UOL Esporte Futebol
 
25/02/2010 - 12h58

Olympiacos dobra valor por atacante Diogo e frustra São Paulo e Palmeiras

Bruno Thadeu
Em São Paulo
  • Pedido de 400 mil euros por empréstimo até fim da Libertadores assustou o São Paulo e Palmeiras

    Pedido de 400 mil euros por empréstimo até fim da Libertadores assustou o São Paulo e Palmeiras

Cobiçado pelo São Paulo e Palmeiras, o atacante Diogo não retornará ao país pelo menos neste início de temporada. O Olympiacos, clube grego que detém os direitos econômicos do jogador, reformulou a proposta de cessão do jogador até o final da Copa Libertadores, desagradando o time do Morumbi, que exercia preferência na aquisição.

Na quarta-feira, o clube grego dobrou o valor solicitado anteriormente. De 200 mil euros anteriormente combinado, o time da Grécia solicitou 400 mil euros para o empréstimo.

O São Paulo recusou, tentando última cartada nesta quinta de manhã. O Olympiacos, porém, manteve a posição.

“Estamos fora. Não tem mais negócio”, destacou ao UOL Esporte o vice-presidente de futebol do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva.

A ideia do São Paulo era utilizar Diogo para a Copa Libertadores, negociando a prorrogação do vínculo até o final da temporada. A inscrição de jogadores para o Campeonato Paulista termina nesta quinta-feira.

“A contratação do Diogo tornou-se totalmente inviável para o São Paulo. estava praticamente certa a contratação, mas o Olympiacos simplesmente aumentou o valor que estava combinado e aguardou resposta do São Paulo, que logicamente recusou cobrir essa nova pedida. Pelos cálculos que fizemos, o Diogo valeria quase R$ 300 mil por jogo. Absurdo”, destacou o empresário Ricardo Mendes, que intermediou a negociação com o São Paulo.

Ciente da negociação entre São Paulo e Diogo, o Palmeiras manifestou interesse, mas descartou após conferir nova pedida do Olympiacos.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host