UOL Esporte Futebol
 
11/02/2010 - 15h27

"Rival" por vaga de titular, Rafael Moura quer que Fernandão fique no Goiás

Filipe Grecco
Em São Paulo
  • Pensando no grupo, Rafael Moura (d) quer que seu rival Fernandão (e) continue jogando no Goiás

    Pensando no grupo, Rafael Moura (d) quer que seu "rival" Fernandão (e) continue jogando no Goiás

Recém contratado pela equipe do Goiás o atacante Rafael Moura ainda treina para recuperar a forma física, para fazer sua estreia e brigar por uma vaga no time titular. Um dos seus "rivais" no setor, Fernandão pode se transferir para o São Paulo, porém isso não é motivo de alegria para Rafael Moura, que, pensando no melhor para o clube, deseja que o ídolo da torcida permaneça no elenco.

"Se eu for ser consultado, vou dizer que sou a favor do Fernandão ficar, pois quanto mais jogadores de qualidade em competições de alto nível, quem tem a ganhar é somente o Goiás. Se o Fernandão nos deixar vai ser uma grande perda, pois se trata de um atleta de qualidade, de excelente nível técnico e que só tem a acrescentar para o grupo", disse Rafael Moura.

Além de Fernandão e Rafael Moura, o técnico Jorginho tem a disposição para o ataque da equipe Marcus Vinícius, Johnathan, Wendell e Felipe, que é o artilheiro do Goiás no Campeonato Goiano com três gols. Rafael Moura sabe da grande concorrência que tem no setor, mas independente de quem seja seu parceiro, ele quer uma vaga entre os titulares.

"Eu vim para cá é claro que sempre pensando em titularidade, independente do Fernandão permanecer ou não. Eu acho que cabe neste time nós dois, com o Felipe, ou Marcus Vinícius, enfim, o Goiás tem muitos atacantes de qualidade", declarou o atacante, que marcou um gol no jogo treino contra o Brasília, na última terça-feira.

São Paulo e Goiás negociam para que o atacante Fernandão defenda o clube do Morumbi nesta temporada. Segundo a diretoria do clube paulista, o time goiano teria pedido quatro jogadores, entre eles Marlos, Richarlysson e Renato Silva, além de R$ 2 milhões para liberar o centroavante de 31 anos.

Porém, o São Paulo teria oferecido apenas jogadores que não serão aproveitados pelo técnico Ricardo Gomes, caso de Adrian Gonzáles, Wagner Diniz, Wellington e Roger. Isso revoltou a diretoria do Goiás, tanto, que o diretor de futebol Marcos Figueiredo disse ao jornal Diário da Manhã que tem vontade de "xingar a cúpula do São Paulo por tentar tirar o Fernandão de graça".

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host