouchi
Gols: Hosni, aos 39min da primeira etapa; Zidan, aos 20min, Abdel-Shafy, aos 34min, e Nagy Gedo, aos 48min do segundo tempo.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host