UOL Esporte Futebol
 
11/02/2010 - 19h02

Ganso vai no embalo de Neymar e negocia reformulação contratual com o Santos

João Henrique Marques
Em Santos (SP)
  • Paulo Henrique Ganso é o vice-artilheiro do Santos no Paulista com quatro gols, em sete partidas

    Paulo Henrique Ganso é o vice-artilheiro do Santos no Paulista com quatro gols, em sete partidas

A nova diretoria do Santos resolveu valorizar os jovens talentos do clube. Após a reformulação contratual de Neymar, os dirigentes negociam um novo vínculo para Paulo Henrique Ganso. Eles estiveram reunidos com representantes do Grupo Sonda, que detém parte dos direitos econômicos do meia, na tarde desta quinta-feira, na Vila Belmiro. O contrato atualizado deve ser assinado pelo jogador nesta sexta-feira.

Entre as principais mudanças estão o aumento salarial, prorrogação em nove meses na validade do vínculo, que se encerraria em março de 2014, e bonificações por metas atingidas, como conquista de títulos e participações na seleção brasileira principal. A multa rescisória, avaliada em 50 milhões de euros (aproximadamente R$ 126 milhões), não será mexida. Esse é o limite máximo permitido pela Fifa.

A ideia de modificar o contrato partiu da própria diretoria santista. Diferentemente de Neymar, Ganso não precisaria modificar o vínculo para evitar problemas com a justiça, já que assinou o vínculo atual, em março do ano passado, quando era maior de idade (tinha 19 anos). A ideia dos dirigentes foi igualar o salário dos dois jogadores.

“Não sei se sou um dos principais jogadores do clube, mas estou me sentindo valorizado até pelo que venho fazendo no Campeonato Paulista. Acho que quatro gols, em sete jogos, está de bom tamanho para um jogador da minha posição. Isso não é para qualquer um” opinou Ganso.

O meia tem metas definidas. Em suas entrevistas sempre comenta o objetivo de atuar em um grande clube europeu e participar de uma Copa do Mundo. Para adquirir o empréstimo de Robinho, o Santos cedeu a prioridade de compra dos direitos de Paulo Henrique ao Manchester City-ING. Porém, o atleta já avisou que não tem a intenção de se transferir para o clube inglês.

O Santos detém 45% dos direitos de Ganso. O Grupo Sonda possui outros 45%, e o restante (10%) é do jogador. O jogador chegou no clube em 2005, com 16 anos, por indicação de Giovanni, seu conterrâneo de Ananindeua, município do estado do Pará.

“Tenho treinado forte aqui no Santos, correndo bastante, jogando o melhor que posso para me valorizar. Espero continuar nessa toada” disse Ganso.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host