UOL Esporte Futebol
 
18/02/2010 - 20h06

Doni substitui Julio Sérgio, leva três, e Roma perde de virada em Atenas

Do UOL Esporte
Em São Paulo

Em jogo emocionante no Estádio Olímpico de Atenas, o Panathinaikos venceu nesta quinta-feira a Roma de virada por 3 a 2 pela partida de ida do confronto da segunda fase da Liga Europa, e agora depende de apenas um empate na capital italiana para garantir a classificação para as oitavas de final da competição. Atrás no placar duas vezes, a equipe grega buscou o empate em ambas com atletas recém saídos do banco de reservas e virou a partida aos 43min do segundo tempo, com Cissé.

A derrota na Grécia coloca fim a uma série invicta de vinte jogos da equipe romana, que perdeu na partida o goleio Julio Sérgio, que, com lesão no coxa direita, deu lugar a Doni. O arqueiro da seleção, que jogou pouco mais de 50 minutos, levou os três gols da Roma.

Sem Totti e Luca Toni, ambos fora por contusão, o técnico Cláudio Ranieri levou a Roma a campo nesta quinta-feira com quatro brasileiros entre os titulares: Julio Sérgio, Juan, Julio Baptista e Taddei. Pelo Panathinaikos, Gilberto Silva mais uma vez ficou fora até mesmo do banco de reservas, no qual esteve, porém, o atacante Clayton.

 

Com o apoio da torcida, que lotou o estádio Olímpico de Atenas, o Panathinaikos partiu para a pressão logo que a bola rolou e com aos 2min, Katsouranis chutou de longe, a bola desviou em Juan e quase enganou Julio Sérgio, que salvou com os pés.

Mantendo a posse de bola no campo de ataque e sempre chegando com pelo menos quatro jogadores de frente na área adversária, o Panathinaikos pressionava a Roma, que aos 12min conseguiu sair em contra-ataque e quase abriu o placar com Riise, que recebeu cruzamento na área, matou no peito e chutou forte, de esquerda, na trave. A chance perdida pela Roma parece ter assustado a equipe grega, que diminuiu o ímpeto ofensivo e permitiu o equilíbrio da partida, só voltando a criar chance clara de gol aos 28min, quando Ninis chutou de longe e Julio Sérgio fez bela defesa de mão trocada, no ângulo.

Pouco depois, foi a vez de a Roma criar oportunidade de gol. E não desperdiçar. Julio Batista, que jogava como meia-armador pelo meio, tocou para Vucinic dominar na linha da grande área e, com tranqüilidade, colocar a bola por cobertura, no ângulo esquerdo de Tzorvas.

Fazendo mais uma boa partida pela Roma, Julio Sérgio teve que ser substituído aos 39min, após sentir dores musculares na coxa direita. Visivelmente abatido, deixou o campo para dar lugar a Doni, que contou com a sorte para não sofrer, dois minutos depois, o gol de empate do time grego. Leto cruzou da esquerda na cabeça de Cissé, que, livre no segundo pau, com Doni batido, cabeceou para fora e perdeu chance incrível.

Se para o Panathinaikos a derrota em casa era péssimo resultado, a Roma parecia contente com a vitória magra e voltou para o segundo tempo se não jogando recuada, mas cadenciando o jogo e marcando com precisão. A equipe grega, dependente de Leto, que não fazia grande partida, e de Cissé, bem marcado por Juan e Burdisso, pouco criava. Visando mudar o panorama do jogo, o técnico Nikos Nioplias tirou de campo aos 20min o meia Katsouranis e lançou o Salpingidis. Com menos de dois minutos em campo, o atacante grego aproveitou saída ruim de Doni em escanteio e chutou da pequena área para o gol vazio. Não acertou em cheio na bola, mas empatou o jogo.

A igualdade no placar fez o time grego gostar ainda mais do jogo e partir para o ataque, praticamente sem deixar espaços para a Roma jogar. Em um dos poucos contra-ataques dos italianos, Spiropoulos e Karagounis fizeram sanduíche de Cerci na área. Na cobrança do pênalti, Pizarro bateu bem e voltou a pôr a Roma na frente aos 26min.

Para chegar ao empate, o Panathinaikos mais uma vez contou com a estrela de seu técnico Nikos Nioplias, que tirou Petropoulos para dar lugar a Hristodoupoilos. Mais uma vez em cobrança de escanteio, e logo no seu primeiro toque na bola o atacante grego empatou. Após a bola pipocar na área da Roma, ela sobrou para o recém-entrado virar uma meia bicicleta por baixo das pernas de Doni.

O Panathinaikos passou então a acreditar na vitória e seguiu cada vez mais pressionando. Aos 43min, Salpingidis cruzou da esquerda e Cissé pulou mais que Burdisso para virar o jogo, de cabeça. Nos acréscimos, a Roma ainda tentou pressionar, mas sem sucesso.

O jogo de volta, no estádio Olímpico de Roma, será na próxima quinta-feira, dia 25, às 15h no horário de Brasília.

 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host